Perguntar
Fechar
Quais os riscos para o bebê de tomar pílula do dia seguinte enquanto estiver amamentando?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Em geral, nenhum efeito adverso no crescimento ou desenvolvimento do/a bebê foi observado em estudos científicos. Portanto, o uso esporádico da pílula do dia seguinte, após 6 semanas do parto pode ser feito por mulheres que estão amamentando.

O uso da pílula do dia seguinte pode acarretar riscos às mulheres quando usado nas 6 primeiras semanas após o parto. Isso se deve ao aumento de chance na ocorrência de eventos trombogênicos na mulher

Mulheres que estão amamentando podem usar a pílula do dia seguinte após as 6 primeiras semanas do parto. Porém, é importante lembrar que a pílula do dia seguinte é uma medicação de emergência e não um método anticoncepcional que deve ser usado de rotina.

A mulher que está amamentando e não deseja engravidar deve usar um método anticoncepcional apropriado a seu perfil. Por isso, consulte o/a ginecologista, médico/a de família ou clínico geral para decidirem a melhor opção no seu caso.

Leia também:

Quem não pode tomar pílula do dia seguinte?

Tivemos uma relação sem proteção e ela usou a PDS...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pelo que contou os sintomas que ela teve e esse sangramento são decorrentes da pílula do dia seguinte, porém a possibilidade ou não de gravidez depende do período do ciclo menstrual que ela estava, então se estava no meio do ciclo as chances de engravidar são maiores. Agora tudo depende do que vai acontecer (por exemplo: se a menstruação atrasar mais que 15 dias deve fazer o exame de gravidez).

A pílula do dia seguinte altera os exames?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não, a pílula do dia seguinte não altera os exames de sangue, urina e fezes. Desde que não sejam exames hormonais, os resultados não serão influenciados pela pílula.

A pílula do dia seguinte possui uma grande quantidade de hormônios que podem alterar o ciclo menstrual da mulher e por isso não deve ser usada frequentemente.

Uma mulher que tomou a pílula do dia seguinte não deve esperar alterações nos resultados dos exames de sangue, urina ou fezes.

Podem sim ocorrer efeitos colaterais, como:

  • Náusea e vômito;
  • Tontura;
  • Dor de cabeça;
  • Aumento da sensibilidade das mamas;
  • Fadiga;
  • Dor abdominal;
  • Alteração no ciclo menstrual, podendo haver antecipação ou atraso da menstruação.

Todos esses efeitos colaterais podem ser facilmente tratados com medicamentos específicos para aliviar tais sintomas.

Para maiores esclarecimentos, fale com o médico que pediu os exames.

Leia também:

Teste de farmácia pode dar positivo devido a pílula do dia seguinte?

Quanto tempo duram os efeitos colaterais da pílula do dia seguinte?

A pílula do dia seguinte pode atrasar minha menstruação?

Tomar pílula do dia seguinte menstruada pode engravidar?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

As chances de engravidar se tomar a pílula do dia seguinte menstruada são praticamente nulas. Em primeiro lugar, porque a pílula do dia seguinte tem uma eficácia de até 98% na prevenção da gravidez, quando tomada nas 24 horas seguintes à relação. Em segundo lugar, porque as chances da mulher engravidar durante a menstruação são muito baixas.

A pílula do dia seguinte é considerada eficaz para prevenir a gravidez se for tomada em até 72 horas que ocorreu a relação. Porém, quanto mais tempo a mulher demorar para tomar a pílula, menor é a sua eficácia: nas primeiras 24 horas, pode chegar a 98%; após 48 horas, é de cerca de 85%; se a pílula for tomada 72 horas depois da relação, a eficácia cai para 58%.

Posso engravidar, mesmo tomando a pílula do dia seguinte?

Apesar de ser praticamente impossível engravidar tomando a pílula do dia seguinte menstruada, não se pode excluir uma pequena possibilidade de gravidez, ainda que ela seja mínima.

Para isso acontecer, a pílula do dia seguinte teria que falhar, você teria que ter um ciclo menstrual curto (21 dias ou menos) e um período menstrual com 7 dias de duração ou mais.

Supondo que você tenha tomado o medicamento nas 24 horas seguintes à relação, a probabilidade de falha é de cerca de 3%. Portanto, pode-se dizer que o risco de engravidar é de 3%.

Contudo, existe ainda o fato de estar menstruada. A menstruação é o período do mês que a mulher tem menos chances de engravidar, pois ela indica que o óvulo não foi fecundado. Esse óvulo costuma ser liberado cerca de 14 dias antes da menstruação, se o seu ciclo for de 28 dias, que é a duração média dos ciclos da maioria das mulheres. Lembrando que o ciclo menstrual começa no 1º dia de menstruação e termina no dia anterior à vinda do próximo período.

Se estiver menstruada não posso engravidar nunca?

Embora as chances de engravidar menstruada sejam muito baixas, uma vez que dificilmente a mulher estará no seu período fértil durante a menstruação, existe uma possibilidade.

O dia da ovulação fica na metade do ciclo. Portanto, se o seu ciclo menstrual for de 28 dias, o 14º dia é o seu dia mais fértil, em que tem mais chances de engravidar. Porém, como o espermatozoide pode permanecer vivo por até 72 horas dentro do corpo da mulher, o período fértil começa 3 dias antes e termina 3 dias depois do dia da ovulação. Assim, o período fértil nesse caso vai do 11º ao 17º dia do ciclo menstrual.

Dessa forma, se o seu ciclo for de 28 dias, é impossível engravidar menstruada, independentemente de tomar ou não a pílula do dia seguinte, pois você não estará no seu período fértil. A ovulação só irá acontecer depois de 14 dias que veio a menstruação.

Por outro lado, os ciclos menstruais podem ter de 21 a 35 dias de duração. Se o seu ciclo for de 21 dias, por exemplo, o seu dia fértil será o 10º ou 11º dia. Nesse caso, o período fértil irá começar no 7º dia do ciclo menstrual. Se você tiver um período menstrual de 7 dias e tiver relação no último dia de menstruação, já estará no seu período fértil, pois estará no 7º dia do ciclo. Nessa situação, existe a possibilidade de engravidar menstruada.

Portanto, se o seu ciclo tiver 21 dias ou menos e a sua menstruação durar 7 dias ou mais, você pode engravidar durante o período menstrual. Entretanto, como tomou a pílula do dia seguinte, muito provavelmente você não está grávida.

Todavia, se a dúvida persistir, espere pela próxima menstruação. Se ela atrasar uma semana, faça um teste de gravidez.

Para maiores esclarecimentos sobre o uso da pílula do dia seguinte durante a menstruação, consulte um médico clínico geral, médico de família ou ginecologista.

Usei a pílula do dia seguinte, posso estar grávida?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Sua menstruação somente vai descer quando der a pausa do anticoncepcional, se está em duvida quanto a uma possível gravidez precisa fazer exame de sangue, não há como dizer se uma mulher está ou não grávida no "chute", precisa fazer exames, procure um ginecologista, pare de usar tanto a pílula do dia seguinte (pode ser prejudicial para sua saúde).

Tive relação sexual e após tomei a pílula do dia seguinte?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

O risco de engravidar nesse caso é muito baixo, quase nulo, visto que fez o uso correto da pílula.

Quando está indicado o uso de pílula do dia seguinte?

A pílula do dia seguinte deve ser utilizada apenas nos casos falha no método contraceptivo escolhido, por exemplo, quando esquecer de tomar seu anticoncepcional regular, quando a camisinha sofrer algum dano, em caso de relação sexual desprotegida ou em situações de estupro.

Devido à alta concentração de hormônios, deve ser considerada apenas em casos de urgência.

Como usar o DIAD?

O medicamento deve ser tomado em duas doses, o primeiro comprimido assim que possível, de preferências nas primeiras 24h após a relação, e no máximo até 72h após.

O segundo comprimido deve ser tomado 12 horas após a primeira dose.

Vale ressaltar que no caso de ocorrer vômito dentro das primeiras 2 horas após a ingestão do comprimido, a dose deve ser repetida.

Veja também:

Tomei a pílula do dia seguinte, posso engravidar?

Tome a pílula do dia seguinte e depois tive relação, posso engravidar?

A pílula do dia seguinte atrasa a menstruação?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim. A pílula do dia seguinte desregula o ciclo menstrual.

A pílula do dia seguinte, ou de emergência, contém uma grande concentração de hormônios, por isso impede a gestação se for utilizada dentro das primeiras 72 h, de maneira correta.

Leia também: Como tomar a pílula do dia seguinte?

Entretanto, devido a essa alta taxa de hormônios, é comum apresentar irregularidade menstrual, como atrasos, de no máximo 4 emanas (1 mês), ou menstruação antes da data prevista. São alterações esperadas, não sugere qualquer problema. Pode causar ainda, como efeitos colaterais, náusea, vômitos e dores de cabeça.

No caso de apresentar vômitos, antes de completar 2h da tomada da pílula, é recomendado repetir a dose da medicação. E no caso do atraso menstrual durar mais do que 4 semanas, o médico deverá ser consultado.

Independente do tempo de atraso, ou tipo de sangramento que se apresentar, enquanto não regulariza o ciclo menstrual, é fundamental que faça uso de um contraceptivo adicional, de preferência um método de barreira, como a camisinha (feminina ou masculina), para evitar além de uma gestação não planejada, o risco de contaminação de uma doença sexualmente transmissível (DSTs), como: sífilis, gonorreia, HIV, entre outras.

A única forma de se evitar as DSTs é com uso de contraceptivos de barreira em todas as relações sexuais.

Para maiores esclarecimentos, agende uma consulta com seu/sua médico/a ginecologista.

Leia também: Tomei pilula do dia seguinte e a menstruação não desceu?

Quem não pode tomar pílula do dia seguinte?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A mulher grávida (que já está com gravidez confirmada) e a mulher com até 6 semanas após o parto não podem tomar a pílula do dia seguinte.

Fora dessas 2 situações, qualquer mulher pode tomar a pílula do dia seguinte com segurança. Mesmo mulheres que não podem usar composto de estrogênio como método de anticoncepção contínua ou aquelas com história de acidente vascular cerebral (derrame), infarto, problema de coagulação, enxaqueca ou doenças no fígado podem usar, pois a pílula é tomada em apenas 1 dia.

A pílula do dia seguinte é um método de contracepção de emergência e deve ser usada até 72 horas após a relação sexual desprotegida. Não é recomendado usar a pílula várias vezes seguidas.

Se você deseja um método anticoncepcional duradouro, procure um/a médico/a de família ou ginecologista para aconselhar o melhor método para você.

Tem problema tomar pílula do dia seguinte direto?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não pode tomar pílula do dia seguinte direto (risco de complicações graves). Procure um ginecologista e escolha outro método anticoncepcional.

Estou amamentando e tomei a pílula do dia seguinte?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim, pode voltar a amamentar.

A mulher que fez uso de pílula do dia seguinte pode continuar amamentando.

O uso desse medicamento não está indicado para mulher em amamentação no período das 6 semanas primeiras semanas após o parto. A pílula do dia seguinte traz uma concentração hormonal muito alta, por isso aumenta os riscos de distúrbios tromboembólicos, como trombose venosa profunda e tromboembolismo.

Para o bebê, não existem estudos científicos que comprovem riscos ou malefícios, apesar de saber que a substância pode alcançar, em pequena quantidade o leite materno.

A mulher que amamenta deve tomar cuidado com uso de qualquer medicação e fazer uso de contraceptivo adequado a esta fase da vida; para isso deve se informar durante a consulta seu médico/a ginecologista e definir o tratamento mais indicado.

Caso você queira utilizar métodos contraceptivos de longo prazo, converse com o/a ginecologista, médico/a de família ou clínico/a geral para escolherem juntamente com você o método mais adequado nesse período da amamentação.

Leia também:

Quais os riscos para o bebe de tomar pilula do dia seguinte enquanto estiver amamentando?

Tomei a pílula do dia seguinte e depois tive relação, posso engravidar, o que fazer?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Se você manteve uma nova relação sexual sem proteção após tomar a pílula do dia seguinte pode sim engravidar.

O contraceptivo de emergência, mais comumente conhecido como pílula do dia seguinte, apenas protege de uma gravidez até o dia em que foi tomado, não tendo efeito sobre o risco de gravidez nas relações sexuais seguintes.

Portanto, o ideal é iniciar um método anticoncepcional logo após tomar a pílula do dia seguinte, impedindo assim uma gravidez.

O que fazer se tomar tiver relação sexual desprotegida após a pílula do dia seguinte?

Caso você tenha tido uma relação sexual desprotegida após tomar a pílula do dia seguinte, pode ter engravidado. Portanto, poderá realizar um teste gravidez se notar uma semana de atraso menstrual.

Posso tomar outra pílula do dia seguinte?

Se teve uma relação sexual desprotegida logo após tomar a pílula do dia seguinte você até pode tomar outra, mas nesses casos, a eficácia da pílula do dia seguinte passa a ser menor, mantendo a chance de uma gravidez.

O uso da pílula do dia seguinte faz com que a ovulação seja impedia ou atrasada, por isso, é possível que ocorra a ovulação logo após tomar a pílula fazendo com que o risco de gravidez seja maior logo após tomar esta pílula.

Como e quando tomar a pílula do dia seguinte?

Existem duas formulações da pílula do dia seguinte: uma composta por um único comprimido de levonorgestrel de 1,5 mg e outra contendo dois comprimidos de levonorgestrel de 750 mg cada um.

O comprimido de 1,5 mg pode ser tomado imediatamente a qualquer momento após a relação sexual desprotegida e já estará protegida.

Se optar pelo uso do comprimido de 0,75 mg também deve tomá-lo rapidamente após a relação sexual e tomar o segundo após 12 horas.

A pílula do dia seguinte pode ser tomada a qualquer momento após a relação sexual sem proteção, de preferência o mais rapidamente possível em até 5 dias. Após esse período, a chance de falha da pílula é muito grande por isso não se recomenda o seu uso.

Para mais informações consulte o seu médico de família ou ginecologista.

Também pode ser do seu interesse:

Tomei pílula do dia seguinte e a menstruação não desceu

Referências bibliográficas

OMS. Planejamento familiar UM MANUAL GLOBAL PARA PROFISSIONAIS E SERVIÇOS DE SAÚDE.

Tomei a pílula do dia seguinte e a menstruação atrasou...
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sempre há possibilidade de erro, mas é raro, o mais provável é que esteja grávida mesmo.

Se tomou a pílula do dia seguinte e a menstruação não desceu, isso pode acontecer mesmo quando a pílula do dia seguinte foi eficaz. Porém, no seu caso, como tem um exame beta HCG positivo, é provável que esteja grávida.

A pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação devido ao desequilíbrio hormonal que ela provoca. Após o uso da medicação, o organismo precisa se readaptar e reajustar o ciclo menstrual. Isso pode demorar algum tempo a depender de qual momento do ciclo menstrual você utilizou a pílula do dia seguinte.

Quando a pílula do dia seguinte é usada próximo do período que viria a menstruação habitual, esse atraso pode ser de mais de 1 semana, prolongando o ciclo menstrual.

Normalmente, depois de tomar a pílula do dia seguinte, a menstruação volta a descer cerca de uma semana depois da data prevista.

Se a menstruação não ocorrer depois de 4 semanas da tomada da pílula, convém fazer um exame de gravidez. No seu caso, tendo já feito esse exame e tendo o resultado positivo, é importante procurar uma unidade de saúde para uma consulta médica.

Pílula do dia seguinte atrasa sempre a menstruação?

Não, sem sempre a pílula do dia seguinte atrasa a menstruação. Embora o atraso da menstruação seja um efeito colateral comum da pílula do dia seguinte, ele não ocorre na maioria dos casos.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), para aproximadamente 57% das mulheres que tomam o anticoncepcional, a menstruação vem na data prevista. A maioria das mulheres apresenta pouca ou nenhuma alteração relevante no ciclo menstrual.

Ainda segundo a OMS, cerca de 15% das usuárias que tomam a pílula do dia seguinte podem apresentar um atraso de até 7 dias na menstruação. Aproximadamente 13% das mulheres que usam a medicação podem apresentar um atraso menstrual de pouco mais de 7 dias. Em 15% das mulheres, a pílula do dia seguinte pode antecipar a menstruação em até uma semana.

A pílula do dia seguinte não é o único método anticoncepcional que pode atrasar ou ainda antecipar a menstruação. O anticoncepcional injetável trimestral, o DIU de cobre e os implantes também podem causar irregularidade menstrual.

Depois de tomar a pílula do dia seguinte a menstruação volta ao normal?

Sim, depois de tomar a pílula do dia seguinte a menstruação volta ao normal. A irregularidade ocorre no período menstrual imediatamente seguinte ao uso da pílula. Com a vinda da menstruação, o ciclo volta ao normal.

A irregularidade no ciclo menstrual causada pela pílula do dia seguinte resolve-se espontaneamente. O uso correto do anticoncepcional não provoca alterações duradouras ou permanentes na data da menstruação.

No entanto, o uso repetitivo da pílula do dia seguinte pode tornar as alterações menstruais mais intensas, tornando difícil para a mulher prever a vinda da menstruação e identificar o seu período fértil.

Para maiores esclarecimentos sobre o uso da pílula do dia seguinte, consulte o/a médico/a clínico/a geral, médico/a de família ou ginecologista.