Perguntar
Fechar

Infecção Urinária

Fiz exame de urina e o resultado dos leucócitos está elevado. O que pode ser?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Leucócitos altos no exame de urina geralmente é sinal de infecção urinária. Os leucócitos, também conhecidos como glóbulos brancos, são células de defesa do sistema imunológico.

Níveis elevados de leucócitos na urina normalmente indicam que há alguma inflamação no trato urinário, que pode ou não ser causada por algum agente infeccioso.

Algumas possíveis causas de leucócitos altos na urina:

  • Infecção urinária, causada na maioria das vezes pela bactéria Escherichia coli;
  • Tuberculose do trato urinário;
  • Infecção por outros micro-organismos, como fungos e vírus;
  • Nefrite e glomerulonefrite (inflamação dos rins);
  • Cálculos renais (pedra nos rins);
  • Uso de substâncias irritantes;
  • Câncer.

Os valores normais de leucócitos no exame de urina devem estar abaixo de 10.000/ml. Acima desse valor é considerado leucocitúria.

Se a leucocito-esterase e o nitrito estiverem positivos, é provável que seja infecção urinária.

A presença de hemácias (glóbulos vermelhos) e proteína na urina pode indicar inflamação nos rins ou cálculos renais.

Cabe ao médico que solicitou o exame de urina interpretar os resultados, de acordo com os sinais e sintomas apresentados, além de outros exames que podem ter sido solicitados.

Leia também: Nível de leucócitos alto pode indicar uma infecção grave?

Infecção urinária (cistite) pode atrasar a menstruação?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Muito raramente a infecção urinária atrasa a menstruação.

Cistite é a infecção urinária baixa que atinge a bexiga. A infecção é causada por bactérias, em geral a Escherichia coli, que provoca dor ao urinar, aumento da frequência urinária e saída de pouca urina.

A menstruação é um processo fisiológico caracterizado pela redução do nível de alguns hormônios no sangue e, consequentemente, descamação da camada interna do útero.

Esses dois processos são independentes e raramente a cistite interfere no ciclo hormonal. Alguns medicamentos usados no tratamento da cistite podem provocar o atraso menstrual, sendo também uma situação rara.

Caso o atraso menstrual seja superior a 1 semana da época prevista para vir a menstruação, é importante procurar uma Unidade de Saúde para investigação desse atraso e realização de teste de gravidez para afastar essa hipótese principal.

Leia também: Infecção urinária pode alterar a pressão arterial?

Vontade de urinar a toda hora e não conseguir. O que pode ser?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Vontade de urinar toda hora e não conseguir pode ser uma emergência urológica e deve ser avaliada com rapidez caso isso se instale de forma aguda. A maioria desses casos ocorre em homens acima dos 60 anos resultante do aumento da próstata (Hiperplasia Benigna Prostática).

Outras causas podem explicar essa vontade de urinar e não conseguir:

  • Obstipação intestinal;
  • Uso de medicamentos;
  • Câncer de próstata;
  • Cálculo renal;
  • Pós operatório;
  • Infecção urinária;
  • Desordens neurológicas.

Geralmente esse sintoma vêm associado com desconforto abdominal inferior e às vezes dor. Nas situações crônicas, a dor pode não estar presente.

Nas mulheres, a vontade de urinar e não conseguir pode ser associada ao inchaço após o parto, obstrução da bexiga ou uretra, infecção urinária e tumores na vagina, uretra ou pelve. Na infecção urinária, a mulher sente vontade de urinar associada ao aumento da frequência urinária e dor durante a saída da urina.

Se a pessoa está com vontade de urinar e não consegue, é importante procurar um serviço de urgência para realização do alívio da urina e, após, seguir com a investigação clínica.

Veja também:

Vontade de urinar toda hora: o que pode ser?

Dificuldade para urinar: o que pode ser e o que fazer?

Infecção urinária interfere no resultado do teste de gravidez de farmácia?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. A presença de infecção urinária no momento do teste de gravidez não influencia o resultado.

Mesmo que a mulher esteja com infecção de urina, a gravidez pode ser detectada pelo teste de farmácia.

Sabe-se que o teste de gravidez feito em laboratório (Beta-hCG no sangue ou na urina) é um exame mais sensível e capaz de detectar com precisão a presença ou ausência de gravidez.

Mesmo com os avanços tecnológicos do teste de farmácia, vale a pena realizar o exame de laboratório quando há dúvida.

O teste realizado logo no início da gestação muitas vezes não é capaz de detectar a presença da gravidez. Por isso, muitas vezes é aconselhável aguardar 1 a 2 semanas de atraso menstrual para realização do teste.

A presença de infecção urinária na gestação é algo grave e deve ser tratado brevemente para evitar danos no feto.

Procure um serviço de saúde para tirar suas dúvidas, solicitar um teste de gravidez e realizar o tratamento da infecção de urina.

Leia também:

Teste de farmácia pode dar resultado errado?

O teste de gravidez de farmácia pode dar falso negativo?

Infecção urinária dificulta a tentativa de gravidez?

Toda vez que tenho relação sexual ganho ardência ao urinar...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Esta bactéria esta em você e em todas as pessoas, porém em você (por fatores pessoais imunológicos seus e mecânicos da relação sexual) esta bactéria causa infecções urinárias de repetição. Procure ajuda de um médico homeopata.

Corrimento Vaginal e Ardência para Urinar o que é?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Após a relação sexual, a pessoa pode sentir ardência para urinar o que não necessariamente chega a ser dor.

Pela fricção que ocorre durante o ato sexual, é normal sentir essa ardência ao urinar após a relação. Essa ardência, em geral, deixa de existir após algumas micções.

Outra situação que pode ocorrer é a infecção de urina, muito frequente em mulheres com vida sexual ativa. A infecção urinária pode ser desencadeada com o ato sexual. Com ela, a mulher pode sentir ardência ao urinar, micção frequente e em alguns casos, dor ao urinar. Essa infecção de urina deve ser tratada com medicação apropriada.

O corrimento vaginal pode ser normal quando apresenta coloração clara ou esbranquiçada, parecida com clara de ovo, não possui cheiro forte, não provoca coceira ou ardência. Neste caso, trata-se de uma secreção vaginal normal.

No entanto, corrimento vaginal branco, amarelo ou esverdeado, com odor desagradável tipo peixe podre ou azedo, pode ser algum tipo de infecção ou inflamação vaginal que precisa ser avaliada e tratada adequadamente pelo/a clínico/a geral, médico/a de família ou ginecologista.

Você pode observar essa ardência e o corrimento. Caso fiquem constante, é recomendável procurar um serviço de saúde para uma avaliação e uso da medicação indicada.

Hipertrofia Coluna de Bertin e bifidez renal tem que operar?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

A hipertrofia na Coluna de Bertin é uma variação anatômica e geralmente não está associada a nenhum problema. A bifidez renal é uma alteração anatômica que pode estar associada a estenose do ureter (obstrução do fluxo de urina) e aumento da incidência de infecção urinária. Operar ou não operar tudo vai depender do grau de alteração e das consequências dessas alterações.

Pode tomar Ciprofloxacino na gravidez?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O uso do ciprofloxacino já foi liberado para o terceiro trimestre da gestação, pode tomar sem medo, seu obstétra está correto.

Quais são os sintomas e causas de uma infecção urinária?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médico

A infecção urinária pode afetar a uretra, a bexiga e os rins, e seus sintomas podem variar de uma pessoa para outra e dependem do local que está acometido. É causada por bactérias.

Os sintomas de infecção urinária na bexiga (cistite) estão citados abaixo:

  • Dor ou ardor ao urinar;
  • Vontade de urinar frequente, mas em pouca quantidade;
  • Urina esbranquiçada ou turva e com cheiro desagradável.

Os sintomas de infecção urinária nos rins (pielonefrite) estão citados abaixo:

  • Dor ou ardor ao urinar;
  • Desconforto abdominal;
  • Calafrios e febre acima de 38ºC;
  • Dor de um lado das costas;
  • Enjoo e vômitos.

Leia também: O que é pielonefrite e quais os sintomas?

Os sintomas da infecção urinária na uretra (uretrite) estão citados abaixo:

  • Dor ou ardor para urinar;
  • Corrimento amarelado na uretra.

Nos bebês e crianças mais novas, os sintomas de infecção urinária são diferentes:

  • Urina mais escura que o normal e com cheiro desagradável;
  • Falta de apetite;
  • Irritabilidade;
  • Febre.

Também pode lhe interessar: Urina escura: o que pode ser?

Geralmente, a infecção urinária é causada pela bactéria E. coli proveniente do intestino. Outras possíveis causas da infecção urinária são:

  • Segurar o xixi por muito tempo;
  • Beber poucos líquidos;
  • Estar grávida;
  • Ter relações sexuais de bexiga cheia;
  • Diarréia.

O tratamento da infecção urinária é feito com antibióticos, durante 3, 7, 10 ou mais dias. Alguns exemplos de remédios utilizados contra a infecção urinária são: amoxicilina, cefalexina, ciprofloxacino, norfloxacino e nitrofurantoína.

É importante que o antibiótico seja tomado sempre no mesmo horário e pela quantidade de dias que o médico indicou, mesmo que os sintomas desapareçam antes.

Leia também:

Infecção urinária pode alterar a pressão arterial?

Infecção urinária no homem: quais os sintomas e como é o tratamento?

Bactérias na urina são sinal de infecção urinária?

Se você apresentar sintomas de infecção urinária, deverá procurar um pronto atendimento para avaliação e prescrição do tratamento.

Menstruação desregulada, corrimento vaginal...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Irregularidade menstrual, infecção vaginal, infecção urinária e uma boa chance de engravidar usando o coito interrompido como método anticoncepcional.

Qual o tratamento para infecção urinária?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médico

O tratamento da infecção urinária é feito com antibióticos, que devem ser tomados durante 3, 7, 10 ou mais dias. Alguns exemplos de remédios utilizados contra a infecção urinária são amoxicilina, cefalexina, norfloxacino, ciprofloxacino e nitrofurantoína. Algumas vezes pode ser necessária a administração de antibióticos endovenosos.

É importante que o medicamento prescrito seja tomado sempre no mesmo horário e pela quantidade de dias que o médico indicou, mesmo que os sintomas desapareçam antes.

Também é importante a coleta de urocultura após três dias do término do antibiótico, para comprovar a eficácia do tratamento.

Leia também: Infecção urinária pode alterar a pressão arterial?

O tratamento deverá ser prescrito pelo médico clinico geral do posto de saúde ou de pronto atendimento.

Veja também o artigo:

Infecção urinária no homem: quais os sintomas e como é o tratamento?

Pielonefrite tem cura? Qual o tratamento?

Infecção urinária pode alterar a pressão arterial?

Sim, infecção urinária pode alterar a pressão arterial e causar hipertensão, quando a infecção atinge os rins. Isso porque o rim é o maior responsável pelo controle do volume de água e sódio do corpo, o que faz das doenças renais uma causa comum de hipertensão arterial (pressão alta).

A infecção urinária nos rins é chamada de nefrite ou glomerulonefrite. Trata-se da inflamação dos glomérulos, que são os "filtros" dos rins. A nefrite provoca lesão nos glomérulos e reduz a capacidade dessas estruturas de filtrar o sangue.

Além de elevar a pressão arterial, uma glomerulonefrite também pode provocar hematúria, que é a presença de sangue na urina.

Para evitar complicações graves, como insuficiência renal ou até uma infecção generalizada (sepse), a infecção urinária deve receber um tratamento adequado com medicamentos antibióticos.

Leia também: Qual o tratamento para infecção urinária?; Quais as causas da hipertensão arterial?

Em caso de infecção urinária, consulte um médico de família, um clínico geral ou preferencialmente um urologista, que é o especialista responsável pelo diagnóstico e tratamento de doenças do sistema urinário masculino e feminino.