Perguntar
Fechar

Sangue

O que quer dizer quando meu exame de sangue diz...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não é para você entender, seu médico deve interpretá-lo e então dizer a você o que significa baseado em suas queixas e exame físico. Não posso te ajudar porque você não disse que exame que é e por quais motivos fez.

Fiz doação de sangue e nos exames constaram: HTLV?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O HTLV é um vírus, parente do HIV, mas fique tranquila que mais de 90% dos adultos infectados não vão desenvolver nenhuma doença relacionada ao vírus, as principais doenças relacionadas a esse vírus são imunodeficiência, doenças neurológicas e linfoma.

Quem teve trombose pode doar sangue?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. Quem teve trombose arterial ou tem trombose venosa recorrente não pode doar sangue.

Essas duas situações são causas de inaptidão definitiva para doação de sangue. Ou seja, quem já teve trombose arterial ou tem trombose venosa recorrente não pode doar sangue.

A trombose é uma situação em que ocorre o desprendimento de um coágulo sanguíneo que se desloca e obstrui algum vaso sanguíneo, impedindo a circulação do sangue e o provimento de nutrientes para o órgão afetado. A trombose pode ser arterial ou venosa a depender da origem do trombo desprendido.

Existem ainda outros critérios que determinam quem pode ou não ser doador de sangue, estabelecidos pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Em caso de dúvidas, consulte um Hemocentro mais próximo de você.

Doar sangue engorda ou emagrece?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A doação de sangue não interfere no peso da pessoa, por isso, quem doa sangue não engorda nem emagrece em decorrência do procedimento. 

Durante a doação de sangue, aproximadamente 450 mL de sangue é retirado da pessoa. Após a doação, o organismo é capaz de recuperar esse volume doado, repondo as células sanguíneas e voltando aos padrões hematológicos anteriores. Essa quantidade de sangue perdida não é capaz de provocar a redução ou aumento no peso da pessoa. Portanto, doar sangue não engorda nem emagrece. 

A doação de sangue é uma atitude voluntária e altruísta que depende exclusivamente da disposição da pessoa em doar sangue. Essa atitude pode salvar vidas e deve ser feita com o exclusivo objetivo de doar sangue e não com outros fins como perder, ganhar peso e investigar doenças sexualmente transmissíveis. 

Se você deseja engordar ou emagrecer, procure um profissional de saúde adequado como médico/a de família, clínico geral ou nutricionista. 

Meu irmão fez exames sangue e queria saber o que significa?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Leve aumento das bilirrubinas e transaminase pirúvica, também, levemente aumentada. Geralmente estes tipos de alterações estão associadas com inflamação no fígado.

Quem teve meningite pode doar sangue?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim, quem teve meningite pode doar sangue. Porém, é preciso esperar 6 meses após a cura total da meningite e não ter nenhuma sequela para fazer a doação de sangue.

Pessoas que receberam vacina contra meningite devem esperar 48 horas para poder doar sangue.

Em relação a doenças, não pode doar sangue quem:

  • Tem ou já teve teste positivo para HIV;
  • Teve hepatite depois dos 10 anos de idade;
  • Já teve malária;
  • Tem doença de chagas;
  • Teve algum tipo de câncer;
  • Tem doenças graves no pulmão, coração, rins ou fígado;
  • Tem problemas de coagulação sanguínea;
  • Tem diabetes com complicações vasculares ou que utiliza insulina;
  • Teve tuberculose extrapulmonar;
  • Já teve elefantíase;
  • Já teve hanseníase;
  • Já teve leishmaniose visceral;
  • Já teve brucelose;
  • Já teve esquistossomose hepatoesplênica;
  • Fez transplante de órgãos ou de medula.

Existem ainda outros critérios que determinam quem pode ou não ser doador de sangue, estabelecidos pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Em caso de dúvidas, consulte um Hemocentro mais próximo de você.

Ao fazer necessidades sai sangue, posso estar com câncer?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Não necessariamente, o sangramento nas fezes pode ter diversas causas, tumores não são a única causa de sangramento. Existem causas benignas como fissuras anais ou hemorroidas e causas de maior gravidade como câncer de cólon.  Além dessas também podem ser citadas a Doença diverticular, a angiodisplasia ou mesmo a Doença de Crohn.

Para definir o motivo do sangramento retal é importante avaliar a quantidade e o aspecto do sangramento. Geralmente o sangramento em pequena quantidade, de uma coloração mais viva, que é notado no papel higiênico se deve a causas como hemorroidas ou fissuras anais. Tumores retais também podem causar esse tipo de sangramento.

Já quando o sangramento é mais intenso e abundante pode tratar-se de câncer, de angiodisplasias, doença diverticular ou doença inflamatória intestinal.

Quando as fezes apresentam sangue digerido, ou seja, de coloração bem escura e odor fétido geralmente a causa se deve a afecções do tubo digestivo em porções mais altas como esôfago, estômago ou duodeno.

O diagnóstico das doenças que podem causar esse tipo de sangramento depende da história clínica, do exame físico e muitas vezes de exames complementares como a colonoscopia, exame que visualiza o interior do cólon.

Caso esteja apresentando sangramento retal consulte o seu médico de família ou clínico geral para uma avaliação e diagnóstico preciso. 

Pode também ser do seu interesse:

Tive um sangramento anal, o que pode ser?

Quem toma anticoncepcional pode doar sangue?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim. Quem toma anticoncepcional pode doar sangue.

O uso de anticoncepcional não é impedimento para doação de sangue.

O hormônio contido no anticoncepcional não afeta a doação de sangue. Por isso, a mulher que toma anticoncepcional pode doar sangue regularmente.

A doação de sangue é uma prática muito importante que pode salvar vidas. Se você tem entre 18 e 69 anos de idade, acima de 50 Kg, procure um Hemocentro próximo de você para maiores informações.

Leia também:

De quanto em quanto tempo posso doar sangue?

A mulher pode doar sangue estando menstruada? 

Estou 5 meses de gestação e está saindo uns raios de sangue?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não isso não é normal, porém nem sempre significa algo que seja importante ou grave, converse com o médico que está fazendo seu pré-natal sobre isso.

Grávida pode doar sangue?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. Grávida não pode doar sangue.

Gravidez é uma situação temporária de impedimento para a doação de sangue. Durante a gestação, ocorrem algumas alterações no sangue da mulher. A grávida possui um maior volume plasmático, uma alteração na massa das células vermelhas e, por consequência, uma anemia fisiológica. Essa adaptação é feita para garantir o fornecimento de nutrientes para o feto e seu crescimento e desenvolvimento adequado.

Com a doação de sangue, o organismo precisa repor os nutrientes e as células sanguíneas. E, durante a gravidez, esse período pode não ser suficiente, prejudicando o aporte sanguíneo para a mulher e o feto.

A mulher grávida não deve doar sangue e precisa realizar suas consultas de rotina do pré-natal.

Leia também: 7 Coisas que uma Grávida Não Deve Fazer

Sou fisioterapeuta e hoje encostei no sangue da paciente...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

A pele "sem ferimento" mesmo em contato direto com sangue não funciona como porta de entrada e de contágio para a maioria das doenças. Toxoplasmose não pega assim, principalmente porque a sua paciente já teve e não tem mais.

Quais os riscos de uma transfusão de sangue?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

As transfusões de sangue que ocorrem atualmente são muito seguras e o receptor apresenta riscos mínimos de adquirir alguma infecção.

Mas como todo procedimento médico, a transfusão de sangue pode apresentar algumas complicações de imediato e no futuro, entre elas:

  • Reação febril;
  • Reação alérgica;
  • Contaminação bacteriana;
  • Incompatibilidade de tipo sanguíneo;
  • Hipotermia;
  • Alteração eletrolítica (hiper ou hipocalemia, hipocalcemia);
  • Doenças infecciosas.

Em geral, essas complicações são manejadas de imediato ou no acompanhamento realizado pelo/a paciente.

Leia também:

Existem tipos de sangue incompatíveis?

Tipos de sangue.

A partir de que idade se pode doar sangue?

Em 31/05/2015, o Ministério da Saúde lançou uma plataforma digital para monitorar com mais precisão os procedimentos de transfusão de sangue e garantir a melhoria do processo de vigilância nos centros de hemoderivados.

Os vírus e bactérias conhecidos atualmente são barrados durante o processamento do sangue e antes da transfusão. Sabemos que novos vírus e micro-organismos podem surgir, por isso, a transfusão de sangue é indicada nos casos de real necessidade para salvar a vida da pessoa.