Perguntar
Fechar
Está saindo um líquido esverdeado do pênis, o que seria?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Pode ser infecção na uretra, chamada uretrite.

Uretrite

A uretrite é uma infecção no canal da uretra, por onde é excretada a urina. Os principais agentes causadores da doença são a Neisseria gonorrhoeae (gonorreia) e Chlamydia trachomatis, ambas são transmitidas pela via sexual.

Os sintomas se iniciam poucos dias após a contaminação, entre 5 e 7 dias. As queixas são principalmente de ardência e incômodo ao urinar, dor e secreção. A secreção pode ser amarelada ou esverdeada, que chega a sujar a roupa e com mau cheiro.

O diagnóstico é baseado na história, geralmente com relato de relação sexual desprotegida, associado ao exame médico e por vezes pode ser solicitado exames laboratoriais.

O tratamento é realizado com a administração de antibióticos orais específicos. Todo caso de uretrite, deve ser realizado tão logo for possível, porque a infecção pode avançar para outros órgãos, promovendo sequelas como estenose de uretra, infecção renal, além do risco de contaminar outras pessoas.

Leia também: Uretrite: Quais os sintomas e possíveis complicações?

Contudo as uretrites podem ser causadas por outros germes, como fungos, vírus e protozoários.

O médico especialista para avaliação e tratamento nesses casos é o urologista. Na presença desses sintomas agende uma consulta.

Pode lhe interessar também: O que pode causar uretrite?

Meu marido toda vez que ele come peixe fora de casa...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

1 - Só há uma coisa a fazer nesse caso: ele não comer peixe fora de casa; (que coisa esquisita, é uma característica bem estranha e peculiar); o ideal é ver de uma forma geral a alimentação do seu marido anda muito "ruim", o ideal nesses casos é reduzir as carnes e alimentos poucos saudáveis por alimentos mais saudáveis, principalmente de origem vegetal (isso pode ajudar a reduzir esse cheiro);

2 - O que o seu marido e você provavelmente têm é uma infecção por um germe chamado Gardnerella (é o mais provável) podem ser outros germes que também causam esses tipos de sintomas, precisam ir ao médico e tratar (tratamento para os dois).

Problemas com desejo sexual, ereção ou ejaculação!
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Estes assuntos são cuidados por um médico chamado Urologista, que inclui problemas em Pênis, Testículos, Bolsa Escrotal, Próstata, ou seja, tudo relacionado ao aparelho reprodutor masculino e o urologista também cuida de tudo que esteja relacionado ao aparelho urinário tanto masculino como feminino.

1 - Tenho dificuldade de ereção, o que é? O que devo fazer?

Dificuldade com ereção é a chamada impotência sexual, que na maioria das vezes em jovens e adultos está relacionado com problemas de ordem emocional (existem outras causas, mas essa é a principal). Nestes casos deve procurar ajuda de um Urologista.

2 - Tenho falta de desejo sexual, o que é? O que devo fazer?

Falta de desejo sexual, na maioria das vezes em jovens e adultos está relacionado com problemas de ordem emocional (existem outras causas, mas essa é a principal). Nestes casos deve procurar ajuda de um Urologista.

3 - Tenho dificuldade de ereção somente com minha esposa ou namorada, se me masturbo ou fora de casa é normal, o que é? O que devo fazer?

Dificuldade com ereção é a chamada impotência sexual, que na maioria das vezes em jovens e adultos está relacionado com problemas de ordem emocional (existem outras causas, mas essa é a principal). Nestes casos deve procurar ajuda de um Urologista.

4 - Tenho facilidade para ejacular, não consigo segurar é muito rápido, o que é? O que devo fazer?

Isso chama-se ejaculação precoce, geralmente está relacionado com problemas de ansiedade e falta de auto-controle. Deve procurar um Urologista. Treinamento, psicoterapia e/ou remédios controlam isso muito bem.

5 - Quanto tempo é o normal levar para ejacular?

Não existe um tempo específico, porque tudo depende do tempo que a mulher leva para se satisfazer.

6 - Tenho dor na hora de ejacular, o que é? O que devo fazer?

Isso chama-se ejaculação dolorosa, existem muitas causas, deve procurar um Urologista.

Quais remédios e o que posso fazer para aumentar a quantidade de sêmen?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

O aumento da quantidade de sêmen e esperma pode ser feito com uso de um medicamento chamado Proviron® e/ou suplementos como zinco, vitamina C, cálcio e vitamina D. Tanto os medicamentos como os suplementos devem ser usados sob recomendação médica, de acordo com cada causa.

Além disso, algumas medidas simples como a prática de atividade física e hábitos alimentares saudáveis podem ser adotadas para aumentar a quantidade de sêmen.

1. Proviron®

Proviron® (mesterolona) aumenta o número e melhora a qualidade dos espermatozoides e do sêmen, o que aumenta a fertilidade masculina. É apresentado em comprimidos de 25 mg e a forma de uso e a duração do tratamento devem ser determinados por um médico de família ou urologista.

2. Zinco e ácido fólico

O zinco e o ácido fólico podem amentar a concentração do sêmen, bem como a produção de espermatozoides.

A falta de zinco está associada a baixos níveis de testosterona, o que leva à má qualidade do sêmen e aumento da infertilidade masculina. Portanto, o uso de cápsulas de zinco pode aumentar a quantidade de sêmen.

O ácido fólico ou folato, igualmente colabora para a produção do sêmen e da sua qualidade.

3. Vitamina C

O consumo de vitamina C aumenta a produção de testosterona, o que provoca o aumento da quantidade de sêmen e melhora a produção e o vigor dos espermatozoides.

4. Vitamina D e cálcio

A deficiência de vitamina D e cálcio podem interferir na saúde do sêmen. Nestes casos, se recomenda suplementos de vitamina D e uma alimentação rica em cálcio como, por exemplo, brócolis, espinafre, queijo, leite e sardinha.

Tanto a vitamina D como o cálcio ajudam a aumentar a qualidade de esperma e a tratar a infertilidade masculina.

O que posso fazer para aumentar a quantidade de esperma?

Alguns hábitos e medidas simples podem ajudar a quantidade de esperma e você pode realizá-las no seu dia a dia. Estas medidas incluem:

  • Alimente-se com alimentos ricos em vitamina A, C, E, zinco e ômega 3: cenoura, manga, mamão, espinafre, brócolis, laranja, limão goiaba, salmão sardinha, abacate, atum e amendoim são alguns exemplos.
  • Pratique atividade física,
  • Evite fumar e ingerir bebidas alcoólicas,
  • Busque reduzir ou evitar as situações de estresse e
  • Durma bem.
Quantidades normais de sêmen e espermatozoides no espermograma

O volume de sêmen normal em uma ejaculação, deve ser igual ou superior a 1,5 ml. Já a quantidade de espermatozoides deve ser superior a 15 milhões/ml de esperma.

O exame capaz de detectar a quantidade de sêmen e espermatozoide é o espermograma.

Para saber mais sobre sêmen, você pode ler:

Como aumentar a quantidade de esperma?

Qual a causa provável de diminuição abrupta de esperma?

Ejaculo pouco esperma, pode dificultar ter filhos?

O homem pode ter o esperma fraco?

Quais as causas do esperma grosso e como resolver?

Referências

Bradley D Anawalt, et cols. Approach to the male with infertility. UpToDate: May 13, 2019.

Sociedade Brasileira de Urologia – SBU.

PSA alterado: quais os sintomas e o que pode ser?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

PSA alterado (elevado) pode ser sintoma de alguma doença ou problema na próstata, como câncer, infecção, hiperplasia (crescimento) benigna ou traumatismo na mesma. A idade pode ser um fator isolado para esse aumento da taxa no sangue.

A causa mais comum de aumento de PSA no sangue, é a hiperplasia prostática benigna (HPB).

Normalmente, um PSA acima de 4,0 ng/ml pode significar câncer de próstata, embora isso não seja suficiente para a confirmação da doença. Neste caso, o paciente deve ser submetido ao toque retal e a uma ultrassonografia. Dependendo do resultado, pode ser necessário ainda uma biópsia prostática, e então definir o diagnóstico e tratamento.

Contudo, cerca de 17% dos homens com câncer de próstata não apresentam PSA alterado, daí ser fundamental a realização do exame de toque retal nos períodos sugeridos pelo sistema de saúde e médico/a urologista assistente.

Veja também: Como é feito o exame de próstata?

O PSA (Antígeno Prostático Específico) é uma substância produzida pela próstata e que circula normalmente pela corrente sanguínea. Alterações na próstata provocam um aumento da liberação desse antígeno no sangue através dos vasos e tecidos linfáticos que atravessam a próstata.

O exame de PSA associado ao toque retal é a forma mais eficaz de diagnosticar precocemente o câncer de próstata.

Saiba mais em:

Quais são os valores de referência do PSA?

Como é feito o exame PSA livre?

Como aumentar a contagem de esperma?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Ainda não há formas de aumentar a contagem de esperma. Contudo, existem alguns cuidados e medidas que podem ajudar a melhorar a qualidade do esperma, pois combatem fatores que prejudicam a produção de espermatozoides:

  • Praticar exercícios físicos: A falta de atividade física e a obesidade favorecem o desequilíbrio hormonal, prejudicando a formação dos espermatozoides. Se recomenda pelo menos 30 minutos de exercícios, 4 vezes por semana;
  • Não fumar: As toxinas presentes no cigarro também interferem na produção de gametas;
  • Diminuir a ingestão de bebidas alcoólicas: Se recomenda reduzir ao máximo o consumo de álcool, uma vez que não existe uma dose mínima indicada;
  • Diminuir ou evitar o estresse: O estresse constante também pode causar desequilíbrio hormonal. Os exercícios físicos podem ser uma boa forma de aliviar o estresse;
  • Dormir bem: O sono regula o funcionamento do organismo. O número de horas ideal varia para cada pessoa, mas a recomendação normalmente é de 7 a 8 horas por noite (Leia também: 10 Dicas para Melhorar a Qualidade do Sono);
  • Ter uma alimentação adequada: Se recomenda uma alimentação balanceada, sobretudo rica em vitaminas e nutrientes relacionados com a produção de espermatozoides, como vitaminas A, C e E, zinco e ômega 3.

Dentre as principais causas para a baixa qualidade do sêmen estão:

  • Obesidade;
  • Estresse;
  • Consumo de bebidas alcoólicas;
  • Uso de drogas como cocaína e crack;
  • Tabagismo;
  • Poluição do ar;
  • Alimentação inadequada;
  • Falta de atividade física.

Esses fatores prejudicam a produção de espermatozoides de diversas formas, podendo interferir na contagem de esperma, por isso devem ser evitados.

Consulte um médico de família, clínico geral ou urologista para maiores esclarecimentos.

Também podem lhe interessar:

Como aumentar a contagem de esperma?

Sêmen ralo é sinal de infertilidade?

Entendendo os Resultados do Espermograma

7 causas de esperma grosso e como resolver

Referência

Sociedade Brasileira de Urologia – SBU.

O que é fimose, como é a cirurgia e quando deve ser feita?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A fimose ocorre quando não é possível retrair o prepúcio (camada de pele que recobre e protege a cabeça do pênis) e expor completamente a glande, ou seja, a glande não fica exposta mesmo se o pênis estiver ereto.

A formação do prepúcio começa logo nas primeiras semanas de desenvolvimento do feto. Desde o nascimento até os primeiros anos de vida do homem, o prepúcio encontra-se aderido à glande, o que é normal (fimose fisiológica).

A medida que a criança cresce, a região interna vai se desprendendo da glande de forma gradual, até ser totalmente retrátil quando o pênis está ereto.

Não se deve forçar o descolamento do prepúcio nas crianças, pois o mesmo ocorre naturalmente com o passar dos anos. Em 90% dos meninos, a fimose fisiológica desaparece nos três primeiros anos de vida.

Quando a fimose pode aparecer? Desde o nascimento

Uma fimose que não desapareceu nos primeiros anos de vida e que não pode, portanto, ser considerada fisiológica. Há homens que nascem com o anel do prepúcio (abertura) muito estreito, o que impossibilita a retração da pele mesmo após o descolamento do prepúcio nos primeiros anos de vida.

A fimose também pode ser provocada quando os pais tentam forçar a retração do prepúcio, causando lesões e formando cicatrizes que perpetuaram a fimose;

Idade adulta

A fimose adquirida surge em adultos que não tinham fimose quando criança, mas que devido a infecções ou traumas no pênis formaram-se cicatrizes que causaram aderência do prepúcio, impedindo sua retração.

Normalmente, esse tipo de fimose acontece por má higienização do pênis, o que favorece o acúmulo de secreções e proliferação de bactérias dentro do prepúcio.

Em que idade a circuncisão é indicada?

Não há uma resposta correta para essa pergunta. A cirurgia de fimose apresenta benefícios porém pode apresentar potenciais riscos. Por isso, a indicação da cirurgia de correção da fimose (postectomia) deverá levar em conta aspectos como infecções urinárias de repetição e o tipo da fimose (primária ou secundária). É muito importante a avaliação médica que levará em conta todos esses aspectos juntamente com a família.

Como é feita a cirurgia de fimose?

A circuncisão é feita com anestesia local e consiste na retirada do prepúcio. O procedimento cirúrgico tem um tempo médio de duração de uma hora.

Após a cirurgia, é aplicado um curativo e o pênis encontra-se inchado. É comum ocorrer desconforto ao urinar no pós-operatório da circuncisão. Nesse período, recomenda-se manter a glande afastada da fralda ou da roupa.

Veja também: Cirurgia de fimose causa aumento ou perda de sensibilidade na glande?

Durante o pós-operatório, é recomendável ficar em repouso e aplicar compressas frias no local. O curativo não deve ser molhado. Em caso de dor, pode ser indicado medicamentos analgésicos.

Não é necessário retirar os pontos, pois eles saem sozinhos nos dias seguintes à cirurgia.

Em caso de suspeita de fimose, o médico, preferencialmente o urologista, deverá ser consultado. Ele poderá avaliar detalhadamente, através de anamnese e exame físico, qual é o seu diagnóstico correto, orientá-lo e prescrever o melhor tratamento.

Piercing: remédios para cicatrização, inflamação e infecção
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

Como para a colocação do piercing é feito um furo em algum lugar do corpo, o uso de pomadas ou outros medicamentos pode ser necessário. Você pode optar por usar produtos para manter a pele saudável e hidratada, que ajudam na cicatrização.

Quando perceber que está inflamado (dor, inchaço, vermelhidão e calor no local), pode ser necessário o uso de um produto anti-inflamatório. Nestes casos, são normalmente usadas pomadas com corticoides.

Medicamentos com antibióticos podem ser necessários nos casos de infecção. Veja as opções de produtos para cada caso:

3 opções para cicatrização do local do piercing

O uso de pomadas, loções, cremes ou soluções cicatrizantes pode ajudar a acelerar o processo de regeneração, aliviando a coceira e prevenindo infecções. Não se esqueça de lavar as mãos e o local antes de aplicar o produto. Algumas opções são:

1. Bepantol® Baby / Derma Creme Multirrestaurador

O principal componente é a pró-vitamina B5 (dexpantenol) que é um eficiente agente de hidratação e auxilia na restauração natural da pele. Pode ser aplicado inclusive em regiões mais delicadas como os lábios, nariz, mamilos e genitais. O uso é indicado de 1 a 3 vezes ao dia ou conforme orientação médica.

2. Bepantol Sensicalm®

É o mais indicado para quem tem a pele seca, sensível e fácil de irritar. Ele hidrata e estimula a proteção da pele pelos microorganismos benéficos. Pode ser usado da mesma forma que o Bepantol.

3. Dersani Original®

Ela é uma loção oleosa à base de ácidos graxos e vitaminas A e E. A loção pode ser aplicada na pele a cada 12 horas, diretamente sobre o furo. É uma opção no caso de já ter em casa, pois é utilizado para auxiliar no processo de cicatrização de feridas mais graves.

Se tiver outro produto em casa que já tenha sido utilizado para o mesmo propósito (Saf Gel®, por exemplo), pode utilizá-lo. Verifique como usar na bula e não se esqueça de se certificar de que ainda está na validade. No caso do Saf Gel®, ele pode ser usado por até 28 dias após a abertura.

Cuidados especiais para o piercing na boca e língua

O uso de enxaguatórios bucais (como Listerine®) é recomendado para evitar infecção dos piercings feitos na boca e na língua.

No caso especial de inflamação em piercings feitos na boca, pode ser utilizada uma preparação de triancinolona acetonida em orabase (Omcilon®-A Orabase). É um medicamento anti-inflamatório para uso na parte interna da boca. Ele adere ao local, formando uma cobertura protetora que reduz a dor e faz com que o medicamento tenha tempo de agir.

Aplique uma pequena quantidade do medicamento no local inflamado, sem esfregar. Espere que seque e forme a película (a área ficará lisa e escorregadia). A aplicação deve ser feita preferencialmente antes de dormir e após as refeições e escovação dos dentes. É usado de 2 a 3 vezes ao dia, dependendo dos sintomas.

O medicamento só pode ser usado quando não houver infecção. Em caso de infecção ou se não perceber melhora após 7 dias de uso, consulte seu médico. Não deve ser usado por pessoas alérgicas aos componentes, por diabéticos e por mulheres grávidas.

Para inflamação e infecção devido ao piercing

Nos casos em que houver inflamação (inchaço, vermelhidão e dor) e infecção (pus) no local onde o piercing foi feito, é necessário o tratamento com pomadas ou cremes aplicados no local. Algumas vezes podam ser necessário também tomar antibióticos. Exemplos dos produtos que podem ser indicados para uso no local são:

1. Sulfato de neomicina / bacitracina zíncica (Nebacetin®)

É usada para tratar infecções de pele e de mucosas. Ela contém dois antibióticos que juntos inibem o crescimento de vários tipos de bactérias que costumam causar infecções nestes locais.

Após lavar as mãos e o local com água e sabão e secá-los, aplique uma camada fina da pomada no local. Repita a aplicação de 2 a 5 vezes ao dia. Mantenha o tratamento por até 3 dias, quando já deverá ser possível perceber a melhora dos sinais da infecção.

Não deve ser usada por quem tem alergia à neomicina, insuficiência renal, problemas de audição ou labirintite, próximo aos olhos, por quem está grávida ou amamentando.

2. Dipropionato de betametasona / sulfato de gentamicina (Trok-G®)

Contém um antibiótico e um anti-inflamatório corticoide em sua composição. Outra opção com composição muito semelhante é a Diprogenta®. São recomendadas quando o médico precisa de um medicamento para combater a infecção e a inflamação.

Pode ser aplicada 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), após lavar o local com água e sabão. Não deve ser usada por quem tem alergia à betametasona ou à gentamicina, insuficiência renal, problemas de audição ou labirintite, próximo aos olhos, por quem está grávida ou amamentando.

A duração do tratamento indicada pelo médico deve ser respeitada para diminuir o risco de desenvolvimento de micoses no local.

3. Mupirocina (Bactroban®)

Pode ser indicada pelo médico para o tratamento de infecções causadas por piercings no nariz. Contém o antibiótico mupirocina. Siga o que está indicado na prescrição médica para saber como usar.

Não deve ser usado no interior do nariz, por pessoas alérgicas à mupirocina, mulheres grávidas ou amamentando. O medicamento deve ser usado com precaução se você tem problemas nos rins.

Cuidados durante o tratamento com antibióticos tópicos

Lave as mãos antes e após usar os medicamentos.

Quando o médico não especificou na receita, a escolha entre pomada ou creme deve ser feita segundo as características do local a ser tratado. Quando houver crosta, descamação ou o local estiver ressecado, usar pomada. Se houver secreção, usar o creme.

Passe a pomada no horário certo para garantir o efeito do produto.

Dependendo da reação do organismo, do local onde o piercing foi feito e da gravidade da infecção, pode ser necessário prolongar o tratamento. Mantenha seu médico informado caso não observe melhora dentro de 3 a 5 dias após o início do tratamento.

O médico também deve ser informado no caso de você perceber que o medicamento está causando irritação no local da aplicação.

Cuidados essenciais

A pele bem hidratada e saudável cicatriza mais rapidamente. Mantenha limpo o local onde o piercing foi feito para ajudar na cicatrização do furo e evitar inflamação e infecção. Para isso, lavá-lo com água e sabão e mexer nele com as mãos limpas é o suficiente.

Piercings na cartilagem superior da orelha, umbigo, mamilos e genitais muitas vezes demoram mais para cicatrizar. Por isso, nestes casos os cuidados devem ser mantidos por mais tempo.

Também pode lhe interessar:

Piercing no tragus inflamado: o que fazer?

Passos simples para cuidar do piercing inflamado

O que fazer para ajudar a cicatrização do piercing no septo?

Referências:

Donna I Meltzer. Complications of body piercing. Am Fam Physician. 2005; 72(10): 2029-34.

A Paul Kelly. Medical and surgical therapies for keloids. Dermatol Ther. 2004; 17(2): 212-8.