Exame

Para que serve a ecografia transvaginal e como é feito o exame?

A ecografia (ou ultrassom) transvaginal serve para avaliar a anatomia dos órgãos genitais femininos, como útero, ovários, trompas e colo do útero.

O exame é feito com a mulher deitada em uma maca, em posição ginecológica (na mesma posição em que é feita a coleta do papanicolau) e é necessário esvaziar a bexiga antes do exame. O médico radiologista introduz, pela vagina, um transdutor revestido por uma camisinha, onde foi aplicado gel. É esse transdutor que capta as imagens dos órgãos examinados e transmite a informação para o computador, onde é possível ver as imagens. O médico ultrassonografista faz as medidas do útero e ovários, além da avaliação do aspecto destes órgãos. Os resultados são emitidos na forma de laudos, juntamente com a impressão das imagens ultrassonográficas, que devem ser interpretadas pelo médico que assiste a paciente.

O exame é realizado pelo médico radiologista ou ultrassonografista.

Fiz exame de mama: linfonodo intramamário, isso é perigoso?

A presença de linfonodo intramamário pode não significar nada de grave, isso dependerá do restante do resultado do exame de mama. 

O que precisa ser feito é mostrar o resultado do exame para o/a médico/a que solicitou para que ele/ela lhe explique o resultado global do exame e dê sequência ao procedimento necessário, podendo ser: aguardar um novo exame, solicitar outro método diagnóstico (ultrassonografia, mamografia) ou indicar uma biópsia.

Um linfonodo é um gânglio linfático, um pequeno órgão de defesa que faz parte do sistema linfático do corpo. Esses gânglios estão dispostos em diversos pontos da rede linfática, inclusive na mama (intramamário), e atuam na defesa do organismo

A função do linfonodo é drenar os líquidos presentes ao redor dele. Quando um linfonodo está aumentado, significa que o sistema imunológico está produzindo mais células de defesa naquele gânglio e que a drenagem está sendo maior.

Veja também: Quais os sintomas do câncer de mama? ; O que são linfonodos?

O/a médico/a ginecologista ou mastologista poderá esclarecer as dúvidas, de acordo com o seu caso, e solicitar outros exames se achar necessário.

Valor do exame de T3 alto ou baixo: o que pode ser?

Os valores de referência do exame T3 podem variar em função do método e reagente utilizado, portanto, esses valores devem estar claramente citados nos laudos de resultados de exames laboratoriais.

  • Até 3 dias de idade: 100 a 740 ng/dL
  • 1 a 11 meses de idade: 105 a 245 ng/dL
  • 1 a 5 anos: 105 a 269 ng/dL
  • 6 a 10 anos: 94 a 241 ng/dL
  • 11 a 15 anos: 82 a 213 ng/dL
  • 16 a 20 anos: 80 a 210 ng/dL
  • 20 a 50 anos: 70 a 204 ng/dL
  • 50 a 90 anos: 40 a 181 ng/dL

​O exame T3 é a dosagem de um hormônio produzido pela glândula tireóide, conhecido como tri-iodotironina. A avaliação dos níveis séricos de T3 está recomendade para pessoas com TSH diminuído e T4 total ou livre dentro dos valores de referência. Assim, este teste é importante na avaliação do hipertireoidismo, mais concretamente da tireotoxicose.

Um nível mais alto de T3 pode indicar hipertireoidismo, doença de Graves ou possivelmente câncer na tireoide. T3 baixo pode ser sinal de doenças crônicas não tireoidianas e seus níveis séricos são influenciados pelo estado nutricional. Também podem ocorrer no hipotireoidismo ou de doença de Hashimoto.

Além disso, a gravidez e alguns problemas no fígado podem fazer subir os níveis de T3 de forma artificial. Variações na concentração da globulina ligadora de tiroxina (TBG) e outras proteínas podem afetar os níveis de T3.

A interpretação dos resultados do exame deve ser realizada pelo médico que o solicitou, em conjunto com a história e o exame clínico. Para maiores informações, procure um médico clínico geral ou endocrinologista.

Exame Beta-HCG positivo com valor de referência negativo: o que significa?

O exame Beta-HCG pode vir com o resultado qualitativo ou quantitativo.No exame qualitativo o resultado vem escrito segundo as opções: positivo, negativo ou indeterminado. No exame quantitativo, o resultado vem em valores numéricos que precisam ser interpretados de acordo com o Valor de Referência do laboratório.

Na parte do exame que consta "Valor de Referência" há várias opções a depender do laboratório: negativo, positivo, inconclusivo e por semanas de gestação.

Se o seu exame está escrito: Resultado Positivo, significa que o nível de hormônio HCG está elevado, significando gravidez (o mais comum) ou outras situações que o/a médico/a poderá lhe informar.

Não existe exame com resultado positivo e negativo ao mesmo tempo. Se o exame é positivo, ele é enquadrado no valor de referência positivo. Provavelmente, isso pode ser um erro do laboratório ou erro na leitura que a pessoa está fazendo. Vale a pena entregar o exame Beta-HCG para que um/a médico/a avalie e converse com você o resultado real e, se for o caso, solicite outro exame.

Você pode se informar melhor em:

Resultado do exame de gravidez beta-hcg

Para que serve o exame transvaginal?

O exame transvaginal serve para o médico visualizar, com maior proximidade e nitidez, estruturas e órgãos pélvicos como o útero, os ovários, o colo do útero e as trompas, sendo utilizado para avaliar a espessura do endométrio; sangramento uterino; presença de massa pélvica (mioma, câncer); anomalias no útero; localização do DIU; avaliação da gravidez e auxiliar as técnicas de reprodução assistida.

Na gravidez, o exame (ecografia ou ultrassom) transvaginal é feito nos primeiros 3 meses para saber a idade gestacional, excluir a possibilidade de gravidez ectópica, diagnosticar gestação múltipla, avaliar a vitabilidade ovular e do colo do útero. Entre a 10ª e a 13ª semana, permite diagnosticar malformações fetais e rastrear alterações cromossômicas.

A partir do segundo trimestre o exame feito é o ultrassom abdominal e não mais o transvaginal.

Quem realiza o exame transvaginal é o/a médico/a radiologista ou ultrassonografista.

Fiz exame de preventivo e o resultado foi o seguinte: ...

Exame negativo para câncer de colo do útero e demonstra a presença de uma infecção vaginal. Deve ir ao ginecologista, ou outro médico para fazer o tratamento.

Fiz exame de urina e o resultado dos leucócitos está elevado. O que pode ser?

Leucócitos altos no exame de urina geralmente é sinal de infecção urinária. Os leucócitos, também conhecidos como glóbulos brancos, são células de defesa do sistema imunológico.

Níveis elevados de leucócitos na urina normalmente indicam que há alguma inflamação no trato urinário, que pode ou não ser causada por algum agente infeccioso.

Algumas possíveis causas de leucócitos altos na urina:

  • Infecção urinária, causada na maioria das vezes pela bactéria Escherichia coli;
  • Tuberculose do trato urinário;
  • Infecção por outros micro-organismos, como fungos e vírus;
  • Nefrite e glomerulonefrite (inflamação dos rins);
  • Cálculos renais (pedra nos rins);
  • Uso de substâncias irritantes;
  • Câncer.

Os valores normais de leucócitos no exame de urina devem estar abaixo de 10.000/ml. Acima desse valor é considerado leucocitúria.

Se a leucocito-esterase e o nitrito estiverem positivos, é provável que seja infecção urinária.

A presença de hemácias (glóbulos vermelhos) e proteína na urina pode indicar inflamação nos rins ou cálculos renais.

Cabe ao médico que solicitou o exame de urina interpretar os resultados, de acordo com os sinais e sintomas apresentados, além de outros exames que podem ter sido solicitados.

Leia também: Nível de leucócitos alto pode indicar uma infecção grave?

Fiz o exame Papanicolau, o resultado foi... O que significa?

O resultado desse exame é normal (nenhuma alteração, além do esperado), é claro que essa é uma avaliação parcial, tendo em vista que um exame é só parte de um processo, o mais importante são as suas queixas aliadas com o exame físico do médico e amparado nos resultados do exames (somando tudo isso), é que se pode ter uma resposta completa e definitiva. Vá ao médico e mostre esse exame para ele.

Fiz um exame de sangue e o resultado para o TGP...

TGP elevado significa algum tipo de inflamação no fígado (hepatite), mas como o resultado só está um pouco elevado o ideal seri repetir em alguns dias, ou a critério do seu médico em conjunto com a avaliação dele, solicitar até outros exames.

No exame de sangue TSH ultra-sensível, o que significa "confirmado" nas observações?

"Confirmado" que vem escrito abaixo do resultado do exame TSH significa que a amostra de sangue foi testada e submetida mais de uma vez ao aparelho para confirmar o valor. Ou seja, o resultado apresentado em números foi verificado.

O valor de referência do TSH é entre  0.5 e 5.0 mU/L. A pessoa que tem seu resultado com número dentro desse intervalo apresenta o TSH normal. 

Todo exame de sangue deve ser interpretado a partir da correlação com os aspectos clínicos do/a paciente. Procure o/a médico/a que solicitou os exames para continuar a avaliação.

Para informações:

O que é o exame TSH ultra sensível?  

Quais são os valores normais do exame TSH?

Os valores mais comumente aceitos estão entre 0,5 e 5,0 µUI/mL, porém isso pode variar em função do método utilizado pelo laboratório.

Por isso, somente o médico que solicitou a coleta do exame pode interpretar corretamente os resultados obtidos.

Como é feito o exame transvaginal?

O exame transvaginal é feito com a mulher deitada na maca em posição ginecológica, com as pernas um pouco abertas e dobradas sobre um apoio. O/a médico/a ultrassonografista introduz uma sonda, revestida por um preservativo e gel lubrificante, na vagina da paciente.

A sonda do ultrassom transvaginal transmite as informações para um computador, onde é possível ver as imagens dos órgãos e estruturas pélvicas, como ovários, útero e trompas. O laudo é emitido juntamente com as imagens ecográficas impressas, que serão interpretadas pelo/a médico/a que solicitou o exame.

O exame transvaginal pode ser um pouco incômodo mas não dói. É um exame rápido que pode ser feito mesmo com a presença de sangramento, sendo contraindicado se a mulher for virgem, e nesse caso ela deverá informar à/ao médica/o que irá fazer o ultrassom abdominal.

Leia também: A bexiga deve estar cheia para fazer o exame transvaginal?