Pausa da Pílula

No intervalo do anticoncepcional não sangrei: ele pode ter perdido o efeito?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A taxa de falha do anticoncepcional oral hormonal é muito baixa para as mulheres que utilizam o método adequadamente e sem esquecer nenhuma pílula.

Geralmente, após os 21 comprimidos da cartela, a mulher apresenta um sangramento nos 7 dias de intervalo entre uma cartela e outra. Esse sangramento é devido à privação hormonal que ocorre no endométrio e esse, consequentemente, apresenta uma leve descamação e sangra. O sangramento é equivalente à menstruação e dura alguns dias.

Quando a mulher emenda as cartelas, sem dar um intervalo entre elas, esse sangramento não ocorre e isso é normal.

Porém, quando é feito esse intervalo entre duas cartelas, o sangramento deve ser esperado.

É importante lembrar outra situação frequente em quem usa anticoncepcional oral: o sangramento de escape.

O que é sangramento de escape?Sangramento de escape pode ser considerado menstruação?

Se você utiliza o anticoncepcional regularmente e sem falhas, pode continuar o uso habitual mesmo não havendo o sangramento no intervalo entre as cartelas.

Se houve alguma falha nesse período, convém esperar uma semana e, caso não ocorra a menstruação é recomendável realizar teste de gravidez.  

Posso fazer uma pausa menor do anticoncepcional?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pausa menor que o habitual não há risco, porém a pausa não pode ser maior que o indicado para seu anticoncepcional sob o risco de reduzir sua eficácia anticoncepcional.

Como proceder para mudar a data da minha menstruação?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

A maneira mais fácil é parar de tomar a cartela no vigésimo comprimido e dar a pausa de 4 dias e recomeçar a nova cartela, pode acontecer da menstruação não vir, ou vir muito pouco ou vir quando você reiniciar a nova cartela, mas não dê nenhuma importância para sua menstruação, faça isso que vai regular sua menstruação para o meio da semana.

Parei a pílula e tomei pílula do dia seguinte, e a pausa como faço?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

O recomendado é que reinicie a cartela após os 7 dias de pausa. Ou seja, no oitavo dia sem medicação, mesmo que para isso reinicie dois dias antes do planejado. E a partir de então procure manter conforme fazia o uso anteriormente.

Tome sempre um comprimido ao dia, todos os dias no mesmo horário.

A maioria dos antibióticos não interferem na eficácia dos anticoncepcionais, e a dosagem da pílula do dia seguinte é muito alta, por isso não deve ser feita quando não for mesmo necessário. Na dúvida entre em contato com seu médico ginecologista.

Saiba mais sobre o assunto em: Interação dos Anticoncepcionais com outros Remédios

Apesar de poucos medicamentos efetivamente reduzirem a eficácia dos anticoncepcionais, é fundamental que sempre informe ao médico os remédios que costuma usar, mesmo que não seja diariamente. Porque assim, antes de prescrever uma medicação, conseguirá avaliar os riscos de interação, efeitos colaterais e benefícios na escolha dos medicamentos.

Por exemplo, os anticonvulsivantes são medicamentos que sabidamente interferem na ação da maioria dos contraceptivos, por isso, essa é uma informação indispensável para o ginecologista, quando for decidir pelo melhor contraceptivo e devidas orientações para essa mulher.

Vale lembrar que além da gestação, é importante se prevenir quanto às doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), como sífilis, gonorreia, clamídia e HIV. A única forma de se prevenir quanto essas doenças é com uso de contraceptivos de barreira, como a camisinha.

Pode lhe interessar também: Só se pega gonorreia ao fazer sexo ou há outras maneiras?

É possível que haja ovulação na pausa da pílula?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Depende. No caso da pausa de 7 dias entre as cartelas de anticoncepcional, a resposta é não, não acontece a ovulação, porque não houve pico hormonal para preparar e expelir o óvulo. Os dias de pausa inclusive são os dias da descamação do endométrio, ou seja, a menstruação, exatamente por não ter havido ovulação e tampouco fecundação.

Mas, caso esteja falando de uma pausa mais longa, quando interrompe o uso do anticoncepcional por um tempo, a resposta é sim, no mês seguinte, dependendo do organismo de cada mulher, pode voltar a ovular. O ciclo menstrual pode se reorganizar em tempo variado, independente de quanto tempo fez uso do medicamento, depende mesmo de cada organismo.

Como os anticoncepcionais agem no organismo?

Os anticoncepcionais orais agem no organismo principalmente de três maneiras:

  1. Bloqueando o eixo hipotálamo hipofisário, o que gera a inibição dos picos hormonais de FSH e LH. Com isso, os folículos ovarianos não amadurecem, não produzem estrogênio e não ocorre a ovulação;
  2. Promovendo mudanças na composição do muco cervical, que dificulta a ascensão dos espermatozoides;
  3. Alterando o PH vaginal, mais uma vez dificultando a mobilidade dos espermatozoides;
  4. Reduzindo o estímulo endometrial, causando hipotrofia/atrofia da parede; e por fim
  5. Ocorrem alterações no transporte ovular pelas trompas.

Por todo o descrito, no caso da pausa de 7 dias entre as cartelas, conforme recomendado na maioria das pílulas anticoncepcionais orais, não há possibilidade de ovulação. A não ser que o uso da pílula esteja incorreto.

Leia mais: Dúvidas sobre anticoncepcional

Para mais esclarecimentos, procure seu médico ginecologista.

Pode lhe interessar também: Posso engravidar na pausa do anticoncepcional?

Fiz uma pausa do anticoncepcional menor, e agora?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não se preocupe, se já retornou o anticoncepcional basta continuar como de costume, e na próxima pausa faça os 7 dias, conforme o recomendado.

Lembrando que existem anticoncepcionais que recomendam pausa de 7 dias e outros que deve manter a medicação de forma contínua. Siga sempre as orientações do seu médico.

Mas nesse caso que retornou dois dias antes não se preocupe, porque a eficácia da medicação está mantida, você continua protegida pelo anticoncepcional, não tem risco de engravidar por ter adiantado o remédio, desde que faça o uso correto, de 01 comprimido todos os dias, no mesmo horário, sem esquecimentos. O atraso sim, dependendo de quanto tempo, pode reduzir a ação da medicação.

O que pode acontecer é sentir algum efeito colateral, como enjoo, náuseas e tontura nos primeiros dias, devido a ação do hormônio, mas não é um efeito comum. Em geral, o organismo já está habituado, por isso não apresenta qualquer alteração ou sintoma.

Leia também: Dúvidas sobre anticoncepcional

Vale lembrar que o anticoncepcional só protege a mulher quanto ao risco de gravidez, mas continua exposta ao risco de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), como a gonorreia, HIV, sífilis e outras. A única maneira de se proteger quanto às DSTs é com uso de contraceptivos de barreira, como a camisinha.

Pode lhe interessar também: Quais são os tipos de DST e seus sintomas?

Para maiores esclarecimentos procure seu médico ginecologista.

Quantos dias são a pausa do anticoncepcional , para menstruar?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Depende do anticoncepcional, alguns são 7 dias, outros são 4 dias e alguns não tem pausa. Não há anticoncepcionais que apresentam 5 dias de pausa.

Aqueles anticoncepcionais em que não está indicado fazer pausa, apresentam comprimidos sem ação hormonal no período em que seria realizada a pausa, para que assim se perda o costume de tomar o comprimido diariamente e diminua a chance de haver alguma confusão no momento de reiniciar uma nova cartela.

Além disso, algumas mulheres podem fazer uso contínuo do anticoncepcional hormonal, ou seja, fazem uso do anticoncepcional diariamente sem pausa entre uma cartela e outra, essa também é uma forma de tomar o anticoncepcional possível.

Como fazer a pausa do anticoncepcional?

A pausa do anticoncepcional deve ser iniciada após o último comprimido da cartela do anticoncepcional, se a pausa for de 7 dias, no dia a seguir a tomada do último comprimido conta-se sete dias e fica sem tomar o anticoncepcional durante esses sete dia. No oitavo dia volta-se a tomar os comprimidos de uma nova cartela e assim segue normalmente o uso do anticoncepcional.

Caso a pausa seja de 4 dias deve-se para de tomar os comprimidos durante quatro dias após a última cartela e reiniciar uma nova cartela no quinto dia, depois seguir normalmente o uso.

Posso não fazer a pausa do anticoncepcional?

Sim, é possível não fazer a pausa do anticoncepcional. As mulheres que não desejarem fazer a pausa do anticoncepcional podem usar uma cartela em seguida a outra, ou seja, ao término dos comprimidos de uma cartela no dia a seguir já se deve tomar o primeiro comprimido da cartela seguinte, não ficando nenhum dia sem tomar os comprimidos. Nessa situação não ocorrerá sangramento menstrual.

Para mais informações consulte o seu médico de família ou ginecologista.

Queria tomar a pílula sem dar pausa para menstruar?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pode tomar sim o anticoncepcional de forma contínua para não menstruar. Os resultados dessa atitude você mesma vai observar, o que eu quero dizer com isso, nem todas as mulheres conseguem fazer o uso do anticoncepcional contínuo porque acabam tendo muitas reações em decorrência disso, a maioria se adapta bem, mas pode ocorrer desde sintomas físicos (seios inchados e doloridos, dor abdominal, dor de cabeça, sangramento vaginal de escape...) e sintomas psíquicos como alterações de humor.

Estou com dúvida sobre a pausa da minha pílula
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Tome a cartela normalmente, você vai menstruar no final dela, e recomece a próxima cartela assim que terminar a atual. O Adoless é um anticoncepcional que possui quatro pílulas não hormonais no fim da cartela, essas pílulas são inativas, portanto, o sangramento menstrual irá acontecer no período em que estiver a tomar essas pílulas não hormonais.

Qual a constituição do Adoless?

O Adoless é um anticoncepcional combinado que contém dois hormônios gestodeno e etinilestradiol. A cartela possui 24 comprimidos de cor branca e 4 comprimidos de cor amarela.

Os comprimidos de cor branca tem constituição hormonal, que levam ao efeito contraceptivo, já os comprimidos de cor amarela não apresentam funcionalidade, apenas possuem o propósito de manter a tomada diária de comprimidos sem interrupções, de modo a manter o mesmo e hábito e assim evitar esquecimentos.

Como tomar o anticoncepcional Adoless?

Deve-se começar tomando o primeiro comprimido da cartela no primeiro dia da menstruação, que corresponde ao primeiro dia do ciclo menstrual. Os comprimidos devem ser ingeridos seguindo a a sequencia da embalagem, deve ser tomado um comprimido todos os dias e de preferência sempre na mesma hora ou em horários aproximados, durante 28 dias consecutivos.

O sangramento menstrual geralmente ocorre no 2º ou 3º após a ingestão do último comprimido hormonal e pode continuar até o início da próxima cartela.

É importante destacar que não há pausa entre as cartelas.

Para mais informações sobre o uso do anticoncepcional Adoless consulte o seu médico ginecologista ou médico de família.

Eu estava na pausa da pílula Minulet e tive que tomar...
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Fique tranquila que esse antibiótico não reduziu a eficácia da sua pílula anticoncepcional, poucos são os antibióticos que de fato interferem na eficácia dos anticoncepcionais, entre eles destaca-se a rifampicina, antibiótico comumente utilizado no tratamento de doenças como a tuberculose.

Antibiótico corta o efeito do anticoncepcional?

Nem todos os antibióticos cortam o efeito do anticoncepcional. As pesquisas realizadas até o momento comprovaram que apenas a rifampicina e o seu derivado chamado de rifabutina são os únicos antibióticos que reduzem o efeito das pílulas contraceptivas. Portanto, pode fazer uso de qualquer outro antibiótico, desde que não seja a rifampicina ou a rifabutina, que continuará segura contra a gravidez.

Medicamentos antibióticos comumente utilizados como a amoxicilina, a benzetacil e azitromicina, entre outros não interferem no efeito do antibiótico.

Pílula e antibiótico

É importante destacar que outros fatores como esquecimento de tomar a pílula, ocorrência de vômitos ou diarreia, que podem ocorrer durante o uso do anticoncepcional, podem reduzir a eficácia da pílula significativamente, muito mais do que o uso de outros antibióticos.

É possível que mulheres que estão com uma doença infecciosa e necessitem tomar antibióticos apresentem vômitos ou diarreia, sendo esses sintomas a causa da perda da eficácia da pílula e não propriamente o uso do antibiótico, por isso, muitas mulheres costumam relatar que engravidaram durante o uso de antibiótico, mas é possível que a falha se deva a presença desses sintomas e não do antibiótico.

O uso incorreto da pílula, como esquecimentos e mudanças no horário de tomada, também podem ocorrer paralelamente ao quadro infeccioso e antibioticoterapia, influenciando assim a eficácia da pílula.

Para mais esclarecimentos consulte um médico de família ou ginecologista.

Leia também:

5 coisas que podem cortar o efeito do anticoncepcional

Tomo a pílula Yaz, estava na pausa e tive uma relação...
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Dificilmente. Sempre há uma pequena possibilidade, mas é muito pequena neste caso.

O esquecimento de uma pílula por no máximo 12h, não interfere na proteção da medicação, segundo descrito e comprovado pelo fabricante. Os cinco minutos a mais, não irão influenciar nessa resposta.

Por isso a princípio, o risco de engravidar é muito pequeno.

Outro fator que fala contra a gravidez, é a data da relação sem preservativo. Durante a pausa não há riscos de engravidar. Depois foi iniciado novo ciclo, e retornou o anticoncepcional como habitual. Sendo assim, provavelmente não houve tempo para o organismo selecionar e preparar a ovulação, necessária para fecundação e gravidez.

Recomendamos que esse mês se mantenha atenta para não esquecer mais nenhum comprimido, e no caso de atraso menstrual, entre em contato com seu médico assistente.

Leia também: Esqueci de tomar a pílula. Posso engravidar? O que eu faço?

Para maiores esclarecimentos, procure seu médico ginecologista.

Há risco de engravidar no intervalo do anticoncepcional?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

O risco sempre existe, embora muito raro. A taxa de falha da medicação para mulheres que fazem uso corretamente do anticoncepcional, usando todos os dias em um mesmo horário, sem esquecer nenhum comprimido nos 21 dias da cartela, varia entre 4 a 6% apenas.

As medicações em que está recomendado esse intervalo entre as cartelas, confere a segurança para a mulher, mesmo no período do intervalo, porque o anticoncepcional age mantendo uma concentração dos hormônios no sangue estáveis, impedindo o pico hormonal necessário para o amadurecimento do óvulo e ovulação, o que impossibilita a fecundação e consequentemente a gravidez.

Lembrando que em algumas situações, como episódios de vômitos e ou diarreia e o uso de certos medicamentos, podem alterar a eficácia dos anticoncepcionais. Deve ficar atento e informar ao médico o uso de qualquer medicação regular.

Nos casos de dúvidas em relação a ciclo menstrual ou uso de anticoncepcionais, o médico ginecologista é o especialista e deve esclarecer e orientar no que for necessário.

Pode lhe interessar também: