Perguntar
Fechar

Menstruação

3 dias que a menstruação está atrasada, eu estou sentindo...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Você pode estar grávida. Atrasos menstruais para efeitos de desconfiar de uma gravidez somente se forem superiores a 15 dias e suas cólicas podem ser em decorrência do atraso porque pode ser que a menstruação venha a qualquer momento e isso pode gerar a cólica.

Minha menstruação está atrasada há 2 meses...
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O exame beta hCG pode dar falso negativo, ou seja, a mulher pode estar grávida e o resultado ser negativo.

Leia mais em:

Beta hCG pode dar negativo mesmo a mulher estando grávida?

A ultrassonografia é capaz de identificar a gravidez mesmo ela estando no começo. Portanto, se você fizer esse exame como previsto, será identificada a gravidez.

Qualquer atraso menstrual deve ser investigado e sempre há possibilidade de gravidez. Por isso, essa possibilidade deve ser confirmada ou descartada para prosseguir na investigação.

Saiba mais em:

Quantos dias de atraso são considerados como atraso menstrual?

Resultado do Exame de Gravidez - Beta-HCG

Inflamação no útero pode atrasar a menstruação?
Dr. Marcelo Scarpari Dutra Rodrigues
Dr. Marcelo Scarpari Dutra Rodrigues
Médico

Sim, a inflamação no útero, geralmente decorrente de uma infecção, que é uma condição relativamente rara, pode atrasar sua menstruação.

A infecção uterina pode ser causada por diversos microorganismos; são diversas doenças que atingem mulheres sexualmente ativas. Os sintomas podem ser:

  • Corrimento persistente, mal cheiroso, de cor branca, amarelada, marrom ou cinza;
  • Sangramento vaginal anormal;
  • Dispareunia (dor durante a relação sexual);
  • Dor na vagina;
  • Sensação de pressão na região pélvica.

É importante notar que nem todas as infecções no útero vão apresentar os sintomas descritos acima. Existe a possibilidade, inclusive, de se estar com uma infecção no útero e não apresentar qualquer tipo de sintoma.

Causas da infecção no útero: principalmente doenças sexualmente transmissíveis (geralmente devido a múltiplos parceiros sexuais, não usar camisinha nas relações) e má higiene íntima.

Tratamento para infecção uterina: Feito com antibióticos, mas isto vai depender do estado de saúde da mulher e do que originou a doença. Sempre procurar um médico ginecologista.

Outros fatores que podem levar ao atraso menstrual são:

  • Ovários policísticos: Causa comum de atrasos nos ciclos menstruais;
  • Infecções/inflamações no colo do útero: As infecções por micro-organismos como Chlamydia trachomatis e também Trichomonas vaginalis podem ocasionar sangramento no colo uterino, e esse sangramento pode muitas vezes ser confundido com uma irregularidade no ciclo menstrual;
  • Uso de determinados medicamentos: Anticoncepcionais orais, anticoagulantes, antidepressivos, corticoides, antipsicóticos dentre outros;
  • Distúrbios hormonais: O hipotireoidismo (diminuição dos níveis do hormônio T4L no sangue) e alterações nos níveis de prolactina também podem causar irregularidades no ciclo menstrual;
  • Gestação: No período pós-gestacional (durante a amamentação), há atraso no ciclo menstrual, de até nove meses, além de alterações psicológicas e principalmente físicas.
  • Prática excessiva de exercícios físicos: Associada com alguns outros fatores (como a perda de peso, dieta inadequada e quantidade insuficiente de gordura corporal), provocam alterações hormonais e consequentemente irregularidade no ciclo menstrual, como o atraso e em alguns casos cessação da menstruação por longos períodos.
  • Cisto ovariano: Diferentemente dos ovários polimicrocísticos (supracitados), um ciclo único pode influenciar no ciclo, causando o atraso. 
  • Cirurgias: Determinados tipos de cirurgias, tais como a laqueadura e as cirurgias ovarianas, também podem ocasionar atrasos no ciclo menstrual.

Em caso de atraso menstrual ou suspeita de infecção vaginal ou uterina, por qualquer motivo, um médico ginecologista deverá ser consultado para avaliação, determinação da causa e tratamento, se necessário.

Sangramento após relação no período fértil indica gravidez?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

É possível sim ter havido gravidez, a irregularidade menstrual dela fala a favor de você. O problema é que vocês tiveram relação já dentro do período fértil dela (em teoria, porque se a menstruação é irregular, o cálculo do período fértil fica comprometido) e esse sangramento pode realmente ser decorrente da nidação (implantação do óvulo fecundado no útero), foi logo em seguida sim, o que pode ser o suficiente para gerar a dúvida (você é bem espertinho...), porém a natureza não segue as nossas regras muito menos o que está escrito na internet. O jeito é esperar e caso a menstruação atrase por mais de 15 dias fazer um exame de gravidez.

Queria saber até quando os seios crescem?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O corpo de mulher, incluindo os seios, podem sofrem modificações durante toda sua vida. Quando a mulher engorda os seios tendem a aumentar de tamanho porque são moldados por gordura e o inverso ocorre quando a mulher emagrece. Antes da menstruação tendem a estar maiores por causa dos hormônios. Quando a mulher engravida, pela primeira vez, as glândulas mamárias terminam seu desenvolvimento e os seios tendem a tornarem-se maiores. Algumas mulheres tem um grande crescimento das mamas durante a gestação, porém os seios tendem a regredir, em parte, após ela parar de amamentar.

Falando em crescimento que ocorre na fase juvenil, geralmente ele para por volta dos 18 anos de idade, porém ele se modifica muito pouco após os 16 ou 17 anos. Portanto no seu caso que está com 17 anos: o corpo que você tem é este ai, não vai mudar muito.

O que posso tomar para que a menstruação não desça?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O uso de anticoncepcionais hormonais de forma contínua e sem interrupção provoca a ausência de menstruação. Enquanto estiver tomando dessa forma, sua menstruação provavelmente não irá descer.

Esses anticoncepcionais hormonais podem ser em forma de comprimidos (pílula), injeção, anel vaginal, DIU ou adesivo.

O atraso da menstruação ocorre devido às constantes doses de hormônios artificiais presentes no anticoncepcional. Estes hormônios estão naturalmente presentes no organismo da mulher, porém de forma flutuante e capaz de oscilar ao longo do ciclo menstrual.

Ao usar o anticoncepcional hormonal ininterruptamente, a parte interna do útero (endométrio) não irá descamar e, consequentemente, não haverá menstruação.

A seleção bem como a indicação dessa forma contínua de uso devem ser feitas considerando os benefícios médicos, a condição clínica da pessoa, a conveniência e os custos financeiros. Essa decisão deve ser feita pela mulher juntamente com a orientação do/a profissional de saúde.  

O que é sangramento de escape?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sangramento de escape é a perda mínima de sangue que pode ocorrer ao longo do ciclo menstrual. Esse sangramento é diferente do sangramento da menstruação pois tem uma coloração de sangue menos vivo, não é prolongado, costuma durar alguns dias ou mesmo apenas 1 dia, é percebido na calcinha manchada e às vezes a mulher não sente necessidade do uso de absorvente.

Geralmente, é associado ao uso de anticoncepcional hormonal como pílula, adesivo, anel vaginal implante intradérmico e DIU (Dispositivo intra uterino) ou no início da gravidez (primeiros 3 meses). A frequência do escape é maior nos primeiros meses de uso do anticoncepcional, mas ao fazer o uso correto, o escape não está associado com a redução da eficácia do anticoncepcional.

As mulheres fumantes são mais propensas a esse tipo de sangramento. A interrupção do tabagismo é sugerida como medida de melhora.

A maioria das mulheres apresenta resolução espontânea do problema, não precisando de intervenção com medicações ou mudança de método anticonceptivo. Caso o sangramento de escape incomode demasiadamente, a mulher pode procurar o/a ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família para orientações.

Leia também: É normal ter sangramento durante o período fértil?

Fiquei um mês sem o anticoncepcional posso engravidar?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Se você ficou um mês sem tomar o seu anticoncepcional, tem chance de você engravidar sim. No seu caso, pode ser que o efeito das injeções, usadas por muito tempo, pode então demorar mais a voltar sua ovulação. O que dificulta engravidar nos primeiros meses.

Porém é sempre importante lembrar que assim que terminou o efeito da injeção (dia de tomar a próxima) e não tomou, corre sim o risco de engravidar já no primeiro mês.

Menstruação pode atrasar quando se para o anticoncepcional?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não é normal, porém pode acontecer, devidos às mudanças hormonais o corpo precisa de um tempo para se adaptar e o primeiro e segundo ciclos (as vezes até mais) podem ficar desregulados, o que inclui menstruação vir mais de uma vez no mês, assim como a menstruação ficar sem vir.

É normal sentir dores na barriga antes da menstruação?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Dor antes da menstruação tipo fisgada, cólica ou contínua (vários tipos) são muito comuns, podem significar apenas variações hormonais normais ou fazer parte da TPM (tensão pré-menstrual), como podem estar associadas com várias doenças como no caso dos cistos de ovário. Precisa ir a um ginecologista para ver o que está acontecendo e tratar.

Leia também: É normal ter cólica fora do período menstrual? O que pode ser e o que fazer?

Menstruação não veio, no lugar dela uma borra marrom...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Essa pode ser a sua menstruação que veio diferente do habitual, muitas causas podem alterar a menstruação, entre elas a gravidez, infecções vaginais, alterações hormonais entre outras, procure um ginecologista.

Existe remédio para menstruação descer?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Existe sim tratamento para regular a menstruação, porém depende da causa (do motivo). Vale lembrar que a falta de menstruação, chamada amenorreia, é considerada normal nas seguintes situações:

  • Antes da puberdade, em geral antes de 14 anos de idade;
  • Durante a gravidez;
  • Durante a lactação e
  • Quando atinge a menopausa.

Nessas situações não é preciso e nem indicado tomar qualquer remédio para menstruar. Outras causas possuem tratamentos específicos, que deve ser avaliadas caso a caso.

Muito importante deixar claro que, a mulher não deve tomar nenhuma medicação para a menstruação descer antes de confirmar que não está grávida! Evitando assim risco de aborto e de vida para a própria mulher.

Descubra: Quanto tempo a menstrução pode ficar sem descer?

O que pode ajudar a menstruação descer? Anticoncepcionais

O uso de anticoncepcionais é amplamente utilizado nesses casos, pois ajuda a regular o ciclo menstrual da mulher, alguns em doses mais altas, outros por tempo pré-determinado.

Acetato de medroxiprogesterona

Esse hormônio está indicado nos casos de falta de menstruação em mulheres que antes menstruavam regularmente. Sempre após excluir outras causas, como gravidez, presença de tumores ou distúrbios hormonais.

Chás

Alguns chás são indicados para ajudar a menstruação a descer, como chá de canela, arruda, alecrim e chá de boldo. Agem aumentando o fluxo de sangue, aumentam ainda o tônus da musculatura do útero, entre outros mecanismos, acelerando a descida da menstruação. Por isso estão totalmente contraindicados na gravidez.

Hormônios da tireoide

Mulheres com distúrbios de tireoide precisam ser acompanhadas com endocrinologista e colher exames de sangue para confirmar a causa e determinar qual hormônio deve ser reposto para promover a menstruação regular.

Cirurgia

Casos de alterações anatômicas como hímen imperfurado, septo vaginal, agenesia, tem indicação de tratamento cirúrgico para sua correção. Não existe remédio nesses casos que resolvam, por ser um problema físico, de impedir a passagem do sangue.

Outras situações como causas externas, psicológicas ou medicamentosas recebem tratamento referente a cada caso.

No caso de falta de menstruação por mais de três ciclos consecutivos ou que dure mais de 6 meses, recomendamos investigação médica com ginecologista, para diagnóstico e tratamento adequados.

Pode lhe interessar também: O que é amenorreia e quais as suas causas?