Perguntar
Fechar
Coceira em alguns pontos do corpo quando tomo banho...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Precisa procurar um dermatologista e talvez até precise fazer alguns exames, porém pela sua descrição parece que é algum tipo de alergia, sua pele parece sensibilizada a determinados estímulos, isso é muito comum na urticária de origem emocional (desde que a origem não seja conhecida), mas são só suposições, uma avaliação dermatológica mais aprofundada é necessária para se chegar ao diagnóstico.

O que fazer em caso de queimadura de pimenta?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

Em caso de queimadura ou irritação na pele provocado por pimenta deve-se procurar remover os resíduos da substância que causa a sensação de ardor e queimação, que se chama capsaicina.

Opção 1: Óleo

Como a capsaicina não se dissolve em água, pode-se passar óleo vegetal ou vaselina na área afetada e após alguns minutos, lavar a região com água e sabão ou detergente.

Opção 2: Álcool

Outra opção é utilizar álcool para fazer a limpeza. Pode-se manter o local resfriado com água fria ou gelo, para alívio da sensação de ardor.

Nos casos mais intensos pode ser colocado um anestésico tópico, como a lidocaína. Deve-se procurar atendimento médico sempre que possível.

Em caso de contato com os olhos

Se houver contato da pimenta com os olhos, lavar abundantemente com água e shampoo infantil, que provoca menos irritação ocular. Nesses casos, deve-se procurar um serviço médico ou oftalmológico.

Também pode lhe interessar: Como tratar queimadura de água-viva?

Grávida pode fazer selagem?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Grávidas podem fazer selagem no cabelo, desde que a selagem seja apenas com queratina e o procedimento seja feito depois do primeiro trimestre de gravidez. Produtos com formol são contra-indicados na gestação e devem ser evitados.

Desde que o produto seja aplicado somente nos fios do cabelo, ele não deve ser absorvido pelo organismo e, nesse caso, a selagem pode ser realizada durante a gestação. Contudo, existe a chance do produto ter formol na sua composição ou outros químicos que não são conhecidos ou garantidamente seguros para serem usados pela grávida.

Além de ser cancerígeno, o formol evapora-se facilmente e pode ser aspirado pela mulher e chegar à circulação sanguínea, podendo prejudicar o desenvolvimento do feto.

Saiba mais em: Estou amamentando, posso fazer selagem no meu cabelo?

Os produtos usados na selagem também não podem ter resorcina, chumbo ou hidroquinona nas suas fórmulas.

Na dúvida, observe o rótulo do produto e verifique se existem advertências quando ao uso durante a gravidez ou mostre o rótulo para o seu médico obstetra.

Leia também:

Grávida pode fazer alisamento no cabelo?

Grávida pode fazer luzes no cabelo?

Mulher grávida pode fazer chapinha?  

Qual o remédio para remover verruga?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Alguns remédios utilizados para remover verrugas e que não precisam de receita médica são o Wartner, o Duofilm e o Pointts

No entanto, é necessário consultar um médico dermatologista ou clínico geral antes de iniciar qualquer tratamento, devido ao risco de ser uma lesão mais grave apenas semelhante a uma verruga simples, trazendo riscos para a sua saúde e demora em um diagnóstico muito vezes mais perigoso. Outra situação são as contraindicações, por exemplo o paciente diabético que não deve fazer uso de algumas apresentações.

Além disso, o tratamento para remover verrugas depende do tipo de verruga e pode incluir:

  • Aplicação de ácidos ou outras substâncias químicas;
  • Crioterapia (congelação);
  • Eletrocirurgia (queima);
  • Cirurgia a laser;
  • Cirurgia para retirar a verruga (excisão);
  • Imunoterapia com o objetivo de estimular as defesas do organismo para que este rejeite a verruga.

Veja também Toda verruga é HPV?

Cada tipo de verruga requer um tratamento específico. Se tiver dúvidas quanto ao diagnóstico e tratamento, consulte um médico dermatologista.

"Carocinho" e orelha infeccionada devido a um brinco?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Provavelmente seu "caroço" é um linfonodo (uma íngua) e pode ser decorrente da infecção que está na orelha. Precisa realmente ir ao médico para ver bem certinho o que é e fazer o tratamento.

Queimadura de limão: o que fazer e como tratar?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Em caso de queimadura de limão, faça compressas com soro fisiológico e chá de camomila para aliviar o incômodo, aplique protetor solar a seguir para proteger a pele e procure um médico dermatologista para avaliar a lesão. Se a queimadura formar bolhas, o que pode acontecer nos casos mais graves, nunca as estoure.

O tratamento da queimadura de limão pode ser feito através de pomadas com corticoides, cremes hidratantes e filtros solares. Também podem ser indicados produtos clareadores para eliminar mais rápido a mancha escura da pele. 

A fitofotodermatose, termo médico para a queimadura provocada por limão e outras frutas cítricas, ocorre porque o suco do limão provoca uma reação alérgica na pele ao entrar em contato com os raios ultravioletas do sol.

A reação alérgica provoca um processo inflamatório e surgem então manchas avermelhadas na pele que podem causar coceira ou ardência. Nos casos mais graves, pode haver inclusive formação de bolhas.

É importante lembrar que o protetor solar não evita a queimadura de limão. Para prevenir, lave abundantemente as mãos com água e sabão após manipular a fruta. Lave também o rosto, principalmente ao redor da boca, após beber sucos ou caipirinhas de limão.

Consulte um médico dermatologista se notar qualquer sinal de vermelhidão na pele após manipular limão ou outras frutas como caju e laranja. As queimaduras devem receber um tratamento adequado o quanto antes para evitar o agravamento do quadro.

Também podem lhe interessar:

Como tirar mancha de limão da pele?

Manchas escuras na pele: o que pode ser?

Como tratar queimadura de água-viva?

O que posso fazer quando a pele está descascando?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Quando a pele está descascando é preciso ter alguns cuidados para evitar que a descamação se agrave. Algumas medidas que podem ser tomadas em casa para amenizar o problema:

  • Usar sabonetes apropriados para pele ressecada, de preferência com hidratantes na composição, pois preservam ou repõem a oleosidade natural da pele, principalmente os que contêm ceramidas, glicerina, triglicerídeos ou manteiga de karité nas suas composições;
  • Produtos que têm como ingredientes ácido salicílico, ácido glicólico ou álcool devem ser evitados;
  • Evitar tomar banho em água quente, pois ela retira o manto de gordura que protege a pele. Tomar banho em água morna, sempre que possível;
  • Usar as mãos para lavar o corpo na hora do banho, evitando o uso de esponja ou bucha;
  • Aplicar um hidratante mais consistente na pele, de preferência enquanto ela ainda estiver úmida após o banho; Se necessário, voltar a aplicar mais vezes ao longo do dia;
  • Não esfregar a toalha na pele na hora de se enxugar, mas sim pressioná-la suavemente sobre a pele.

Uma causa muito comum de pele descascando é o ressecamento, que ocorre quando a pele perde a sua camada protetora de gordura, que atua como um hidratante natural.

No entanto, o ressecamento e a descamação da pele podem ter diversas causas, podendo inclusive ser sinal de doenças como câncer de pele e hipotireoidismo.

Se os sintomas persistirem por mais de uma semana, deve-se consultar um médico de família para uma avaliação inicial. Em alguns casos mais graves pode ser necessário o acompanhamento por um médico dermatologista, para um diagnóstico e tratamento adequados.

Como tratar sarna humana?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O tratamento da sarna humana é feito com o uso de loções para o corpo, próprias para matar o parasita que provoca a doença. A sarna humana, em algumas situações, pode ser tratada ainda com medicamentos por via oral, que deve ser prescrito pelo médico.

Também podem ser usados medicamentos anti-histamínicos para aliviar a coceira e a vontade de coçar, evitando que a pessoa arranhe a pele e provoque uma infecção por bactérias. Fazer banhos ou compressas frias podem ajudar a diminuir a coceira.

Mulheres grávidas e crianças em fase de amamentação devem utilizar medicamentos e dosagens próprias para essas fases.

Vale lembrar que alguns tipos de sabão, creme e pomada não são indicados para tratar a sarna humana e podem até mesmo piorar o quadro.

Além dos medicamentos, são indicadas medidas de higiene, que incluem:

  • Não compartilhar roupas, roupas de cama e toalhas;
  • Lavar diariamente roupas, roupas de cama e toalhas; não é preciso fervê-las uma vez que o ácaro não sobrevive muito tempo fora da pessoa (hospedeiro);
  • Retirar objetos do quarto, como bichos de pelúcia que não podem ser lavados, embalá-los em sacos plásticos e guardá-los em local distante das pessoas por alguns dias;
  • Manter as unhas curtas para evitar lesões causadas pela coceira.
O que é a sarna humana e como se transmite?

A sarna humana é uma doença contagiosa que afeta a pele. A doença é causada por um parasita, um ácaro chamado Sarcoptes scabiei. A fêmea desse parasita forma um túnel na pele e deposita ovos no local, gerando uma reação alérgica.

A transmissão da sarna ocorre pelo contato direto, de pessoa para pessoa, ou através de roupas, roupa de cama e toalhas usadas pela pessoa com sarna.

Quais são os sintomas da sarna humana?

Os sintomas da sarna humana geralmente aparecem depois de 3 a 4 dias que ocorreu o contágio, podendo se prolongar por várias semanas. Os sintomas incluem: coceira, principalmente à noite, bem como erupções cutâneas parecidas com picadas, sobretudo entre os dedos, nas mãos, nas axilas, nos seios, nas nádegas, nos genitais e no abdômen.

Em crianças mais novas e bebês, a sarna pode afetar outras partes do corpo, como cabeça, palmas das mãos e plantas dos pés.

Existe uma forma grave e rara de sarna, chamada sarna crostosa ou norueguesa, que causa descamação e crostas na pele. Nesses casos, há uma hiperinfestação do ácaro causador da doença. Essa forma de sarna afeta principalmente indivíduos com doenças que baixam a imunidade.

Procure um médico de família, clínico geral, pediatra ou dermatologista para o diagnóstico e tratamento da sarna.