Perguntar
Fechar

Dieta para Emagrecer

Tomar vinagre para emagrecer faz mal?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Tomar vinagre para emagrecer pode fazer mal à saúde, pois o vinagre é muito ácido e, em excesso, pode irritar a gargante, o estômago e até ferir as mucosas, causando azia e dor de estômago.

Além disso, não existem evidências científicas de que o consumo de vinagre antes das refeições ajuda a emagrecer, como sugere a dieta do vinagre.

O vinagre de maçã tem sido muito usado em dietas de perda de peso, pois há indícios de que o ácido acético, principal componente do vinagre, tenha ação termogênica acelerando o metabolismo.

Outros supostos benefícios atribuídos ao vinagre é a diminuição da absorção de carboidratos e o prolongamento da sensação de saciedade, o que também poderia contribuir para o emagrecimento.

Contudo, mesmo que o vinagre tenha propriedades que interfiram no metabolismo e ajude a emagrecer, a perda de peso só será possível através da alimentação balanceada, com baixas calorias, de preferência associada a exercícios físicos.

Leia também: O que fazer para emagrecer?

Não existe nenhum alimento capaz de fazer emagrecer por si só. Mesmo os alimentos termogênicos, que de fato aceleram o metabolismo, como a canela e o chá verde, não são capazes de produzir uma perda de peso perceptível na balança.

Se pretende emagrecer de forma saudável, consulte um profissional nutricionista para seguir um plano alimentar personalizado, adequado às suas necessidades calóricas e nutricionais.

Também podem lhe interessar:

7 Erros que Você não Pode Cometer se Quer Emagrecer

Tomar termogênico faz mal?

Como funciona a dieta do HCG?

A dieta do HCG consiste em aplicações de injeções do hormônio HCG associadas a uma dieta com pouquíssimas calorias (cerca de 500 Kcal/dia). O programa completo da dieta tem 26 dias de duração, com 3 injeções diárias de HCG.

Nos 2 primeiros dias, não existe nenhuma restrição alimentar. A partir do 3º dia de tratamento, a dieta começa, com apenas 500 calorias por dia. Açúcar e carboidratos (pães, massas, arroz, batata) estão proibidos.

Atividades físicas intensas não são indicadas durante a dieta do HCG, pois o corpo já estará queimando muito mais calorias do que aquelas que são ingeridas.

O que é o HCG e como ele atua na dieta?

O HCG (sigla em inglês para Gonadotrofina Coriônica Humana) é um hormônio produzido pelo corpo durante a gravidez. Dentre as suas funções está a de utilizar a gordura corporal e os seus nutrientes para alimentar o feto em desenvolvimento.

A forma sintética do hormônio HCG é aprovada pela ANVISA para ser utilizada no tratamento da infertilidade e não para emagrecer.

Veja também: Remédios para emagrecer

Segundo os médicos que utilizam a dieta do HCG, a substância "engana" o organismo, que começa a funcionar como se a mulher estivesse grávida.

Assim, o corpo começa a queimar gordura, principalmente nos locais onde ela se acumula mais, como barriga, braços e coxas, preservando a massa magra (músculos).

Outra justificativa para usar o HCG é que ele ajudaria a combater a fome e a manter o suprimento de nutrientes para o corpo, de maneira que a pessoa não se sinta fraca.

A dieta do HCG funciona?

A dieta do HCG funciona, porque qualquer adulto que tenha uma dieta com apenas 500 calorias por dia irá emagrecer.

Porém, não existe comprovação científica de que o hormônio seja especificamente eficaz na perda de peso.

Na realidade, as evidências indicam que o HCG não tem nenhum efeito no emagrecimento. Toda a perda de peso é devida à restrição calórica.

Isso significa que a pessoa pode estar emagrecendo apenas devido à dieta pobre em calorias e não pelas injeções de HCG.

Além disso, uma restrição alimentar tão severa fará com que o corpo utilize as proteínas dos músculos e até órgãos, o que é contraindicado e pode trazer riscos para a saúde, embora os defensores do método garantam que o hormônio preserva a massa magra.

Leia também: A dieta do HCG faz mal à saúde? Quais os riscos?

Mesmo assim, ainda que a dieta funcione, o emagrecimento rápido não permite que a pessoa crie novos hábitos alimentares para manter o peso perdido.

A melhor e mais indicada dieta para emagrecer é aquela que promove uma reeducação alimentar, baseada numa dieta balanceada associada à atividade física.

É importante ressaltar que a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e a Associação Brasileira para Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO) não reconhecem a eficácia do método e considera que a dieta do HCG pode inclusive trazer sérias consequências ao paciente.

Para maiores esclarecimentos, consulte um médico endocrinologista.

Qual é a dieta para emagrecer mais indicada para meu caso?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

A melhor dieta para você é aquela que foi especialmente preparada para você por um nutricionista e sempre é importante ter a aprovação do seu cardiologista, mas neste caso acredito que ele vai te apoiar, é realmente importante que você emagreça.

Cafeína estimula o apetite?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Em geral, a cafeína não estimula o apetite. Na maioria das pessoas a cafeína inclusive diminui o apetite. Porém, existem pessoas em que a cafeína por causar mais ansiedade e agitação, pode levar ao aumento da fome, ou "vontade de comer".

Portanto, cientificamente podemos dizer que a quantidade normalmente consumida de cafeína por dia, através do café, não altera o apetite a curto prazo.

Sabendo que o mecanismo de controle do apetite é bastante complexo e engloba diversos sistemas orgânicos, muitos estudos vêm se dedicando na compreensão da ação da cafeína nesse sistema.

Uma das formas descritas como ação da cafeína no controle do apetite, é o aumento da produção de um dos hormônios responsáveis por inibir o apetite quando em níveis elevados no sangue, o Peptídeo YY (PYY), entretanto esse aumento é mais evidente no café descafeinado (sem cafeína), o que sugere que existem mais substâncias capazes de interferir nesse metabolismo.

A cafeína é também um potente estimulante do sistema nervoso central, que aumenta o gasto energético do corpo e favorece a queima de gordura, justificando sua indicação nas dietas para redução de peso.

O uso de cafeína em cápsulas com o objetivo de emagrecer deve ser feito sob orientação de um profissional, nutrólogo ou nutricionista, devido aos riscos de efeitos colaterais como taquicardia, problemas vasculares e de pressão arterial.

Leia também:

Cafeína durante a gravidez faz mal?

Cafeína tira a dor de cabeça?

A dieta do HCG faz mal à saúde? Quais os riscos?

Sim, a dieta do HCG faz mal à saúde, pois o uso do hormônio HCG aumenta o risco de coágulos, depressão, além de poder alterar os níveis dos hormônios sexuais em homens e mulheres, trazendo graves consequências para a saúde, tais como:

  • Ciclos menstruais irregulares;
  • Sangramento vaginal;
  • Aumento das mamas;
  • Cistos no ovário;
  • Dor nas mamas;
  • Coágulos sanguíneos, que podem levar à embolia pulmonar;
  • Diminuição da produção de esperma e infertilidade (homens);
  • Dor de cabeça;
  • Depressão;
  • Aumento do risco de câncer de mama a longo prazo.

Além dos riscos associados ao uso do hormônio HCG, a dieta com baixíssimas calorias (cerca de 500 Kcal/dia) também provoca diversos efeitos colaterais. Entre os mais comuns estão:

  • Fraqueza;
  • Cansaço;
  • Tontura;
  • Dor de cabeça;
  • Irritabilidade.

Outros problemas que podem surgir são os cálculos biliares e as arritmias cardíacas.

A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO) afirmam que o uso do HCG para emagrecer não tem nenhuma eficácia, uma vez que não há evidências científicas que comprove o seu efeito no tratamento da obesidade.

A SBEM e a ABESO também consideram que o tratamento com HCG pode ser prejudicial para os pacientes, por apresentar potenciais riscos para a saúde.

Para maiores esclarecimentos sobre os riscos da dieta do HCG para a saúde, fale com um médico endocrinologista.

Leia também: Como funciona a dieta do HCG?

Vinagre de Maçã tem  benefícios para a saúde? Como usar?
Dra. Juliana Guimarães
Dra. Juliana Guimarães
Doutora em Saúde Pública

O vinagre de maçã é benéfico à saúde quando usado de forma correta, com as devidas orientações por profissionais da área, e tem diversas aplicações terapêuticas. É feito a partir da fermentação alcoólica de um carboidrato, seguido da fermentação secundária por ácido acético.

É rico em vitaminas (vitamina A, C, E e do complexo B), minerais (potássio, fósforo, cálcio e magnésio) e pectina (fibra solúvel de algumas frutas). Não possui conservantes.

Embora alguns estudos confirmem o uso do vinagre, entre eles, o vinagre de maçã para fins emagrecimento, controle de glicemia e redução de gordura ainda são necessários mais pesquisas que esclareçam seus mecanismos.

Como o Vinagre de Maçã atua?

O ácido acético, presente no vinagre de maçã, influencia na sensibilidade da célula à insulina. Faz com que o receptor de insulina da célula fique mais susceptível à insulina para que ela se acople mais facilmente. Este mecanismo faz com que a glicose livre no sangue, entre na célula. Assim, o sangue fica mais limpo de açúcar.

Benefícios do Vinagre de Maçã1. Melhora os níveis de glicose no sangue

O ácido acético reduz o nível de glicose no sangue, fazendo com que este açúcar entre nas células e seja metabolizado em seu interior. Muito benéfico em caso de diabetes tipo 2, que é aquele que a pessoa desenvolve diabetes em uma idade mais avançada e que não é dependente de insulina.

2. Favorece o emagrecimento

O vinagre de maçã reduz a quantidade de açúcar no sangue. Se há menos açúcar diluído no sangue, menos açúcar será acumulado no corpo em forma de gordura. Além disso, o ácido acético promove a quebra das células de gordura já armazenadas no organismo, o que chamamos de lipólise. Segundo alguns estudos, o ácido acético evita o estoque de gordura e ajuda a eliminar a gordura presente no corpo, o que promove o emagrecimento.

Este mecanismos ainda necessitam de mais aprofundamento.

3. Reduz a Pressão Arterial

Para as pessoas hipertensas, o vinagre de maçã ajuda a reduzir a pressão arterial por não ter sódio. O sódio está entre as substâncias mais prejudiciais para quem tem pressão arterial elevada por contribuir no aumento dos níveis pressóricos. O vinagre de maçã é rico em potássio, que ajuda a regular os níveis de sódio e regularizar a pressão arterial.

4. Ajuda a diminuir a absorção de carboidratos pelo trato gastrointestinal

A pectina é uma fibra que faz com que os carboidratos sejam absorvidos em menor quantidade pelos intestinos. Esta ação também favorece o emagrecimento.

5. Auxilia no controle do colesterol

A pectina, fibra solúvel presente no vinagre de maçã, aumenta a excreção de gordura pelas fezes, auxiliando no controle do colesterol ruim (LDL)..

6. Promove a produção de enzimas digestivas

Na medida em que a idade avança, nós produzimos menos enzimas digestivas e o vinagre da maçã faz com esta produção aumente. Isto faz com que o intestino funcione melhor. Assim, os alimentos são melhor aproveitados e os problemas digestivos são reduzidos.

7. Funciona no combate a infecções

O vinagre de maçã pode ser usado para gargarejos em quem tem amigdalites de repetição, pois também tem ação de antibiótico natural pela presença do ácido málico.

Como usar o vinagre de maçã
  • Use um vinagre de maçã orgânico com acidez em torno de 4%.
  • Você deve diluir 2 colheres de sopa em 200 ml de água.
  • Deve tomar em torno de 2 copos ao dia, antes das principais refeições (almoço e jantar).
  • Evitar usar em jejum por causa da acidez do vinagre de maçã.
Contraindicações

O uso do vinagre de maçã é contraindicado para quem tem:

  • Desgaste do esmalte dos dentes
  • Gastrite
  • Úlcera
  • Esofagite

Quem tem estes problemas, não deve usar vinagre de maçã por causa da sua acidez.

Antes de iniciar o uso, converse com um nutricionista ou médico nutrologista.

Saiba mais em: Tomar vinagre para emagrecer faz mal?