Atraso Menstrual

Há 5 ou 6 meses que não fico menstruada, por que será?

A ausência de menstruação durante pelo menos 3 meses consecutivos é chamada de amenorreia, que pode ter diversas causas. A maioria delas não é grave, sendo que a mais comum é a gravidez.

Outras situações que podem fazer com que a mulher fique sem menstruar durante meses seguidos incluem:

  •  Amamentação;
  •  Aproximação da menopausa;
  •  Estresse físico ou emocional;
  •  Rápida perda de peso;
  •  Exercícios físicos muito intensos;
  •  Anticoncepcionais hormonais;
  •  Síndrome do ovário policístico;
  •  Produção anormal de determinados hormônios (testosterona, hormônio da tireoide, cortisona),
  •  Tumores da hipófise;
  •  Quimioterapia.

Para saber a causa da amenorreia, é necessário verificar a dosagem de alguns hormônios, como prolactina, FSH e LH, TSH e T4 Livre.

O tratamento da amenorreia será realizado após a identificação da sua causa específica. Esse tratamento pode incluir desde mudanças no estilo de vida, uso de hormônios ou outras medicações, até psicoterapia ou procedimentos cirúrgicos.

Consulte o/a médico/a ginecologista, médico/a de família ou clínico/a geral para obter um diagnóstico para a sua ausência de menstruação e receber o tratamento adequado.

Saiba mais em:

Menstruação atrasada, o que pode ser?

Qual o tratamento para amenorreia?

Menstruação atrasada, o que pode ser?

A amenorréia secundária (atraso menstrual por mais de três ciclos ou meses) tem várias causas. A primeira causa a ser afastada é a gravidez. Excluindo-se a gravidez, é necessário investigar outras causas:

  • uso de medicações;
  • falência dos ovários (órgãos que produzem os hormônios femininos);
  • doenças associadas, como tireoidopatias, hepatopatias;
  • alterações importantes do peso (anorexia nervosa);
  • tumores do sistema nervoso central;
  • síndrome dos ovários policísticos;
  • alterações uterinas (sinéquias uterinas)

Para a investigação das causas, é necessária a dosagem de alguns hormônios, como prolactina, FSH e LH, TSH e T4L.

Se os níveis de prolactina estiverem aumentados, deve-se afastar uso de medicações e problemas de tireóide, e solicitar exame de imagem do crânio (preferencialmente ressonância magnética), para afastar tumores que possam estar produzindo prolactina em excesso).

Estando os níveis de prolactina normais, deve-se realizar teste com progesterona. Estando positivo o teste, deve-se pensar em anovulação crônica, sendo a síndrome dos ovários policísticos a causa mais comum.

Se o teste for negativo, pode ser realizado teste com estrogênio e progesterona. Se o teste for negativo, deve-se solicitar ultrassonografia para afastar malformações uterinas. Se o teste for positivo, solicitar FSH.

Se o FSH estiver aumentado, provavelmente o problema está nos ovários e deve ser solicitado cariótipo e excluir doença auto-imune.

Se o FSH estiver normal ou diminuído, o problema provavelmente está nos sistema nervoso central e deve ser realizado exame de imagem para afastar tumores.

O diagnóstico, seguimento e tratamento deve ser feito pelo médico ginecologista.

Transei sem camisinha e minha menstruação era para...

Pode ser gravidez ou alguma alteração ou irregularidade menstrual sem significado maior (muito comuns), aguarde mais alguns dias e se realmente não descer mais nada faça um exame de gravidez.

Antibiótico e corticoide podem atrasar a menstruação?

Corticoides podem atrasar a menstruação, mas os antibióticos normalmente não provocam atraso menstrual. Em geral, a infecção para a qual o antibiótico foi prescrito é que pode atrasar o ciclo, não o medicamento em si.

Os principais medicamentos que podem atrasar a menstruação são os psiquiátricos e neurológicos, sobretudo quando são usados em doses muito elevadas ou por tempo prolongado, pois podem aumentar a secreção do hormônio prolactina e interferir no ciclo menstrual.

Alguns exemplos são os neurolépticos, como Risperidona, Haldol, Melleril e Equilid, com destaque para a Risperidona e o Equilid, que podem atrasar a menstruação mesmo em doses baixas.

Os tranquilizantes benzodiazepínicos normalmente só provocam atraso em doses muito altas e depois de um tempo prolongado de uso.

Já os medicamentos antidepressivos raramente atrasam a menstruação. Leia também: Antidepressivo pode atrasar a menstruação?

Outros medicamentos que podem interferir no ciclo menstrual são os antipsicóticos, quimioterápicos, imunossupressores e anti-hipertensivos.

Para maiores informações sobre o atraso menstrual causado por medicamentos, fale com o médico que receitou a medicação ou com o seu médico ginecologista.

Anestesia Geral pode Atrasar a Menstruação?

Não, anestesia geral não atrasa a menstruação nem interfere no ciclo menstrual. O atraso da sua menstruação deve ter outra causa, como gravidez, infecções, problemas no útero, ovário, tireoide, entre outras.

Algumas possíveis causas de atraso menstrual:

  • Gravidez;
  • Uso de medicamentos psiquiátricos e neurológicos (neurolépticos, tranquilizantes, antidepressivos, antipsicóticos), corticoides, imunossupressores, anti-hipertensivos, além de quimioterapia;
  • Infecções uterinas;
  • Ansiedade e estresse;
  • Gripe, virose, infecção urinária, amigdalite, entre outras infecções;
  • Engordar ou emagrecer muito rápido;
  • Problemas na tireoide;
  • Síndrome dos ovários policísticos;
  • Exercícios físicos intensos;
  • Uso de anticoncepcional.

Saiba mais em:

O que pode atrasar a menstruação?

Sou virgem e minha menstruação está atrasada. O que pode ser?

Existem medicamentos que atrasam a menstruação?

Consulte um médico ginecologista para que a origem do seu atraso menstrual seja devidamente diagnosticada e tratada, se for o caso.

Veja aqui quais são os riscos da anestesia geral.

Pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação?

Sim. A pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação

A pílula do dia seguinte contém uma quantidade elevada de hormônio que irá desregular o ciclo menstrual habitual da mulher. Com esse desequilíbrio, a menstruação poderá vir antes do esperado ou depois do período esperado pela mulher. 

Normalmente, se ocorrer um atraso da menstruação, esse atraso não ultrapassará 4 semanas. Ou seja, a pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação até 1 mês.

Por isso, a mulher que tomou a pílula do dia seguinte e não menstruou até 4 semanas após o uso, deverá procurar um serviço de saúde para investigação de possível gravidez. 

A pílula do dia seguinte não é abortiva, por isso ela não impede a gravidez que já esteja efetivada. 

O que pode atrasar a menstruação?

Além da gravidez, existem outras causas para um atraso da menstruação, tais como:

  • Exercícios físicos em excesso: A prática muito frequente de atividade física rigorosa pode não só atrasar a menstruação, como também interrompê-la por algum período de tempo. Isso ocorre devido ao elevado gasto energético do corpo com os exercícios. Enquanto a atividade física moderada estimula a liberação de endorfina, que ajuda a regularizar a menstruação, os exercícios pesados favorecem o aumento da prolactina, um hormônio relacionado com a amamentação, o que provoca atrasos ou falhas na menstruação;
  • Dietas muito restritivas: A falta de ingestão de nutrientes essenciais em dietas muito restritivas levam o corpo a cortar funções que são menos vitais para se preservar, podendo então ir buscar esses nutrientes que estão em falta no sangue. Além disso, dietas muito restritivas podem alterar o sistema que regula o equilíbrio hormonal reprodutivo, provocando uma redução da ovulação e um aumento exagerado na produção de progesterona, inibindo a menstruação;
  • Estresse e ansiedade: Um estresse muito grande, como um acidente, a morte de alguém ou uma notícia muito ruim, pode inibir a ovulação e atrasar a menstruação. Mesmo um simples estresse mais prolongado já pode causar alterações no ciclo menstrual. Tanto o estresse como a ansiedade podem levar à ausência de menstruação causada por alterações hormonais;
  • Obesidade: A grande quantidade de gordura nos tecidos interfere na menstruação. Como os hormônios femininos são metabolizados e armazenados no tecido gorduroso do corpo, o excesso de gordura pode interferir no funcionamento da hipófise, que controla a ovulação, provocando alterações no ciclo menstrual;
  • Dormir pouco: Embora não seja uma causa frequente de atraso da menstruação, a privação do sono pode causar um desequilíbrio hormonal e alterar o ciclo menstrual, principalmente se vier acompanhada de estresse e ansiedade;
  • Doenças: O atraso ou a ausência de menstruação podem estar relacionados com problemas na tireoide, endometriose, ovários policísticos e mioma uterino.

Todo e qualquer tipo de alteração na menstruação deve ser comunicado ao médico ginecologista para que a causa seja devidamente diagnosticada.

A laqueadura atrasa a menstruação?

Não. A laqueadura não atrasa a menstruação. Não há nenhuma prova científica que a cirurgia de laqueadura faz atrasar a menstruação.

As mulheres que realizaram laqueadura continuam menstruando normalmente. Algumas mulheres podem apresentar irregularidades no ciclo menstrual com redução do fluxo menstrual, diminuição na duração dos dias de menstruação e redução das cólicas menstruais.

Há uma porcentagem muito pequena da chance de engravidar após a laqueadura. Caso a sua menstruação está demorando muito após realizar o procedimento, você precisa consultar o/a médico/a que realizou a cirurgia ou algum/a ginecologista.

Tomei injeção há 7 meses e não menstruei mais?

O que você pode e deve fazer é procurar um ginecologista e pode sim tomar algum remédio, o nome do remédio vai estar escrito na receita médica que o médico ginecologista vai dar para você tratar seu problema.

Antidepressivo pode atrasar a menstruação?

Antidepressivo pode atrasar a menstruação. Alguns medicamentos psiquiátricos e neurológicos podem tem como efeito colateral a desregulação do ciclo menstrual.

As alterações no ciclo menstrual incluem aumento ou redução no sangramento, amenorreia (ausência de menstruação), irregularidades no ciclo com sangramentos pontuais e menstruação fora do período.

Os efeitos colaterais do antidepressivo ou outra medicação devem ser comunicados ao/à médico/a que avaliará a continuidade ou alteração do tratamento.

Usava Diane 35, parei um mês e nada de descer...

Seus sintomas devem ser porque sua menstruação está para descer e deve esperar descer para começar a tomar de novo o anticoncepcional, na verdade essa sua parada (sabe lá porque) deve ter dado uma desregulada na sua menstruação.

Para regular o ciclo tomei o remédio saúde da mulher...

Pelo que você contou não é um atraso menstrual, é apenas seu ciclo muito longo que está se repetindo este mês novamente e o remédio que você tomou não deve ter feito diferença alguma.