Perguntar
Fechar

Sapinho na boca: Quais os sintomas e como tratar?

O sapinho na boca caracteriza-se pelo aparecimento de placas esbranquiçadas na língua, parte interna das bochechas e céu da boca. Os sinais e sintomas incluem ainda dificuldade para sentir o sabor dos alimentos e sensação de algodão na boca.

Em pessoas com imunidade baixa, o sapinho pode cobrir toda a boca, a língua e chegar ao esôfago, causando dificuldade e dor para engolir.

Bebês com sapinho na boca apresentam pequenos pontos brancos que se parecem com restos de leite. Essas manchinhas brancas são difíceis de sair, podem ser dolorosas e surgir nos lábios, parte interna das bochechas, gengivas e língua.

É importante não raspar ou tentar tirar os pontinhos brancos da boca do bebê, pois além de provocar dor e sangramento, pode piorar a infecção.

O sapinho na boca do bebê também pode causar perda de apetite e prejudicar a amamentação. Os sinais e sintomas nos casos mais graves podem incluir febre, tosse e distúrbios digestivos.

Tratamento

O tratamento do sapinho na boca é feito com medicamentos antifúngicos. A administração da medicação pode ser por via oral, sob a forma de comprimidos, ou tópica, aplicada diretamente sobre o local.

Pessoas que usam dentadura devem manter uma boa higiene da prótese, ter uma alimentação saudável e estar atentas ao tempo de uso da dentadura.

O tratamento do sapinho pode incluir ainda a suplementação com vitaminas e sais minerais, já que é comum indivíduos com infecções fúngicas frequentes terem também carências nutricionais.

O sapinho (candidíase oral) é uma infecção fúngica que afeta a boca, sendo mais comum em pessoas com imunidade baixa, como pacientes com HIV ou portadores de Síndrome de Down, transplantados renais, diabetes, indivíduos que usam dentaduras e próteses dentárias, entre outros. O uso prolongado de medicamentos antibióticos também pode favorecer o aparecimento de sapinho na boca.

Saiba mais em: Sapinho na boca de bebê: O que é, quais os sintomas e como tratar?