Perguntar
Fechar

O que é gardnerella e como se contrai?

Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Gardnerella vaginalis e Mobiluncus sp são bactérias que fazem parte da flora vaginal normal de até 80% das mulheres sexualmente ativas. A Gardnerella vaginalis, sozinha ou associada ao Mobiluncus sp, é uma das principais causas de vaginose bacteriana, um quadro que se caracteriza pelo desequilíbrio dessa flora, com um predomínio da G. vaginalis.

Diferentemente da vaginite (em que há uma infecção dos tecidos vaginais com inchaço e vermelhidão na vagina além de dor na relação sexual), na vaginose não existem lesões dos tecidos ou estas são muito discretas, sendo caracterizada somente pela quebra do equilíbrio microbiano normal da vagina.

A vaginose por gardnerella pode não apresentar sinais e sintomas. Quando ocorrem, eles caracterizam-se por:

  • Corrimento homogêneo branco acinzentado cremoso e às vezes com bolhas dispersas na sua superfície e odor desagradável;
  • Pode haver prurido (coceira) vaginal, embora seja pouco comum;
  • Liberação de odor semelhante ao de peixe podre após a relação sexual, devido à presença do esperma (pH básico) no ambiente vaginal.

Existem diversas condições que podem provocar um desequilíbrio da flora vaginal e levar à vaginose bacteriana, tais como:

  • Tabagismo;
  • Duchas vaginais constantes;
  • Vários parceiros sexuais;
  • Baixa imunidade (diabetes, depressão, estresse, uso de antibióticos, etc);
  • Infecções;
  • Gravidez.​

No homem, a Gardnerella é transmitida através de relações sexuais e pode causar uretrite e balanite (inflamação do prepúcio e da glande). Quando a contaminação acontece no homem, trata-se de uma DST (Doença Sexualmente Transmissível).

O tratamento da vaginose por Gardnerella é realizado pelo/a clínico geral, médico/a de família ou ginecologista