Perguntar
Fechar

Que remédios posso usar para corrimento vaginal?

Dra. Juliana Guimarães
Dra. Juliana Guimarães
Doutora em Saúde Pública

O remédio que você pode utilizar para tratar o corrimento vaginal depende do agente causador da inflamação e/ou infecção. Para definir o medicamento indicado é importante consultar um/a ginecologista. De forma geral, as infecções são tratadas com medicamentos de aplicação local como cremes e comprimidos vaginais ou em forma de gel. Associada à medicação tópico, pode ser necessário o uso de remédios por via oral.

Diagnóstico do corrimento vaginal

Corrimento

Por meio de um exame ginecológico é possível diagnosticar corretamente os tipos de corrimento vaginal. Se o corrimento apresentar odor fétido e coloração esverdeada ou amarelada e, além disso, for acompanhado de sintomas de irritação como ardência, dor, prurido (coceira) e vermelhidão na vagina e/ou vulva é provável que você esteja com uma infecção ginecológica.

Nestes casos, durante o exame ginecológico se verifica a presença de cervicite (inflamação do útero), vaginite (inflamação com ou sem infecção da mucosa vaginal e vulva) ou de corrimento vaginal sem sinais de inflamação. Amostras do corrimento podem ser coletadas com o objetivo de avaliar o pH vaginal e para análise microscópica e cultura.

Lembre-se que, naturalmente, é produzida na vagina uma secreção que pode ter aspecto espesso, aquoso ou elástico, de cor branca leitosa ou transparente e sem odor ou com odor muito suave.

É importante relatar ao/a médico/a o início dos sintomas, há quanto tempo eles estão presentes, se usou algum produto diferente na região genital ou durante o ato sexual (lubrificantes, espermicida).

Tratamento do corrimento vaginal

Não existe um tratamento único para todos tipos de corrimento. O tratamento é efetuado de acordo com a causa da inflamação e/ou infecção. É feito com medicamentos antifúngicos ou antibióticos, em casos de infecção por fungos ou bactérias. Episódios de vaginite atrófica (secagem e inflamação das paredes da vagina devido a redução da produção de estrógeno) são tratados com administração local de cremes de estrogênio.

O parceiro sexual também deve ser tratado mesmo que não apresente sintomas de infecção ou inflamação. O tratamento do parceiro impede a reinfecção e o prolongamento da doença ginecológica.

Se você está apresentando corrimento vaginal e ou sinais de irritação (dor, ardor, coceira, vermelhidão) não deixe de procurar um/a ginecologista. Não utilize medicamentos orais ou vaginais sem indicação médica.

Leia mais

Corrimento vaginal: o que significam as diferentes cores

Corrimento Vaginal é Normal?