Perguntar
Fechar

Mamas

Tomar anticoncepcional faz aumentar os seios?

O uso de anticoncepcional pode ocasionar retenção de líquidos e, consequentemente, uma sensação de tensão mamilar e aumento nos seios. Isso é mais frequente acontecer durante o uso de anticoncepcionais contendo estrogênio.

A sensação de aumento nos seios não deve ser um impedimento para continuar o uso do anticoncepcional. Normalmente, essa situação é adaptável após os primeiros meses do uso da medicação.

Caso essa situação esteja lhe incomodando, consulte o/a clínico geral, médico/a de família ou ginecologista para avaliar uma possível troca de método ou medicação anticoncepcional.

Leia também:

Anticoncepcional deixa os seios inchados?

Anticoncepcional engorda?

Mamilos sangrando. O que pode ser e o que fazer?

Mamilo sangrando durante a amamentação pode ser um sinal de pega e posicionamento inadequados, que podem causar rachaduras, fissuras e até fazer o mamilo sangrar.

Para evitar machucados e sangramentos nos mamilos durante a fase de amamentação, é preciso ter alguns cuidados:

  • Garantir uma boa pega: O bebê deve abocanhar todo o mamilo, inclusive a aréola, e não apenas o bico do seio;
  • Preparar o mamilo antes do parto:
    • Lavar as mamas apenas com água, não fazer uso de sabonetes ou cremes, pois retiram a hidratação natural das mamas facilitando o aparecimento de feridas e ou rachaduras;
    • A partir do momento que as mamas estiverem crescendo e se tornando pesadas, não deixe de utilizar um sutiã com boa sustentabilidade, mesmo durante a noite;
    • Tomar sol nos mamilos: Deixe os mamilos expostos ao sol todos os dias, durante 10 a 15 minutos, entre 8h e 10h da manhã, ou depois das 16h. Se não for possível tomar sol, faça o seguinte:
      • Tire a cúpula de um abajur em casa e coloque nele uma lâmpada de 40 watts;
      • Deixe os mamilos expostos à luz a uma distância de 20 cm, durante 15 minutos. Tanto o sol como a luz aumentam a produção de melanina, deixando os mamilos mais resistentes.
Mamilos sangrando pode ser câncer?

Sim, a ocorrência de sangramento pelos mamilos fora do período de amamentação pode indicar problemas mais graves, como câncer de mama.

O principal sinal de câncer de mama é a presença de um nódulo ou endurecimento no seio que não desaparece e não muda de aspecto durante a palpação.

Outros sinais que podem ocorrer:

  • Inchaço;
  • Retração da pele;
  • Vermelhidão;
  • Ulceração ou feridas na pele;
  • Sangramento pelo mamilo;
  • Desvio do mamilo;
  • Alteração da aréola.

Consulte um médico ginecologista ou mastologista em caso de sangramento pelos mamilos ou qualquer outra alteração nas mamas.

Leia também:

Tenho bolinhas nos mamilos. O que pode ser e o que fazer?

Dor nos bicos dos seios. O que pode ser?

Dor e coceira nos seios, o que pode ser?

Nódulos de mama classificação - categoria:3?

Categoria 3 é indefinida entre benigno e maligno, deve se preocupar sim; não dá para afirmar positivamente nem negativamente se o contraceptivo é a causa desses nódulos, provavelmente não.

O que é um nódulo isodenso?

Um nódulo isodenso observado na mamografia é um nódulo que apresenta a mesma densidade do tecido da mama. Isso significa que, na imagem de raio-x, o nódulo não vai estar nem mais nem menos esbranquiçado que o tecido ao seu redor. Por ser isodenso, os raios-x passam pelo nódulo da mesma forma que atravessam a mama, conferindo assim o mesmo tom esbranquiçado mostrado na mama. 

Os nódulos podem ser densos, isodensos, com baixa densidade, com densidade de gordura ou ainda densidade heterogênea. A densidade é apenas um dos critérios de análise dos nódulos mamários, que também são analisados conforme o tamanho, contorno e limites.

No caso do câncer de mama, os nódulos geralmente têm alta densidade, apresentam contorno irregular ou com espículas (pontas) e limites mal definidos.

Para maiores esclarecimentos, consulte o médico que solicitou o exame.

Também pode lhe interessar:

O que é um nódulo hipoecóico e hipoecogênico?

Um nódulo benigno pode virar maligno?

Caroço no seio que se movimenta e não dói o que pode ser?

Estou tentando engravidar e meus seios estão inchados. Posso estar grávida?

Sim, se os seus seios estão inchados e você teve relações durante a ovulação, pode ser que esteja grávida. Seios inchados e doloridos são alguns dos sintomas de gravidez.

Outros sinais e sintomas de gravidez incluem:

  • Atraso da menstruação;
  • Cansaço;
  • Tontura;
  • Sonolência;
  • Inchaço abdominal.

Porém, é importante lembrar que seios inchados também podem ser um sinal de que você vai menstruar. É muito comum as mulheres ficarem com os seios inchados e doloridos durante a TPM. Além disso, o próprio uso do anticoncepcional também pode deixar os seios inchados.

Espere pela sua menstruação. Se houver atraso, aguarde uma semana e faça um teste de gravidez de farmácia. Se der positivo, marque uma consulta com a/o ginecologista, médica/o de família ou clínica/o geral para iniciar o acompanhamento pré-natal. Se der negativo, espere mais uma semana e se a menstruação continuar atrasada, repita o teste. 

Quais os sintomas do câncer de mama?

Os sintomas do câncer de mama estão listados abaixo. Porém, é importante salientar que, embora esses sintomas sejam considerados de alerta, eles não indicam necessariamente a existência do câncer, podendo ser decorrer de doenças benignas.

  • nódulos ou espessamentos nas áreas das mamas e/ou axilas;
  • mudança no tamanho e formato das mamas;
  • aparecimento de retrações na pele e na aréola e/ou mamilo;
  • abaulamento ou modificações do aspecto da pele;
  • secreções pelo mamilo de saída espontânea.

Embora a dor nas mamas seja um sintoma frequente, raramente está relacionada com o câncer, e sim com a ação hormonal no parênquima mamário ou menos frequentemente como resultado de causas extra mamárias, como: alterações ortopédicas, musculares, neurológicas, endócrinas ou inflamatórias.

O único método que permite o diagnóstico precoce do câncer de mama é a mamografia. Através desse método, é possível identificar tumores mamários mesmo antes de serem detectáveis clinicamente.

Apesar do exame mamográfico ser o melhor método para detectar a doença precocemente, ele pode não evidenciar um câncer, sobretudo se as mamas forem densas, ou poderá demonstrar áreas suspeitas que podem não corresponder ao câncer.

Nesses casos, para um diagnóstico mais preciso, pode-se associar outros exames, como a ultra-sonografia, a ressonância magnética e as punções percutâneas, que aumentam as chances diagnósticas.

A confirmação do diagnóstico será conseguida através das punções percutâneas com agulhas finas ou grossas (mamotomia ou core biopsy), nos casos de microcalcificações, nódulos subclínicos e palpáveis, ou ainda por meio de biópsias cirúrgicas.

O diagnóstico e tratamento do câncer de mama deverá ser orientado pelo médico ginecologista ou mastologista.

É normal sair leite antes do bebê nascer?

Sim, é normal sair leite antes do bebê nascer. Esse "leite" na realidade é o colostro, que é mais espesso que o leite materno propriamente dito, pois é rico em gorduras e proteínas essenciais para o bebê que acabou de nascer.

O colostro começa a ser produzido pelas mamas no final da gestação e pode começar a vazar antes do parto. Porém, isso não acontece em todas as mulheres, o que também é absolutamente normal.

Os hormônios responsáveis pela produção de leite (prolactina e lactogênio) já começam a entrar em ação a partir do 2º trimestre de gravidez. Por isso, também é normal se sair algum líquido da mama durante a gestação.

Contudo, a produção do leite materno de fato começa depois do bebê nascer, uma vez que os níveis elevados do hormônio estrogênio na grávida impedem a produção. Além disso, o próprio ato de sugar do bebê também serve de estímulo para a liberação de leite.

Mama densa é câncer?

Não, mama densa não é câncer, é uma característica normal da mama. Mamas densas são comuns em mulheres mais jovens e podem muitas vezes dificultar a realização do diagnóstico mamográfico.

As mamas densas são mamas que possuem uma grande quantidade de tecido glandular, que é o tecido responsável pela produção do leite materno. Na mamografia, a gordura aparece escura, enquanto que o tecido denso é branco. Os tumores, quando estão presentes, também aparecem em branco e podem assim passar despercebidos pelo médico.

Assim, a mama densa pode favorecer um resultado falso-negativo, ou seja, pode haver alguma lesão na mama e o exame dar normal. Quanto mais gordura tem o seio, mais escura é a imagem e mais fácil é visualizar o tumor. 

Por isso na situação de mama densa é comum o médico solicitar outros exames complementares para uma avaliação diagnóstica mais precisa.  Além da mamografia, o médico  poderá solicitar ultrassonografia mamária, ressonância magnética das mamas ou ainda mamografia com contraste a depender do caso a ser investigado.

Há algumas estudam que apontam que as mamas densas são um fator de risco para o desenvolvimento de câncer de mama. Esse risco está associado a uma maior predisposição biológica e também à dificuldade de visualizar o tumor durante o exame de mamografia.

Além das mamas densas, outros fatores de risco para desenvolver câncer de mama incluem:

  • Envelhecimento;
  • Casos de câncer de mama na família;
  • História anterior de câncer de mama ou ovário;
  • Menopausa depois dos 55 anos;
  • Não ter filhos ou ter o primeiro filho com mais de 35 anos;
  • Ganhar peso depois da menopausa ou engordar na idade adulta;
  • Consumir mais de uma dose de bebida alcoólica por dia;
  • Terapia de reposição hormonal após a menopausa;
  • Primeira menstruação antes dos 12 anos;
  • Tomar pílula anticoncepcional (com estrogênio e progesterona).

Vale ressaltar que a presença de um ou mais fatores de risco não significa que a mulher terá necessariamente câncer de mama.

As mamas densas são uma característica genética da mama, comum em mulheres jovens e detectada pela mamografia. Não é possível avaliar a densidade da mama pelo toque.

Para maiores esclarecimentos, consulte um médico mastologista.

Leia também:

O que é mama densa?

Mama densa tem cura? Qual o tratamento?