Perguntar
Fechar

Diarreia

Dor no estômago e diarreia: o que eu faço?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Diarreia associada com dor de estômago está associado, na maioria das vezes, a um quadro de intoxicação alimentar ou infecção gástrica e intestinal.

Quando esses sintomas são transitórios, a pessoa deve se hidratar e repor os líquidos que estão sendo perdidos e evitar alimentação gordurosa e apimentada.

Na presença de fezes com sangue, vômitos e febre, é indicado procurar um serviço de saúde para avaliação.

Se essa situação for constante e durar mais de uma semana, é importante consultar o/a médico/a clínico/a geral ou médico/a de família para investigação.

Leia também:

Diarreia o que fazer?

Dores no estômago, desânimo e diarreia o que pode ser?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pode ser alguma doença física como as inflamações ou infecções envolvendo estômago e intestinos (as mais comuns são as gastroenterites virais e tóxicas),ou alguma doença emocional como depressão ou ansiedade.

Dor no estômago e diarreia, o que pode ser?
Dr. Gabriel Soledade
Dr. Gabriel Soledade
Médico

Muitas são as causas possíveis, entre elas as mais prováveis costumam ser infecções virais ou intoxicações alimentares. Alergias e intolerâncias alimentares também são possíveis, bem como doenças inflamatórias intestinais crônicas, que são as menos comuns e geralmente têm história familiar.

Se esse sintoma for frequente ou durar muito tempo, é importante que a pessoa procure um médico clínico geral ou gastroenterologista, para que a investigação adequada seja realizada, a fim de se alcançar o diagnóstico correto e o melhor tratamento possível.

Posso tomar Amoxicilina e Paracetamol amamentando?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Sim, pode tomar Amoxicilina e Paracetamol e amamentar seu bebê sem problemas, nenhum dos dois medicamentos costumam fazer mal ao bebê. Salvo casos de alergias aos remédios citados. Eventualmente a Amoxicilina pode estar associada a casos de diarréia em crianças.

Estou com sintomas vômitos, diarreia, tontura, barriga inchada, redonda e dura. O que pode ser?

A tontura e os vômitos provavelmente foram um caso de vertigem ou podem ter sido causados por alguma intoxicação alimentar, uma vez que você também teve diarreia.

Já a barriga inchada, redonda e dura, com dores do tipo que você descreveu, muitas vezes tem como causa o funcionamento inadequado do intestino (prisão de ventre) e gases. Porém, muitas doenças podem causar o mesmo tipo de dor abdominal.

Quanto à gravidez, pode ser, já que não utiliza nenhum método anticoncepcional. No entanto, se o exame deu negativo, é improvável que esteja grávida.

Se os sintomas persistirem, faça o exame de gravidez novamente e procure um médico clínico geral ou médico de família, independentemente do resultado.

Também podem lhe interessar:

Dores no abdômen, febre, vômito e enjoos, o que fazer?

Estou com a barriga inchada, dor e pontadas. O que pode ser e o que fazer?

Barriga inchada pode ser gravidez?

Diarreia: o que fazer?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A pessoa que está com diarreia deve se preocupar em  aumentar a hidratação, evitar comidas gordurosas e comer em pequenas quantidades.

Com o aumento da frequência das evacuações, a pessoa perde muito líquido e pode ficar desidratada. Por isso, quem está com diarreia deve tomar o soro de reidratação oferecido gratuitamente nas unidades de saúde do SUS (Sistema Único de Saúde) ou vendido nas farmácias.

As comidas gordurosas e derivados de leite devem ser evitadas até o funcionamento do intestino voltar ao normal. Uma boa opção de alimentos é: batata, arroz, macarrão, aveia, bolacha de água e sal, banana e sopa de legumes.

Deve-se evitar tomar remédios que cortam a diarreia. Antibióticos são indicados apenas em raros casos e com prescrição médica.

É importante sempre lavar as mãos com água e sabão após as evacuações e antes das refeições; bem como lavar frutas e legumes antes de comer. Cozinhe os ovos antes de comer e evite comer carne crua.

Caso a diarreia se prolongue mais de 2 dias com febre ou presença de sangue nas fezes, procure um serviço de saúde.

Também pode lhe interessar: 

Tenho diarreia constante. O que pode ser?

Estou com diarreia amarela, o que pode ser?

Sinto fortes dores abdominais e evacuando líquido...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Seus sintomas são de uma gastroenterite ou uma intoxicação alimentar, precisa voltar ao médico. A gravidade tem mais haver com seu quadro geral e principalmente seu grau de hidratação, a dor não é um bom parâmetro de avaliação de gravidade. Precisa voltar ao um médico.

Quais são as causas da diarreia crônica?
Dr. Marcelo Scarpari Dutra Rodrigues
Dr. Marcelo Scarpari Dutra Rodrigues
Médico

As principais causas da diarreia crônica são as seguintes:

  • Síndrome do intestino irritável (SII) - alteração na frequência das evacuações e do aspecto das fezes, associado a um quadro de desconforto abdominal que é reduzido com a evacuação, sem nenhuma doença orgânica que justifique o quadro. Normalmente, o paciente apresenta diarreia e cólicas relacionadas a períodos de estresse emocional. Alguns pacientes alternam diarreia com constipação intestinal, enquanto outros apresentam pequenas quantidade de muco nas fezes. Gases intestinais em excesso também são comuns. A síndrome do intestino irritável é uma doença benigna e pode apresentar melhora com algumas mudanças na dieta e no estilo de vida
  • Doenças inflamatórias intestinais (DII), como Retocolite ulcerativa e Doença de Crohn;
  • Infecções (por vírus, bactérias, protozoários ou vermes);
  • Síndrome de má absorção (Doença celíaca, por exemplo)
  • Intolerância e alergia a alimentos (por exemplo a intolerância a lactose, proteína de soja, sorbitol, frutose);
  • Causas pancreáticas (pancreatite crônica, deficiências da enzima pancreática, fibrose cística ou endócrinas);
  • Causas endócrinas (hipertireoidismo ou diabetes);
  • Causas hereditárias (fibrose cística, deficiências enzimáticas).
  • Cirurgias do abdome ou trato intestinal;
  • Tumores;
  • Radioterapia;
  • Redução de fluxo sanguíneo intestinal;
  • Alterações na função imunológica (deficiências de imunoglobina, AIDS, doença auto-imune);
  • Uso de determinados medicamentos (alguns antibióticos, laxantes).

 Em caso de diarreia crônica, isto é, aumento no número de evacuações diárias e/ou alteração na consistência das fezes há mais de 30 dias, consulte um médico para avaliação e tratamento.

Também pode lhe interessar: Estou com diarreia amarela, o que pode ser?

Minha filha está com diarreia e está saindo água pura...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não dá para saber se a causa foi ou não foi a ingestão dos 4 Yakults, o que você precisa fazer é levá-la para um médico, procure um serviço de emergência, mantenha a alimentação (prefira alimentos poucos gordurosos e de fácil digestão) e ofereça muito líquido de qualquer tipo (prefira os sucos naturais, chás e água de coco, se sua filha tomar pode oferecer soro caseiro ou soro de farmácia.

Gostaria saber qual médico recorrer? Sinto mal estar...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Seus problemas devem ser de origem emocional, minha opinião é que você procure um médico homeopata.

Procure um psiquiatra ou homeopata.

Bebê de 1 ano que faz coco 4 vezes ao dia, é normal?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Talvez. Os bebês costumam defecar mais vezes que o adulto, as vezes isso pode indicar alguma alteração intestinal, precisa conversar com o pediatra sobre esse assunto.

Ibuprofeno pode causar sangramento e diarreia?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Ao tomar Ibuprofeno, como qualquer outra medicação, a pessoa poderá ter alguns efeitos colaterais. Sangramento e diarreia não são os sintomas adversos mais frequentes do uso do Ibuprofeno.

Tanto diarreia quanto constipação pode acontecer em quem está tomando Ibuprofeno. Em geral, entre 1 a 3 % das pessoas que tomam Ibuprofeno podem apresentar diarreia.

Já o sangramento é um efeito colateral menos frequente e pode ser preocupante. Menos de 1% das pessoas que usam Ibuprofeno podem apresentar algum tipo de sangramento.

Ou seja, esses 2 sintomas são raros enquanto efeito colateral do Ibuprofeno. Porém, na presença de algum deles, principalmente no caso de algum tipo de sangramento, é importante suspender a medicação e procurar o/a médico/a para uma avaliação e troca de medicamento.

O Ibuprofeno é um anti-inflamatório que pode ser indicado para vários tipos de dores, cólica menstrual, febre ou outras condições. Como efeitos colaterais mais comuns têm: coceira na pele, tontura, náusea, dor no estômago, azia e zumbido nos ouvidos. Por isso, efeitos colaterais como diarreia e sangramento são menos comuns mas podem se manifestar.

Se você está tomando a medicação e apresentando esses ou outros sintomas, procure um serviço de saúde para uma avaliação.