Perguntar
Fechar

Dor

Gosto de Sangue e Dor de Cabeça o que pode ser?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Gosto de sangue e dor de cabeça pode ser sinusite, rinite, amidalite ou até mesmo resfriado ou gripe em processo inicial. É importante observar também a presença de outros sinais e sintomas. No caso dessas doenças, podem surgir também:

  • Sinusite:

    • Dor na região anterior da cabeça, ao redor dos olhos, no céu da boca, na testa ou nas bochechas;
    • Sensação de pressão na cabeça;
    • Nariz entupido;
    • Secreção nasal de cor amarela ou esverdeada;
    • Febre;
    • Mal-estar;
    • Perda de apetite;
    • Tosse;
    • Cansaço.
  • Rinite:
    • Corrimento e congestão nasal;
    • Coceira no nariz, nos olhos e no céu da boca;
    • Espirros;
    • Lacrimejamento;
    • Olheiras.
  • Amigdalite (bacteriana):
    • Dor intensa ao engolir;
    • Febre;
    • Indisposição e mal estar;
    • Dor de cabeça;
    • Calafrios;
    • Placas de pus brancas nas amígdalas;
    • Vermelhidão na garganta;
    • Nódulos ou caroços no pescoço.
  • Gripe e resfriado (geralmente apresentam os mesmos sintomas, sendo mais intensos na gripe e mais leves no resfriado):
    • Febre;
    • Tosse;
    • Dor de garganta;
    • Dores no corpo;
    • Mal estar.

Para saber ao certo o que está causando essa dor de cabeça acompanhada pelo gosto de sangue na boca, o melhor é consultar o/a médico/a de família ou otorrinolaringologista para um diagnóstico e tratamento adequados.

Dor no ovário direito durante dois dias o que pode ser?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A dor sentida na região do ovário direito pode ser , na realidade, uma dor pélvica, que pode ter origem nos ovários, nas trompas, no útero, no aparelho urinário (ureteres, bexiga), ou ainda nos intestinos, músculos ou nervos localizados na porção inferior do abdômen.

Em geral, uma dor pélvica que dura dois dias e depois desaparece está associada à ovulação e é bastante comum.

Existe uma série de causas para as dores pélvicas femininas, cujas características podem fornecer pistas importante quanto ao órgão afetado:

  • Dor de início súbito, que aumenta de intensidade progressivamente: Pode se tratar de uma emergência cirúrgica, como apendicite, torção de cisto ovariano, ruptura de uma gravidez tubária. O diagnóstico é confirmado através de exame físico, exames de sangue e urina, raio-x, ultrassom, tomografia ou ressonância magnética;
  • Dor periódica, associado a momento específico do ciclo menstrual: Pode ter várias causas, desde cólicas menstruais a dores com duração máxima de 48 horas, que ocorrem durante a ovulação;
  • Dor crônica, de instalação lenta e com episódios que duram mais de 6 meses: Pode ter origem nos intestinos ou outras vísceras pélvicas, coluna lombar, parede abdominal ou ainda ser causa por aderências ou endometriose.

Em caso de dor pélvica, a mulher deve consultar o/a médico/a ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família. Através das informações prestadas pela paciente, dos resultados do exame físico e exames complementares (sangue, urina, ultrassom) o/a médico/a poderá diagnosticar a origem da dor e indicar o tratamento correto.

Estou com dor na última costela do lado direito...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Nessa região temos o fígado, a vesícula, o rim, a própria costela, o músculo diafragma, além de toda a musculatura das costelas e da parede abdominal, o final do pulmão e eventualmente uma parte do estômago; ufa. Quanta coisa para doer. Dentre todos os que mais costumam incomadar nessa região são a vesícula e a musculatura.

O que pode ser dor na virilha durante a gravidez?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médico

Dor na virilha durante a gravidez é muito comum, pois, nesta época, as articulações ficam mais "soltas", o que é normal, especialmente no terceiro trimestre de gravidez, quando a barriga já está mais pesada. A dor na virilha por esta causa não traz prejuízo ao bebê.

A dor na virilha pode ser pior em algumas situações, como deitar de barriga para baixo, ao andar, ao abrir as pernas, no fim do dia e depois de algum tipo de esforço físico.

O tratamento para a dor na virilha consiste no uso de anti-inflamatórios e analgésicos, sob prescrição médica, e pode ser utilizada um tipo de lingerie especial que dá mais estabilidade à região pélvica. Podem ser benéficas também sessões de fisioterapia.

É importante lembrar que a gestante também pode ter dor na virilha por outras causas, como:

  • artrose ou bursite de quadril;
  • apendicite;
  • infecção urinária;
  • ínguas;
  • pedras nos rins;
  • inflamação dos intestinos.

Para determinar a causa da dor na virilha, deverá ser consultado um médico gineco-obstetra. No caso de associação com febre e alterações do hábito urinário e/ou intestinal, deverá ser procurado um pronto atendimento.

Dor no cóccix: o que pode ser e o que fazer?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Dor no cóccix, principalmente ao sentar e levantar, pode ter várias causas. As mais comuns são:

  • Instabilidade do cóccix: É a principal causa de dor no cóccix, que faz com o cóccix se desloque mais do que é normal quando a pessoa muda de posição, como se sentar ou levantar. Essa instabilidade do cóccix por ter como causa:

  • Espícula óssea no cóccix: As espículas são redes finas de fibras com depósitos calcificados entrelaçados e só podem ser vistas em radiografias de boa qualidade ou exames de imagem com melhor definição;
  • Cóccix desalinhado: Se o cóccix estiver virado para um dos lados ao invés de estar na linha média do corpo, pode causar dor;
  • Cóccix rígido: Ao se sentar, o cóccix sofre uma ligeira flexão. Porém, se estiver rígido pode causar dor;
  • Espasmos musculares: Algumas disfunções musculares causam espasmos em determinados músculos do assoalho pélvico, provocando dor. Um deles é o anococcígeo, que está ligado ao cóccix;
  • Cisto pilonidal sacrococcígeo: Trata-se de um cisto ou abscesso na região do cóccix que pode conter restos de pelos. Se o cisto estiver inflamado, pode formar pus e vazar, causando bastante dor quando a pessoa está sentada. Se inflamar constantemente ou aumentar de tamanho, deve ser removido através de cirurgia (Leia também: Cisto pilonidal tem cura? Qual o tratamento?).

Outras possíveis causas de dor no cóccix incluem tumores na região, degeneração de discos lombares e aracnoidite de nervos sacrais.

Qual o tratamento para dor no cóccix?
  • Medicamentos anti-inflamatórios;
  • Banhos de assento com água quente;
  • Proteção almofadada para se sentar;
  • Fisioterapia;
  • Infiltrações com corticoide, quando os outros tratamentos não melhoram o quadro;
  • Remoção completa do cóccix através de cirurgia, se os restantes tratamentos falharem.

Em caso de dor no cóccix, você pode procurar o/a médico de família, clínico/a geral ou ortopedista.

Dor no estômago e barriga inchada, o que pode ser?
Dr. Gabriel Soledade
Dr. Gabriel Soledade
Médico

Muitas causas são possíveis. Desde gastrites e inflamações do estômago e intestino até alergias e intolerâncias alimentares, infecções e doenças mais graves como cânceres e outras. Causas psicológicas também são frequentes.

Para saber a causa exata de um paciente, é fundamental que ele procure um médico, que irá examinar, solicitar exames e propor o tratamento ideal a partir do diagnóstico mais preciso.

Dor ao urinar, o que pode ser?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médico

Dor ao urinar é um sintoma muito comum, que pode estar presente em diversas doenças e condições, que são citadas abaixo:

Infecção do trato urinário

É a causa mais comum. Pode acometer a bexiga, quando é conhecida como cistite, ou os rins, quando é chamada pielonefrite. Normalmente, associa-se com dor no baixo ventre, sensação de bexiga cheia o tempo todo e saída de sangue na urina. É causada por bactérias, na maioria das vezes a Escherichia coli, e o tratamento deverá ser feito com antibióticos.

Uretrite

É uma inflamação da uretra, canal que leva a urina da bexiga para o meio externo, usualmente causada por bactérias como clamídia e gonococo. Pode ocorrer de sair uma secreção purulenta que mancha a roupa íntima. O tratamento deverá ser efetuado com medicamentos antibióticos.

Veja também: Sensação de bexiga cheia mesmo depois de urinar, o que pode ser?

Vulvovaginite

É a infecção da vagina, que pode ser causada por bactéria (Gardnerella vaginalis), protozoário (Trichomonas vaginalis) ou fungo (cândida). Está associada a corrimento vaginal e pode ocorrer prurido intenso. O tratamento é feito com pomadas tópicas, no caso da candidíase, ou antibióticos, no caso da tricomoníase e vaginose bacteriana.

Leia também: Quais as causas da vulvovaginite?

Doenças da próstata

Prostatite (infecção da próstata), hiperplasia benigna da próstata, que usualmente leva a dificuldades para urinar, e câncer de próstata, que pode não se associar a outros sintomas.

Cálculo renal

Quando a pedra passa pela uretra, pode feri-la, causando a dor para urinar. Pode ser necessário tratamento com litotripsia e até mesmo cirurgia, a depender da quantidade, tamanho, tipo e número de cálculos.

Epididimite

Inflamação do epidídimo, órgão que se localiza "colado" ao testículo, que pode estar inchado e doloroso. O tratamento é feito com antibióticos.

Veja também: Epididimite: Quais os sintomas e como é o tratamento?

Irritação da uretra

O canal da urina pode ficar irritado por produtos químicos, como amaciantes de roupa, sabão/sabonetes, perfumes ou medicamentos, causando dor para urinar.

Urina muito concentrada

A pouca ingestão de líquidos, sobretudo nos dias mais quentes, pode deixar a urina muito concentrada, causando dor ou queimação durante a sua passagem pela uretra.

Veja também: Dor na bexiga, o que pode ser?

Gravidez

As causas de dor para urinar durante a gravidez são as mesmas das outras situações, ou seja, infecção do trato urinário, uretrite, vulvovaginite, cálculo renal, irritação local e urina muito concentrada.

Leia também: Dor ao urinar pode ser gravidez?

Na presença de ardência para urinar, deve-se aumentar a ingesta de líquidos para, no mínimo, dois litros por dia e observar por 24 horas.

Na ausência de melhora, deverá ser procurado um pronto atendimento para avaliação clínica e coleta de exame de urina se o médico julgar necessário, assim como outros exames.

Se você apresentar outros sintomas associados, como dor no baixo ventre, febre, corrimento uretral ou vaginal, deverá procurar o pronto atendimento imediatamente.

Não é recomendado o uso de remédios analgésicos sem prescrição médica, como Pyridium® (fenazopiridina), pois este mascara os sintomas e pode atrasar o tratamento adequado.

Saiba mais em:

Ardência ao urinar no homem, o que pode ser?

Ardência no órgão genital depois da relação é normal? O que pode ser?

Vontade de urinar toda hora, o que pode ser?

Dificuldade para urinar: o que pode ser e o que fazer?

Não conseguir ou ter dificuldade em urinar: o que pode ser e como tratar?

Falta de ar, dor no peito, coração está apertado...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Procure um médico, somente um médico na consulta médica e com exames pode te dar o diagnóstico correto, porém pela sua descrição para ser alguma coisa relacionada ao emocional.

Resposta Psicóloga:

Ideal seria atrelar essa ajuda a um acompanhamento terapêutico, pois pode ser a somatização do seu estado emocional.

Dor de cabeça forte e manchas roxas no corpo, o que pode ser?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

Dor de cabeça forte e manchas roxas no corpo são sinais e sintomas que podem ser causadas por problemas de saúde relacionados ou não entre si. A dor de cabeça pode ser provocada por pressão alta (hipertensão) associada a alguma doença que afeta os rins e os pequenos vasos sanguíneos da pele originando as manchas roxas que podem surgir em algumas doenças, como nas arterites (inflamação das artérias).

A dor de cabeça forte e as manchas roxas no corpo também podem ser causadas por um traumatismo, um acidente ou pancadas. As manchas roxas podem surgir nas doenças que afetam os vasos sanguíneos ou em distúrbios de coagulação, como acontecem nas meningococcemias, nas leucemias ou com o uso de medicamentos anticoagulantes.

Nessas situações deve-se procurar um serviço de atendimento médico para o esclarecimento da sua causa e realização do tratamento necessário.

Apareceu um caroço no meu seio esquerdo...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pela sua descrição parece um nódulo causado por algum tipo de infecção ou inflamação, pode ser até uma coleção de pus (abcesso), mas só há um jeito de ter certeza do que é, você precisa ser examinada por um médico, procure ajuda.

Dor ao evacuar: o que pode ser?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Dor ao evacuar pode ser o indício de fissura anal, hemorroida ou outras doenças.

No caso da fissura anal, a dor ocorre logo após e durante a evacuação e pode durar alguns minutos ou até horas. A sensação é de que o ânus foi "cortado" e a pessoa sente desconforto no orifício anal. Existe também um pouco de sangramento vivo, que pode ser observado no papel higiênico, no vaso sanitário ou nas fezes. 

Leia mais em:

Tive um sangramento anal o que pode ser?

Já nas hemorroidas, a pessoa pode sentir dor ao evacuar se houver trombose venosa ou inflamação. Também é comum haver um sangramento ocasional observado ao redor das fezes além do desconforto ao sentar.

Saiba mais sobre hemorroidas em:

Como tratar hemorroida?

Outros problemas intestinais podem explicar a dor ao evacuar como:

  • Infecção intestinal;
  • Fezes endurecidas;
  • Verminose;
  • Câncer;
  • Prolapso retal;
  • Doenças inflamatórias do intestino.

É importante lembrar que muitas vezes a dor ao evacuar é relacionada com uma dieta pobre em fibras e água e com uma reorientação alimentar adequada a pessoa poderá deixar de sentir essa dor. De qualquer forma, a pessoa que sente dor ao evacuar deve procurar o/a clínico/a geral, médico/a de família ou proctologista para uma investigação pormenorizada.

Dor no peito e bola na garganta. Que médico procurar?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Dor no peito e sensação de "bola na garganta" podem ter muitas causas, que vão desde ansiedade a doenças como gastrite, esofagite, refluxo gastroesofágico e até mesmo câncer, no caso da dor no peito.

Uma causa muito comum de "bolo na garganta" é a doença do refluxo gastroesofágico. Já a dor no peito pode estar relacionada com:

  • Gases;
  • Ansiedade;
  • Infarto;
  • Gastrite;
  • Esofagite;
  • Doenças respiratórias, como pneumonia, câncer no pulmão, embolia pulmonar;
  • Úlceras.

Se você já fez exames e não foi constatado nada, pode ser que esses sintomas estejam relacionados com problemas emocionais, como ansiedade, depressão, síndrome do pânico ou outros.

O reumatologista não é o especialista mais indicado nesse caso. O melhor seria consultar um clínico geral ou médico de família para que seja definido um diagnóstico para a sua dor no peito e essa sensação de bolo na garganta. Se achar necessário, o médico poderá lhe encaminhar para um outro especialista.

Leia também:

Quem tem gastrite e esofagite sente dor no peito?

Sinto a garganta fechando e a sensação de que não consigo respirar. O que pode ser?

O que é hérnia hiatal e quais os sintomas?