Perguntar
Fechar
Quais os sintomas do vírus da raiva?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Os primeiros sintomas do vírus da raiva em humanos surgem após um período de incubação que varia entre 20 e 60 dias. São eles:

  • Mal estar;
  • Febre baixa;
  • Falta de apetite;
  • Dores de cabeça;
  • Enjoo;
  • Dor de garganta;
  • Alterações de sensibilidade no local da mordida, como coceira, formigamento, arrepios e queimação;
  • Salivação abundante devido à dor e dificuldade para engolir.

Conforme a infecção pelo vírus da raiva progride, surgem outros sintomas que afetam o sistema nervoso central, como:

  • Ansiedade;
  • Agitação;
  • Irritabilidade;
  • Sensação de angústia;
  • Delírios;
  • Alterações de comportamento;
  • Espasmos musculares;
  • Convulsões.

Ao tentar beber alguma coisa, os espasmos dos músculos de deglutição provocam uma expulsão violenta dos líquidos. Os espasmos musculares evoluem para paralisia, causando retenção urinária e alterações cardiorrespiratórias.

Esses espasmos também são desencadeados pela visão, odor e barulho de líquidos que caem num copo, por exemplo, por isso, a raiva causa comportamento de hidrofobia, que é a aversão a água.

Durante a manifestação dos sintomas, o paciente permanece consciente, com períodos de alucinações, até entrar em coma. A raiva tem uma evolução rápida,podendo levar à morte em apenas 5 a 7 dias.

Veja também: Como é a transmissão da raiva?

Quais os sintomas da raiva canina?

No início, o cachorro com raiva manifesta os seguintes sintomas:

  • Alterações de comportamento;
  • Preferência por ficar em lugares escuros;
  • Agitação sem razão aparente;
  • Sustos ao menor estímulo;
  • Diminuição ou perda de apetite;
  • Irritação no local em que o animal foi mordido.

Após um período de 1 a 3 dias, o cão fica agressivo e ameaçador, podendo morder objetos, outros animais até mesmo dono. É comum o cachorro morde-se a si próprio, causando graves feridas. A paralisia dos músculos da deglutição impedem o animal de engolir a saliva e ele começa a babar.

Também pode ocorrer paralisia das patas traseiras e o latido do cão muda, ficando semelhante a um uivo rouco.

A raiva canina pode ser prevenida através da vacinação do cão contra o vírus da raiva, que deve ser feita a partir do quarto mês de vida e reforçada em um ano.

Também podem lhe interessar:

Que doenças pode causar uma mordida de cachorro?

O que fazer para tratamento em caso de mordida de cachorro?

Fiz uma pausa do anticoncepcional menor, e agora?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não se preocupe, se já retornou o anticoncepcional basta continuar como de costume, e na próxima pausa faça os 7 dias, conforme o recomendado.

Lembrando que existem anticoncepcionais que recomendam pausa de 7 dias e outros que deve manter a medicação de forma contínua. Siga sempre as orientações do seu médico.

Mas nesse caso que retornou dois dias antes não se preocupe, porque a eficácia da medicação está mantida, você continua protegida pelo anticoncepcional, não tem risco de engravidar por ter adiantado o remédio, desde que faça o uso correto, de 01 comprimido todos os dias, no mesmo horário, sem esquecimentos. O atraso sim, dependendo de quanto tempo, pode reduzir a ação da medicação.

O que pode acontecer é sentir algum efeito colateral, como enjoo, náuseas e tontura nos primeiros dias, devido a ação do hormônio, mas não é um efeito comum. Em geral, o organismo já está habituado, por isso não apresenta qualquer alteração ou sintoma.

Leia também: Dúvidas sobre anticoncepcional

Vale lembrar que o anticoncepcional só protege a mulher quanto ao risco de gravidez, mas continua exposta ao risco de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), como a gonorreia, HIV, sífilis e outras. A única maneira de se proteger quanto às DSTs é com uso de contraceptivos de barreira, como a camisinha.

Pode lhe interessar também: Quais são os tipos de DST e seus sintomas?

Para maiores esclarecimentos procure seu médico ginecologista.

Maconha pode fazer bem à saúde?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

O uso da maconha tem sido estudado como auxiliar do tratamento de alguns problemas de saúde, porém a indicação do seu uso para tratamentos ainda é tema de muitas discussões e estudos, permanecendo como droga ilícita no Brasil e na maioria dos países.

O uso da maconha com fins terapêuticos tem sido bastante estudado como no tratamento de dores neuropáticas crônicas em pacientes com HIV positivo, no alívio de enjoos, como sedativo, no glaucoma, na redução da ansiedade e melhora do humor.

A maconha ou cannabis é uma planta da qual podem ser extraídas cerca de 400 substâncias químicas, dentre elas, o tetrahidrocanabinol (THC), que é o principal responsável pelos seus efeitos psicoativos.

O seu uso eventual pode levar à deficiências nos processos de aprendizagem e memória e nas atividades psicomotoras que necessitam de coordenação e atenção. Quando usada de forma crônica, a maconha pode piorar os distúrbios psiquiátricos como a esquizofrenia, causar problemas respiratórios e prejuízo das atividades diárias como trabalho e estudo.

Saiba mais em: Quais são os efeitos da maconha?

Enjoo a partir de diagnóstico de miomas múltiplos é normal?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Na verdade, o enjoo não faz parte dos sintomas típicos de miomas ou miomas múltiplos. Por isso o mais adequado é que procure seu médico ginecologista ou clínico geral, para avaliar outras causas possíveis para esse sintoma.

Vale ressaltar que o enjoo pode ser sinal de alguma doença, portanto deve ser investigada detalhadamente. Para auxiliar na avaliação médica, é preciso a observação de mais dados sobre esse sintoma, como por exemplo, quando se iniciaram, sua duração, em quais situações e momentos o enjoo aparece e qual desaparece. Toda informação adicional é válida para essa pesquisa.

Quais são os sintomas do mioma?

Embora a maioria das mulheres que possuem miomas não apresentem qualquer sintoma, quando eles surgem, os sintomas mais comuns são:

  • Sangramento uterino anormal;
  • Cólicas;
  • Sensação de pressão na bexiga;
  • Dor abdominal;
  • Dor lombar;
  • Dificuldade para engravidar ou abortos de repetição;
  • Dor na relação;
  • Anemia.
O que são miomas?

Miomas são nódulos benignos formados por tecido muscular liso, dentro da cavidade uterina. Podem ser chamados também de fibromas. A sociedade brasileira de ginecologia, estima que 80% das mulheres em idade fértil tenham miomas.

O diagnóstico se baseia nas queixas e no exame físico, porém precisa ser confirmado através de exames de imagem. E o tratamento varia de acordo com a localização e tamanho do mioma.

O médico ginecologista é o responsável pelo diagnóstico, tratamento e orientações.

Depois de passar muita raiva em uma discussão senti dor no pé, na barriga e enjoo, é normal?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim. É normal sentir enjoo, dores ou mal-estar após episódio de estresse. Isso também acontece quando passamos por situações de medo, angústia ou ansiedade.

Os sintomas que ocorrem após a raiva, irritabilidade ou estresse, são respostas do nosso corpo quando entende que estamos em situação de "perigo". Portanto, como forma de defesa, o nosso organismo aumenta a liberação de adrenalina e neurotransmissores, acelerando o metabolismo, o que nos permite, por exemplo, sair correndo ou emitir um grito, quando é preciso.

No entanto, também são responsáveis por outras sensações desagradáveis, como:

  • Agitação;
  • Batimentos cardíacos acelerados;
  • Transpiração excessiva;
  • Esquecimentos;
  • Coceira, lesões de pele, vermelhidão;
  • Aumento de pressão arterial ou glicose;
  • Dor no peito;
  • "Bolo na garganta";
  • Enjoo (náuseas) e vômitos.

Contudo, se a pessoa sair da situação e o organismo se equilibrar, os sintomas desaparecem espontaneamente, o que não causa preocupação, apenas confirma reação normal do organismo.

O estresse é um diagnóstico de exclusão, ou seja, todas as doenças que causam risco de vida devem ser descartadas antes de confirmar esse diagnóstico, inclusive porque o estresse interfere diretamente e descompensa muitas doenças, como a hipertensão e o diabetes.

Por isso, se mesmo após término o da situação, os sintomas permanecerem, é importante procurar atendimento médico de emergência, para uma avaliação adequada.

Cólica na gravidez após nervoso é normal?

Não é normal, mas pode ocorrer.

Na verdade, a dor no pé da barriga, ou cólicas após passar por situações de raiva, estresse e "nervoso", contrai a musculatura e com isso pode causar os sintomas de dor. No entanto, existem outras causas que devem ser analisadas e podem interferir na evoluação normal da gravidez.

Sendo assim, na presença de dor e cólicas durante a gestação, é importante sempre informar oa seu médico, assim como sangramentos, para uma avaliação individualizada.

Entenda melhor as causas de dor no pé da barriga em grávidas, no seguinte artigo: Dor no pé da barriga durante a gravidez, o que pode ser?

Pode lhe interessar também:

Buclina corta o efeito da Noregyna?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

A Buclina não corta o efeito da Noregyna, pois são medicamentos que têm ações completamente diferentes. Enquanto a Buclina é indicada para o tratamento de alergias (anti-histamínico), enjoos e tonturas, além de ser usada como estimulante do apetite, a Noregyna é um medicamento injetável utilizado para evitar a gravidez (anticoncepcional), não havendo interação entre eles.

Dentre os medicamentos que podem cortar o efeito do anticoncepcional estão os antibióticos rifampicina e rifabutina, os anticonvulsivantes ou antiepilépticos (topiramato, primidona, fenobarbital, fenitoína, carbamazepina, oxcarbazepina), os barbitúricos (fenobarbital, tiopental, pentobarbital, tiamilal, barbital), os antirretrovirais (efavirenz, nevirapina, nelfinavir, ritonavir) e os anabolizantes (hormônios masculinos, geralmente testosterona).

A Buclina tem com princípio ativo o dicloridrato de buclizina, uma substância que não está relacionada com a diminuição ou anulação do efeito da Noregyna ou de qualquer outro anticoncepcional injetável ou oral.

Saiba mais em:

Interação dos Anticoncepcionais com outros Remédios

5 Coisas que Podem Cortar o Efeito do Anticoncepcional

Contudo, é importante lembrar que os dois medicamentos devem ser utilizados de acordo com a prescrição médica. O ginecologista ou o médico de família são os profissionais indicados para orientar sobre a utilização de outros remédios durante o uso do anticoncepcional.

Também podem lhe interessar:

Buclina engorda?

Posso tomar Buclina e complexo B para engordar?

Minha namorada está com a menstruação atrasada?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Existem diversas causas para o atraso menstrual, mas se não houve contato físico, a relação foi com roupa, não há possibilidades de gravidez.

Vale lembrar, que ao iniciar atividade de vida sexual é importante conversar com médico de família, ginecologista (para as mulheres) ou urologista (para os homens), no intuito de esclarecer suas dúvidas, receber as orientações e cuidados adequados para uma prática saudável e sem riscos para ambas as partes.

Em toda a relação sexual, buscando prevenção de gravidez e também de doenças sexualmente transmissíveis, como o HIV, gonorreia, clamídia, entre outras, está indicado o uso de contraceptivos de barreira, como a camisinha.

O que pode estar atrasando a menstruação?

Dentre as diversas causas que levam ao atraso da menstrual, além da gravidez, podemos citar:

  • Síndrome do ovário policístico,
  • Hipo ou hipertireoidismo,
  • Uso de anticoncepcional,
  • Mudança de peso em pouco tempo,
  • Ansiedade, estresse,
  • Menopausa,
  • Uso de certos medicamentos, até
  • Excesso de atividade física.

Para a ausência de menstruação damos o nome de amenorreia, saiba mais sobre esse tema no link: O que é amenorreia e quais as suas causas?

Outra situação que vemos com frequência, é o cálculo equivocado da data da menstruação esperada, principalmente nos casos de ciclos irregulares. Ou seja, quantos dias é considerado um atraso menstrual?

Na verdade, para ser considerado um atraso, a menstruação deve estar com pelo menos 15 dias de atraso. Os casos de atrasos de 7 a 10 dias são muito comuns e nem sempre indicam algum problema.

No entanto, mulheres com ciclos regulares, mais de 7 dias de atraso e com sintomas compatíveis de gravidez, como enjoo, maior sensibilidade nas mamas, sonolência, devem procurar atendimento médico na unidade de saúde básica, para avaliação e realização do teste de gravidez.

Não havendo sinais ou sintomas de gravidez, pode aguardar o tempo de 15 dias, fazer o teste de farmácia, ou procurar o ginecologista para avaliar outras causas.

Estou tentando engravidar há quase um ano, tomei Serophene e os meus seios estão inchados. Posso estar grávida?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Os seios inchados e doloridos podem ser um sinal de que você está grávida, mas o principal sintoma inicial de gravidez é o atraso ou a ausência de menstruação. Após o atraso menstrual, outros sintomas começam a surgir, tais como:

  • Mamas doloridas e inchadas;
  • Escurecimento dos mamilos;
  • Aumento da frequência urinária;
  • Enjoos e vômitos;
  • Alterações da pele;
  • Cansaço e sonolência.

Contudo, os seios inchados e doloridos nem sempre indicam que a mulher está grávida. Na ausência de gravidez, a dor e o inchaço das mamas são causados principalmente pelas variações hormonais que ocorrem ao longo do ciclo menstrual.

O próprio Serophene, pode causar alguns efeitos colaterais que podem ser confundidos com gravidez, como:

  • Dor nas mamas;
  • Náuseas e vômitos;
  • Fadiga;
  • Tonturas;
  • Aumento da frequência urinária;
  • Aumento de peso.

Espere pela menstruação. Se ela atrasar por mais de duas semanas, há uma grande probabilidade de estar grávida. Se isso acontecer, consulte o seu médico ginecologista para que seja feito um exame de gravidez.

Leia também:

Seios inchados fora do período menstrual: o que pode ser?

Estou com os seios inchados e doloridos o que pode ser?

Com quantos dias aparecem os primeiros sintomas de gravidez?

Falta de apetite, que especialista devo procurar?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

Na falta de apetite o especialista a procurar pode ser o endocrinologista, o gastroenterologista, o nutrólogo, o nutricionista, o psiquiatra ou pediatra, dependendo da causa da falta de apetite e da idade do paciente.

Algumas causas de falta de apetite podem ser: gastrites, úlceras, dor ao mastigar ou engolir, ansiedade, hábitos alimentares inadequados, depressão, doenças endócrinas como hipotiroidismo ou insuficiência adrenal, anorexia nervosa, efeito secundário ao uso de medicamentos, náuseas, enjoos, anemias e infecções.

O clínico geral poderá auxiliar na identificação da causa da falta de apetite e encaminhar a um especialista se for necessário.

Tenho 16 anos e enjoos constantes...
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

O enjoo é um sintoma comum para diferentes doenças e situações, sendo a gastrite uma das causas mais comuns.

A melhor maneira de aliviar os sintomas, é tratando a causa do problema, no seu caso, parece estar associada a situações de estresse e ansiedade.

O trato gastrointestinal é um sistema bastante sensível à situações de estresse. Há casos de gastrite, diarreia, vômitos, até formação de úlcera gástrica (ferida na parede do estômago), secundários a situações de estresse prolongado, sem o devido tratamento.

Qual o melhor tratamento para gastrite?

A melhor opção de tratamento para gastrite e com isso melhora dos sintomas de enjoo, é a associação de orientações dietéticas, alimentação balanceada, controle da causa base da doença e medicamentos, quando necessário.

As orientações dietéticas recomendadas são principalmente:

  • Respeitar o horário das alimentações, e não "pular" refeições;
  • Evitando jejum prolongado;
  • Preferir pequenas refeições, mais vezes durante o dia;
  • Mastigar bem os alimentos;
  • Dar preferência a frutas, verduras, carnes magras;
  • Evitar frituras, refrigerantes, bebidas gaseificadas ou com cafeína;
  • Não fumar;
  • Evitar bebidas alcoólicas;
  • Evitar o uso de anti-inflamatórios sem prescrição médica.
Quais são as causas de gastrite?

As causas de gastrite podem incluir: problemas psicológicos como ansiedade e estresse, ou, infecção pela bactéria H. pylori, uso prolongado do ácido acetilsalicílico e anti-inflamatórios (AINEs), gastrite autoimune (quando o organismo produz anticorpos contra a própria mucosa gástrica), tabagismo, obesidade, além de ingestão abusiva e prolongada de bebidas alcoólicas.

Na ausência de infecção, pode ser necessário tratamento com medicamentos, como inibidores de bomba protônica, como omeprazol® e/ou antagonista de receptor H2, como a ranitidina®.

No caso de infecção pela bactéria, é necessário ainda associação à antibioticoterapia, para sua erradicação.

O médico responsável pelo diagnóstico, tratamento e acompanhamento de casos de enjoo e gastrite, é o gastroenterologista.

Quem tem gastrite deve evitar comer o quê?

Toda a grávida enjoa?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. Nem toda grávida enjoa.

Os enjoos da gravidez iniciam em torno da 5ª e 6ª semana de gestação, ou seja, no segundo mês da gravidez. 

Enjoo com ou sem vômito é um dos sintomas mais comuns no início da gestação

O enjoo pode vir como sintoma isolado ou acompanhado de outros como aumento da sensibilidade nos seios, cansaço e aumento da frequência urinária. 

Nem toda grávida vai sentir enjoos nas primeiras semanas da gestação. 

Em geral, os enjoos começam no segundo mês da gestação, ficam mais intensos no 2º e 3º mês e, a partir do 4º e 5º mês há melhora significativa dos enjoos. Porém, isso é relativo e cada mulher pode sentir com maior ou menor intensidade. 

Algumas mulheres podem prolongar os enjoos para os outros meses da gestação. 

Os enjoos podem ser controlados e reduzidos com uso de algumas medicações, alimentos como gengibre, acupuntura, hipnose ou demais terapias. Converse sobre isso com o/a médico/a durante as consultas de pré-natal.  

Olhar no espelho depois de comer faz mal?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não.

Existia uma crença de que se olhar no espelho após se alimentar poderia fazer mal, causar indigestão ou mesmo levar ao desenvolvimento de alguma doença, entretanto nunca houve comprovação científica ou qualquer relato que confirme esse tema.

Outras crenças populares como não tomar banho frio, ou não entrar na piscina após a alimentação sim, fazem sentido, e apresentam sua resposta científica e fisiológica, principalmente quando a alimentação é exagerada ou com alimentos "pesados", porque o organismo fica "sobrecarregado" para exercer tantas funções ao mesmo tempo.

Primeiro, porque durante a digestão o organismo desvia seu fluxo sanguíneo para o trato gastrointestinal, afim de auxiliar e possibilitar uma boa digestão. Porém durante um banho frio, também se faz necessário um suporte de fluxo sanguíneo manter a temperatura da pele. E depois, nos casos de banhos de piscina, rio ou mar, além do fluxo sanguíneo para a digestão, e para a pele, ainda precisará suprir a necessidade de dos músculos, utilizados para a realização de atividade física exercida nessas práticas.

Essa combinação de necessidade para diferentes sistemas em um mesmo momento, pode fazer com que o fluxo seja insuficiente, causando mal-estar, indigestão, calor e por vezes náuseas e vômitos ao indivíduo. 

Por isso o mais adequado após uma refeição, principalmente se essa foi em grande quantidade ou rica em gordura e carboidratos, é manter repouso por algum tempo e aguardar pela digestão.

Saiba mais sobre esses assuntos nos links abaixo: