Perguntar
Fechar

Pressão Alta

Quando a pressão está alta os meus batimentos ficam...

Normal é não ter nada. Normal é uma palavra muito difícil para se usar quando se está falando do ser humano. O que existe são situações aceitáveis dentro de certos critérios considerados "normais". A sua resposta depende da causa desses aumentos de pressão.

Tomo hidroclorotiazida, posso tomar sibutramina ou orlistat?

Se o seu médico receitar para você não há nenhum problema em tomar esses medicamentos (só a sibutramina costuma causar aumento de pressão).

Meu sogro tomava Lozartana para pressão, foi internado...

Propranolol e Losartana são muito diferentes, com ações muito diferentes, então o mais provável é que ele deve tomar os dois, porém precisam ir ao médico habitual dele o mais rápido possível para organizar essa medicação.

Fiz cirurgia para extrair dentes siso e minha pressão subiu?

Pode ter haver mais com a ansiedade e nervosismo de ter que fazer a cirurgia, principalmente nos dias anteriores e no dia da cirurgia, pressão alta persistente pode ser hipertensão mesmo, continue medindo nos próximos dias e caso continuar com os valores alterados deve procurar um médico para começara tratar.

Fiz um teste de glicemia em jejum está em 112...

Dietas no seu caso só com orientação do médico ou nutricionista, mas nada impede você de ter uma alimentação mais saudável que normalmente serve de base para todas as dietas.

Que cuidados mulher com pressão alta deve ter durante a gravidez?

Os cuidados com a pressão alta na gravidez variam conforme o caso e os riscos que a hipertensão arterial pode trazer à gestação. Algumas medidas incluem:

  • Reduzir o ritmo das atividades diárias;
  • Afastar-se do trabalho, se for muito estressante;
  • Internação hospitalar para repouso e monitoramento da pressão arterial;
  • Uso de medicamentos anti-hipertensivos, nos casos mais complicados;
  • Controlar a alimentação, diminuindo a ingestão de sal e gorduras;
  • Praticar atividades físicas leves, de baixo impacto, como hidroginástica.

Leia também: Qual o tratamento para pré-eclâmpsia?

A hipertensão arterial nagravidez ocorre quando a pressão apresenta valores iguais ou superiores a 140/90 mmHg ("14 por 9"), podendo ser classificada de 4 formas:

  • Pré-eclâmpsia (hipertensão específica da gravidez): Quando a pressão alta surge após 20 semanas de gestação e a grávida apresenta perda de proteínas pela urina;
  • Hipertensão crônica: Quando é identificada antes da gravidez ou antes da 20ª semana de gestação;
  • Pré-eclâmpsia com hipertensão crônica: A gestante já era hipertensa e começou a perder proteínas pela urina depois da 20ª semana de gravidez;
  • Hipertensão gestacional: Quando a pressão alta se manifesta em qualquer período da gravidez, mas sem os agravantes da pré-eclâmpsia.

Saiba mais em: O que é pré-eclâmpsia e quais os sintomas?

A pressão alta durante a gravidez pode trazer sérias complicações para a gestação, interferindo no crescimento fetal e no funcionamento dos rins da mulher.

Se a hipertensão não for detectada e tratada corretamente, pode evoluir para eclâmpsia e provocar convulsão na gestante, podendo causar a morte da mãe e do bebê.

Por isso, grávidas hipertensas devem ser acompanhadas de perto pelo médico obstetra, com um pré-natal ainda mais rigoroso.

Também podem lhe interessar:

Pressão alta durante a gravidez é perigoso?

7 Maneiras de Baixar a Pressão Alta

Qual o tratamento e prevenção para hipertensão arterial?

O tratamento da hipertensão arterial sistêmica essencial (primária) é geralmente feito sem o uso de medicamentos, inicialmente. Os pacientes, uma vez diagnosticados, devem se submeter a uma mudança no estilo de vida, que inclua:

  • Praticar atividades físicas todos os dias, ou pelo menos 40 minutos, cinco vezes na semana;
  • Manter o peso ideal para a altura, evitar a obesidade;
  • Adotar uma alimentação saudável: pouco sal, sem frituras e mais frutas, verduras e legumes;
  • Reduzir o consumo de álcool. Se possível, não beber;
  • Parar de fumar;
  • Sempre seguir as orientações do seu médico ou profissional da saúde;
  • Dormir oito horas todas as noites, verificar se a qualidade do seu sono é boa (se acorda cansado ou revigorado);
  • Evitar o estresse. Reservar tempo para a família, os amigos e o lazer. Garantir pelo menos uma hora por dia, todos os dias, para fazer algo que realmente gosta.

A diminuição da pressão com essas alterações geralmente é pequena. Dificilmente uma pessoa com níveis pressóricos muito altos (maiores do que 160/100 mmHg) atinge o controle sem a ajuda dos remédios. Todavia, nos casos mais iniciais e leves, pode ser obtido o controle eficaz da pressão arterial.

No entanto, a maioria dos pacientes não aceita alterações nos hábitos de vida. Simplesmente são incapazes de mudar tão profundamente seus maus hábitos, e acabam tendo que tomar medicamentos para controlar a pressão.

Obviamente, os pacientes que já chegam ao médico com pressão alta e sinais de lesão de algum órgão alvo (insuficiência renal ou cardíaca, retinopatias, polineuropatias) devem iniciar tratamento medicamentoso imediato (ALÉM das mudanças no estilo de vida, que devem ser seguidas em todos os casos), uma vez que o fato indica hipertensão de longa data. Também devem iniciar tratamento farmacológico imediato doentes mais graves ou com doenças crônicas como diabetes.

Medicamentos para hipertensão arterial (anti-hipertensivos):

Há muitos remédios diferentes para controlar a pressão arterial. Não importa muito a medicação utilizada para tratar a pressão alta, desde que seja eficaz em reduzir os níveis da pressão arterial para baixo de 140/90 mmHg.

Em casos de hipertensão arterial secundária, isto é, causada por outra doença (como feocromocitoma, insuficiência renal crônica, glomerulonefrites, rins policísticos, estenose da artéria renal, etc) o tratamento é dirigido à causa e pode inclusive curar definitivamente a hipertensão, dependendo do caso.

Em caso de suspeita de HAS, um médico (preferencialmente um cardiologista) deverá ser consultado. Ele poderá avaliar detalhadamente, através de anamnese, exame físico e eventuais exames complementares, se este é seu diagnóstico correto, orientá-lo e prescrever o melhor tratamento, caso a caso.

Leia também: Quais os sintomas da pressão alta?

Perda memória, tremores, diabético e hipertenso, o que será?

O que é talvez não seja tão importante agora, mais importante é o que você vai fazer:deve procurar um serviço de emergência para que ele posa ser examinado e tratado por um médico.