Perguntar
Fechar
Usando pomada vaginal posso ter relação?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não é recomendável ter relações sexuais durante o uso da pomada vaginal.

A pomada vaginal serve para tratar determinada inflamação e/ou infecção e precisa estar disponível na região da vagina para fazer efeito. A atividade sexual pode atrapalhar a absorção da pomada, pois desequilibra a flora vaginal normal e altera o pH da vagina. Assim, a ação e a eficácia do medicamento ficam prejudicadas.

Além disso, a relação acaba por gerar atrito e fricção na parede da vagina, o que pode levar a dor, desconforto e piora da inflamação.

Se mantiver relações junto com o uso do medicamento, o tratamento pode não funcionar e a inflamação não será curada, mantendo os sintomas e na maioria das vezes, será preciso reiniciar o tratamento, com novo medicamento.

Como saber se a pomada vaginal teve efeito?

A melhora completa dos sintomas, é a forma mais simples de conferir a eficácia do tratamento.

Mesmo antes de terminar o tratamento, nos primeiros dias de uso da pomada, os sintomas começam a desaparecer, no entanto, isso não é sinal de cura. É fundamental que o tratamento seja mantido por todo o período orientado pelo médico, pelo menos 7 dias consecutivos.

Esse é o período mínimo para combater uma infecção de maneira adequada. A interrupção do creme antes de eliminar completamente o germe, causa retorno dos sintomas e resistência ao medicamento.

Quando posso voltar a ter relação, após tratamento com pomada vaginal?

Você poderá voltar a ter relações sexuais assim que deixar de usar a pomada vaginal.

Use a pomada durante o tempo determinado pelo/a médico/a e evite relações sexuais durante esse período. Se não observar melhora dos sintomas, faça uma nova consulta com o/a médico/a que prescreveu a medicação.

Leia também:

Quanto tempo depois de usar a pomada vaginal posso ter relações sexuais?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A paciente pode voltar a ter relações sexuais assim que parar de usar a pomada vaginal. Ao finalizar o tratamento pelo período indicado, as relações sexuais podem ser retomadas. A não ser que os sintomas permaneçam.

Se fizer o uso correto da pomada, pelo tempo indicado pelo médico, e mesmo assim permanecer com sintomas de coceira, ardência e dor ao urinar, é importante que seja reavaliada pelo ginecologista, antes de ter relações, pois pode sinalizar a continuidade da doença.

Durante o uso da pomada ou creme vaginal, deve-se evitar manter relações sexuais para que o tratamento funcione corretamente e para evitar recorrência da infecção.

A atividade sexual pode interferir na absorção da pomada vaginal por modificar o pH da vagina e desequilibrar a flora vaginal normal. Com isso, poderá haver um comprometimento da ação e eficácia do tratamento, não ocorrendo a devida cura prevista.

Realize o tratamento completo pelo período indicado na receita médica e evite relações sexuais durante o uso da pomada/creme vaginal para que a infecção acabe.

Leia também:

Pode-se usar pomada vaginal durante a menstruação?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim. A pomada vaginal pode ser usada durante a menstruação e as aplicações do creme vaginal não devem ser interrompidas durante esse período.

A menstruação não interfere no efeito da pomada.

As pomadas e cremes vaginais são indicadas para tratar diversas infecções vaginais. Normalmente são antibióticos e, por isso, é importante fazer o tratamento completo, até o fim, sem interrupção, mesmo que os sintomas já tenham melhorado ou que a mulher tenha menstruado.

Assim como os comprimidos de antibióticos, que por vezes são associados a pomada, para tratamento de infecções vaginais bacterianas. A menstruação impede e nem interfere na ação dos medicamentos, seja oral ou local, em pomadas.

Vale ressaltar também, que algumas das infecções vaginais atingem também o/a parceiro/a, portanto, ambos devem ser tratados.

A pomada vaginal deve ser usada apenas com a prescrição do/a médico/a.

Pode lhe interessar também:

Qual o risco de ter relação durante o uso de creme vaginal?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Creme e pomada vaginal devem ser usados em dias seguidos e sem atividade sexual durante o período do tratamento. Esses produtos são medicamentos indicados para tratar infecções e necessitam de um tempo para agir na mucosa da vagina e combater os micro-organismos que estão provocando a infecção. Nesse tempo de ação do creme, é importante não haver secreções, inflamações ou escoriações na vagina, provocadas pelo ato sexual.

Os riscos relacionados com relação sexual durante o tratamento com creme vaginal são:

  • Diminuir a eficácia do medicamento,
  • Não tratar completamente a infecção,
  • Aumentar a chance reinfecção e necessidade de recomeçar o tratamento, com outro tipo de medicação
  • Contaminação de infecções sexualmente transmissíveis
  • DIP (doença inflamatória pélvica)
  • Risco de gravidez, caso esteja próxima ao período fértil.

Especialmente pelo risco de tratamento ineficaz da infecção vaginal, e com isso a chance de desenvolver complicações para a mulher, como uma doença inflamatória pélvica (DIP), causa comum de infertilidade, é importante que faça o tratamento correto e cuidadosa.

Por isso, evite ter relação sexual durante todo o período do uso do creme ou pomada vaginal, que pode variar a depender do tipo de infecção e do medicamento em questão.

No dia a seguir, ao término do tratamento, já é possível ter relações sem que haja prejuízo para sua saúde.

Conheça mais sobre esse assunto nos artigos:

Quanto tempo depois de usar a pomada vaginal posso ter relações sexuais?

Posso transar com camisinha fazendo o uso do creme vaginal?

Usando pomada vaginal posso ter relação?

Ardência no órgão genital depois da relação é normal? O que pode ser?

Pode-se usar pomada vaginal durante a menstruação?

Pomada vaginal: como usar?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Antes de usar uma pomada vaginal com aplicador é preciso bater levemente a bisnaga numa superfície plana com a tampa virada para cima, para que o creme vaginal fique na parte inferior da bisnaga e não haja desperdício na hora de retirar a tampa. Depois, basta seguir os seguintes passos:

  1. Retire a tampa e com o verso rompa o lacre da bisnaga, girando a tampa;
  2. Encaixe o aplicador no bico da bisnaga, mantendo o êmbolo na posição original;
  3. Aperte suavemente a bisnaga, do fundo para o bico, para forçar a saída da pomada para o aplicador, até que o mesmo fique travado;
  4. A seguir, em posição ginecológica, introduza profundamente o aplicador com o creme na vagina, de maneira delicada;
  5. Para liberar a medicação, aperte o êmbolo até sua posição original.

Leia também: Mulher virgem pode usar pomada vaginal com aplicador?

A aplicação da pomada vaginal deve ser feita preferencialmente à noite, pois o contato local prolongado favorece a sua ação. Na dúvida, fale com o ginecologista ou peça orientação ao farmacêutico.

É normal ter sangramento durante a utilização de pomada vaginal? O que pode ser?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não é normal ter sangramento durante a utilização de pomada ou creme vaginal. Quando ocorre, pode ser causado por algum tipo de irritação à pomada ou pode ser que a pomada não esteja produzindo o efeito desejado. 

Em geral, os cremes e as pomadas vaginais são utilizados no tratamento de algumas infecções vaginais que podem provocar corrimento e sangramento. 

É importante verificar se esse sangramento está relacionado com o ciclo menstrual ou com relação sexual que possa ter provocado alguma escoriação na vagina.

De qualquer forma, o mais indicado é procurar o/a médico/a que receitou a pomada para que a causa do sangramento seja devidamente diagnosticada.

Posso transar com camisinha fazendo o uso do creme vaginal?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Não. Enquanto estiver em tratamento para infecções vaginais deve-se evitar ter relações sexuais. Não está indicado ter relações sexuais enquanto estiver em uso de creme ou pomada vaginal, mesmo que use preservativo durante a relação, porque pode-se perder a eficácia do creme ou pomada vaginal.

Esta recomendação se deve a diferentes motivos. Uma das razões é de que o ato sexual pode fazer com o que o creme ou pomada saia da vagina e não consiga atuar adequadamente no ambiente vaginal, perdendo eficácia.

Da mesma forma, a mudança das secreções ou pequenas escoriações que podem ocorrer durante a relação também podem prejudicar a ação local desse medicamento.

Além disso, o motivo que leva as mulheres a fazerem uso de cremes ou pomadas vaginais é a presença de vulvovaginites como candidíase, vaginose ou tricomoníase. Essas infecções podem provocar um estado inflamatório da vulva e da vagina ocasionando intenso desconforto durante o sexo.

No caso da candidíase, por exemplo, o prurido e o ardor da própria infecção fúngica pode mesmo tornar a relação impraticável.

Pomadas e cremes que incluem essa indicação

Alguns exemplos de cremes ou pomadas vaginais comumente prescritos que devem obedecer essa recomendação são: Nistatina, Miconazol, Clotrimazol (Gino-Canestem) indicados para o tratamento da candidíase, e Metronidazol, indicado para vaginose bacteriana ou tricomoníase.

No caso do uso de óvulos vaginais, como o Clotrimazol óvulo ou aqueles a base de Policresuleno (Albocresil óvulo), também é recomendado evitar relações sexuais durante o período de tratamento.

Caso deseje ter relação sexual, como proceder?

Caso ainda assim a mulher deseje ter relação sexual é recomendado que ela aplique o creme, pomada ou óvulo vaginal após a relação, antes de dormir, assim se reduz a chance da saída do medicamento por conta do ato sexual.

Quantos dias dura o tratamento?

Geralmente o tratamento das vulvovaginites com cremes ou pomadas vaginais não é tão extenso e pode variar de 3 a 10 dias, por isso, não costuma haver muito dificuldade em abster-se de relações nesse período.

Quando é possível voltar a ter relações sexuais?

Logo após o término do tratamento já é possível voltar a relação sexual, ou seja, no dia a seguir após a última aplicação do medicamento já se pode ter relação. Converse com o seu médico para saber quantos dias irá durar o tratamento.

Para mulheres que não desejam fazer uso de cremes ou pomadas vaginais é possível tentar o tratamento através de medicação via oral.

Para mais esclarecimentos consulte o seu médico de família ou ginecologista.

Também pode lhe interessar:

Para que serve a pomada vaginal?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A pomada e o creme vaginal servem para tratar vários tipos de infecções vaginais, na maioria das vezes causadas por fungos ou bactérias. São, portanto, antibióticos ou antifúngicos que só devem ser usados com prescrição médica.

As pomadas e cremes vaginais mais usados são: nistatina, nitrato de miconazol, e metronidazol, mas outras apresentações estão disponíveis e são úteis para diferentes tratamentos.

As infecções vaginais podem se manifestar com vários sintomas. Cada tipo de infecção tem sua característica, mas em geral são caracterizadas por corrimento vaginal, coceira, vermelhidão, inchaço e dor na relação sexual. As mais comuns são: candidíase, vaginose, doenças sexualmente transmissíveis como tricomoníase, gonorreia, clamídia, entre outras.

Para que serve a pomada vaginal nistatina?

A pomada vaginal nistatina serve para tratar infecções causadas por fungos, especialmente candidíase. A nistatina pertence a uma classe de medicamentos antifúngicos denominados poliênicos. Sua ação é destruir os fungos que causam infecção, como Candida albicans e outros.

Como usar a pomada vaginal nistatina?

A pomada vaginal nistatina deve ser aplicada no interior da vagina. Em geral, a pomada é aplicada uma vez ao dia, durante 14 dias. Para casos mais graves, podem ser necessárias duas aplicações.

Para aplicar a pomada vaginal com o aplicador:

  1. Retire a tampa da pomada e perfure completamente o lacre, usando o lado externo da tampa;
  2. Coloque o aplicador no bico do tubo da pomada e puxe o êmbolo até o final;
  3. Aperte suavemente a base do tubo para encher completamente o aplicador com a pomada;
  4. Retire o aplicador do tubo e tampe-o a seguir;
  5. Deite-se de costas e introduza o aplicador na vagina suavemente;
  6. Empurre lentamente o êmbolo até o fim para aplicar a pomada na vagina;
  7. Descarte o aplicador imediatamente após o seu uso e lave as mãos.

O uso do creme vaginal não deve ser interrompido durante a menstruação. Em casos de infecções recorrentes e presença de candidíase na parte final do aparelho digestivo, pode ser indicado o uso de nistatina por via oral.

Para que serve a pomada vaginal metronidazol?

A pomada vaginal com metronidazol serve para tratar infecções vaginais causadas por bactérias, como vaginose bacteriana. O metronidazol é um antibiótico faz parte de uma classe de medicamentos denominados antimicrobianos de nitroimidazol, que atua interrompendo o crescimento das bactérias.

Como usar a pomada vaginal metronidazol?

O metronidazol geralmente é usado em dose única, na hora de dormir, ou uma vez ao dia, por 5 dias consecutivos, antes de dormir. A pomada também pode ser usada duas vezes ao dia, por 5 dias.

A pomada vaginal metronidazol vem com um aplicador especial. Para utilizá-lo, deve-se seguir os seguintes passos:

  1. Encha o aplicador com a pomada até o nível indicado;
  2. Deite-se de costas, com os joelhos para cima e afastados;
  3. Insira cuidadosamente o aplicador na vagina e empurre o êmbolo para liberar todo o medicamento;
  4. Retire o aplicador e descarte-o adequadamente. Se receber instruções para reutilizar o aplicador, lave-o com sabão e água morna;
  5. Lave as mãos imediatamente para não espalhar a infecção.

Durante o tratamento com a pomada vaginal metronidazol e por pelo menos 3 dias após a sua última aplicação, não beba bebidas alcoólicas, nem tome produtos com álcool ou propilenoglicol. Álcool e propilenoglicol podem causar náuseas, vômitos, cólicas estomacais, dor de cabeça, transpiração e vermelhidão no rosto, quando tomados com metronidazol.

Enquanto estiver usando a pomada vaginal metronidazol, a mulher não deve ter relações sexuais, usar absorventes internos ou fazer duchas vaginais.

Para que serve a pomada vaginal nitrato de miconazol?

A pomada vaginal com nitrato de miconazol serve para tratar infecções vaginais fúngicas em mulheres adultas e meninas com mais de 12 anos de idade. O miconazol pertence a uma classe de medicamentos antifúngicos chamados imidazóis. Sua ação é interromper o crescimento de fungos que causam a infecção.

Como usar a pomada vaginal nitrato de miconazol?

A pomada vaginal deve ser aplicada no interior da vagina e na pele ao redor da parte externa da vagina. O creme vaginal com nitrato de miconazol pode ser usado uma vez ao dia, na hora de dormir, por 7 dias seguidos, ou duas vezes ao dia, por até 7 dias.

Para aplicar o creme vaginal externamente, use o dedo para aplicar uma pequena quantidade de pomada na área afetada da pele, na parte externa da vagina.

Para usar o aplicador:

  1. Encha o aplicador com a pomada até o nível indicado;
  2. Deite-se de costas, com os joelhos para cima e afastados;
  3. Insira cuidadosamente o aplicador na vagina e empurre o êmbolo para liberar todo o medicamento;
  4. Retire o aplicador e descarte-o adequadamente. Se o aplicador for reutilizável, lave-o com sabão e água morna;
  5. Lave as mãos imediatamente para não espalhar a infecção.

A pomada atua melhor se a mulher não se levantar depois da aplicação, exceto para lavar as mãos. O uso do medicamento deve ser mantido, mesmo durante a menstruação.

Durante o tratamento com a pomada vaginal, não tenha relações sexuais, não use outros produtos vaginais, como absorventes internos ou espermicidas, nem faça duchas vaginais.

Em geral, os sintomas melhoram durante os 3 primeiros dias de uso do creme vaginal com nitrato de miconazol.

O tratamento com pomada ou creme vaginal deve ser feito até o fim e não deve ser interrompido, mesmo com alívio dos sintomas ou durante a menstruação. A prescrição deve ser feita pelo/a médico/a ginecologista ou médico/a de família.

Mulher virgem pode usar pomada vaginal com aplicador?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim, mulher virgem pode usar pomada ou creme vaginal com aplicador. É recomendado ter cuidado na hora de introduzir o aplicador para não causar dor.

A abertura do hímen de uma mulher jovem que ainda não teve relações sexuais tem, em média, 1,5 cm. No entanto, na puberdade, devido à maior produção do hormônio estrogênio, a abertura vaginal fica mais elástica, podendo facilmente chegar a 2,5 cm, o que é suficiente para a introdução do aplicador do creme vaginal.

Fale com o/a seu/sua médico/a ginecologista ou médico/a de família e informe sobre sua situação. Assim, o/a profissional de saúde poderá lhe ensinar a melhor forma de aplicar o creme vaginal para não causar desconfortos.

Você também pode lhe perguntar se existe algum medicamento por via oral que possa ser usado no lugar da pomada com aplicador, caso não se sinta segura.

Creme vaginal: quanto tempo após utilização é possível voltar a ter relações sexuais?
Dr. Marcelo Scarpari Dutra Rodrigues
Dr. Marcelo Scarpari Dutra Rodrigues
Médico

O hábito sexual pode ser retomado logo após o término do uso do creme vaginal, conforme a prescrição médica.

Não é indicado manter relações sexuais durante tratamentos com cremes vaginais. A atividade sexual pode interferir com a quantidade de medicamento que permanece no interior da vagina, comprometendo sua eficácia. Além disso, grande parte dos cremes contém uma base oleosa, que reage com o látex do preservativo e aumenta o risco de rompimento. Um outro risco é o parceiro absorver o medicamento e ter efeitos colaterais indesejáveis.

O creme vaginal deverá ser prescrito pelo médico ginecologista.

Pomada vaginal pode atrasar a menstruação?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. Pomada vaginal não atrasa a menstruação.

A pomada vaginal geralmente contém medicações para tratar possíveis infecções vaginais. Essas medicações não causam atraso menstrual. A mulher que está em uso de pomada vaginal, normalmente, apresentará sua menstruação no período habitual.

Leia também:

Para que serve a pomada vaginal?

Caso você esteja com atraso menstrual, procure um serviço de saúde para uma consulta de avaliação das possíveis causas do atraso e consequente acompanhamento.

Para que serve e como usar nistatina em creme vaginal?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Nistatina em creme vaginal é indicado para o tratamento da candidíase, infecção causa pelo vírus Candida albicans. A ação deste creme vaginal sobre os fungos Candida albicans consiste na ligação do medicamento à sua parede celular, o que provoca sua destruição.

Como usar nistatina creme vaginal?

Nistatina creme se destina exclusivamente ao uso intravaginal. Não deve ser usada para tratamento oral, tópico ou de infecções oftálmicas.

Figura 1: Adaptação do aplicador ao bico de nistatina creme vaginal. Figura 2: Puxe o êmbolo do aplicador até o final e, a seguir, aperte delicadamente a base do tubo, preenchendo-o completamente. Figura 3: Deitada de costas, introduza o aplicador na vagina suavemente e empurre o êmbolo do aplicador com o indicador depositando todo o creme na vagina. Modo de usar:

1. Retire a tampa do tubo e perfure completamente o seu lacre usando a parte pontiaguda da tampa.

2. Adapte o aplicador ao bico do tubo.

3. Puxe o êmbolo do aplicador até o final e, a seguir, aperte delicadamente a base do tubo de modo que o creme entre no aplicador, preenchendo-o completamente.

4. Desencaixe um aplicador e tampe o tubo de medicamento imediatamente.

5. Para aplicar o produto:

  • Deite-se de costas e relaxe um pouco;
  • Introduza o aplicador na vagina suavemente, sem causar dor ou desconforto;
  • Em seguida, empurre o êmbolo do aplicador com o dedo indicador até o final de seu curso, depositando assim todo o creme na vagina;
  • Retire o aplicador do canal vaginal.

6. Após o uso, o aplicador deve ser imediatamente descartado.

Se você está grávida e seu/sua médico/a prescreveu o uso de nistatina creme vaginal, evite a pressão excessiva do aplicador contra o colo uterino.

Quais os efeitos colaterais da nistatina creme vaginal?

São raros os casos de irritação ou sensibilidade como queimação ou prurido (coceira). Se isto ocorrer, suspenda o uso e comunique-se com seu/sua médico/a.

Precauções quanto ao uso da nistatina creme vaginal?

Nistatina creme vaginal não deve ser utilizada para tratamento tópico, oral e nem para tratar infeções oftálmicas.

Em caso de sensibilidade ou irritação ao creme vaginal de nistatina, suspenda o uso.

Os compostos oleosos presentes na composição de nistatina creme vaginal podem reduzir a eficácia de produtos à base de látex (preservativo e diafragma), quando utilizados ao mesmo tempo.

Nistatina creme vaginal não deve ser usado por mulheres grávidas sem indicação médica, pois pode causar danos ao bebê. Se for necessária a utilização durante a gravidez, evite pressão excessiva contra o colo do útero.

Mulheres que estão amamentando também devem evitar o seu uso, uma vez que não há esclarecimentos sobre a excreção do medicamento no leite materno. O uso só deve ser feito mediante prescrição médica.

Leia também:

O que é candidíase?