Perguntar
Fechar
Cafeína estimula o apetite?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Em geral, a cafeína não estimula o apetite. Na maioria das pessoas a cafeína inclusive diminui o apetite. Porém, existem pessoas em que a cafeína por causar mais ansiedade e agitação, pode levar ao aumento da fome, ou "vontade de comer".

Portanto, cientificamente podemos dizer que a quantidade normalmente consumida de cafeína por dia, através do café, não altera o apetite a curto prazo.

Sabendo que o mecanismo de controle do apetite é bastante complexo e engloba diversos sistemas orgânicos, muitos estudos vêm se dedicando na compreensão da ação da cafeína nesse sistema.

Uma das formas descritas como ação da cafeína no controle do apetite, é o aumento da produção de um dos hormônios responsáveis por inibir o apetite quando em níveis elevados no sangue, o Peptídeo YY (PYY), entretanto esse aumento é mais evidente no café descafeinado (sem cafeína), o que sugere que existem mais substâncias capazes de interferir nesse metabolismo.

A cafeína é também um potente estimulante do sistema nervoso central, que aumenta o gasto energético do corpo e favorece a queima de gordura, justificando sua indicação nas dietas para redução de peso.

O uso de cafeína em cápsulas com o objetivo de emagrecer deve ser feito sob orientação de um profissional, nutrólogo ou nutricionista, devido aos riscos de efeitos colaterais como taquicardia, problemas vasculares e de pressão arterial.

Leia também:

Cafeína durante a gravidez faz mal?

Cafeína tira a dor de cabeça?

Ganhei 16kg e agora estou com falta de ar e cansaço... como poderia acabar com esse mal estar?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O excesso de peso pode ser a causa de falta de ar e cansaço, e exercícios físicos regulares podem te ajudar a melhorar dos seus sintomas e a perder peso, mas antes de começar o ideal é ir a um médico e começar os exercícios de forma branda e progressivamente ir aumentando o nível dos exercícios físicos para não sofrer com dores e lesões.

L-Carnitina emagrece? Para que serve e como tomar?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A L-carnitina pode ajudar a emagrecer, pois transporta as gorduras para as mitocôndrias das células, onde são metabolizadas e usadas como fonte de energia pelo corpo. Alguns estudos com indivíduos obesos e mais velhos, apontaram uma perda de peso de 1,3 kg a mais em pessoas que usaram L-carnitina em relação àquelas que não tomaram o suplemento.

Além de poder auxiliar o emagrecimento, a L-carnitina pode ainda melhorar o desempenho nos exercícios físicos, a recuperação depois do treino, a resistência e a fadiga física e mental.

Contudo, os estudos são controversos e são necessárias mais evidências para confirmar a eficácia do uso da L-carnitina para emagrecer em pessoas mais jovens, magras e ativas. Isso porque pessoas obesas já possuem grandes quantidades de L-carnitina no fígado e nos músculos.

Além disso, uma vez que os idosos possuem menos massa muscular, aonde a substância fica armazenada, pode haver queda dos níveis de L-carnitina. As mulheres também perdem uma quantidade considerável de massa muscular com a idade. Por isso, nesses casos, o uso de L-carnitina pode auxiliar discretamente o emagrecimento.

Vale lembrar que a L-carnitina pode apenas contribuir para a perda de peso. Por isso, o uso do suplemento deve ser associado a uma dieta balanceada, com poucas calorias, além de exercícios físicos. O uso isolado de L-carnitina não emagrece.

O que é L-carnitina?

A L-carnitina é uma substância produzida pelo organismo a partir dos aminoácidos lisina e metionina, além de ferro e vitaminas B3, B6 e C.

A L-carnitina também está presente em alimentos de origem animal, como carne de vaca, carne de porco, peixe, frango e leite, sendo também consumida sob a forma de suplemento alimentar.

No entanto, cerca de 70% da L-carnitina armazenada no corpo é proveniente da alimentação. O organismo produz e utiliza a L-carnitina quando necessita usar a gordura como fonte de energia.

Como tomar L-carnitina?

A dose recomendada de L-carnitina é de 0,5 g a 2 g por dia. Doses de até 3 g por dia, durante 21 dias, também são toleradas e não causam efeitos colaterais.

É importante ressaltar que a ideia de que quanto mais L-carnitina a pessoa consumir, maior será o emagrecimento, está errada. O uso do suplemento não altera ou influencia o ritmo normal da queima de gordura corporal e o excesso de L-carnitina acaba sendo eliminado pela urina.

Também foi observado que, ainda que a L-carnitina aumente o transporte de gorduras, não significa que toda a gordura transportada seja metabolizada. Sabe-se que mais da metade dessas gorduras acabam retornando às reservas de gordura corporal ao invés de serem “queimadas” e transformadas em energia.

Portanto, para avaliar um real benefício e mais esclarecimentos do uso da L-carnitina no seu caso, recomendamos agendar uma consulta com médico/a nutrólogo ou consultar um nutricionista.

Leia também: 7 Erros que você não pode cometer se quer emagrecer

Interação medicamentosa ente citalopram e sibutramina. Podem ser usados juntos?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não devem ser usados em conjunto.

Tomar adeforte engorda?
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

Adeforte não engorda e não abre o apetite. É um medicamento composto pelas vitaminas A, D e E, que são importantes para:

  • Visão, crescimento, reprodução e função imunológica (vitamina A);
  • Ossos, sistema nervoso, imunidade e regulação do hormônio paratireoideo (vitamina D);
  • Reprodução, músculos, sistema cardiovascular e hematopoiético (vitamina E).

Reações adversas raras que podem ocorrer durante o uso de Adeforte são náuseas, vômitos, perda de apetite e perda de peso.

Você pode querer ler também:

Referência:

Adeforte. Bula do medicamento.

Psyllium faz mal para os rins?
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

Não existem evidências que o uso de psyllium possa causar problemas renais. O mais comum é que o uso de psyllium cause efeitos adversos como gases, barriga inchada, cólicas ou náuseas.

O psyllium é indicado para regular o intestino, tanto quando ele está preso, quanto em alguns casos de diarreia. Ele parece ajudar a diminuir o apetite e a absorção de gorduras. Isso faz com que também possa ser usado para ajudar no emagrecimento, desde que utilizado sob orientação de um nutricionista ou médico.

De qualquer forma, caso tenha algum problema renal (ou qualquer outra condição de saúde) e queira tomar o psyllium, converse com o seu médico.

Leia mais sobre o que faz mal para os rins em:

Referências:

Psyllium: informações sobre medicamentos. UpToDate

Psyllium Purifarma. Bula do medicamento.

Psylium + Vitamina C + Colágeno. Bula do medicamento.

Zhang S, Hu J, Sun Y, Tan H, Yin J, Geng F, Nie S. Review of structure and bioactivity of the Plantago (Plantaginaceae) polysaccharides. Food Chem X. 2021; 12: 100158.

Diarreia faz emagrecer?
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

A diarreia pode levar à perda de peso. Quando ela acontece de repente, isso ocorre principalmente devido à perda de água, que pode causar desidratação.

Já quando a diarreia é constante, além da perda de água, ela pode prejudicar a absorção dos nutrientes. Por isso, a diarreia pode trazer problemas de saúde, não sendo uma boa forma de emagrecer.

Causas possíveis para a diarreia são:

  • Infecção viral, bacteriana, por parasitas ou intoxicação alimentar: podem provocar diarreia aguda;
  • Uso de alguns medicamentos como laxantes, antiácidos com magnésio ou antibióticos: podem provocar diarreia aguda ou crônica, dependendo de como são usados;
  • Problemas intestinais e endócrinos: podem causar diarreia constante;
  • Síndromes de má absorção, como doença celíaca, insuficiência pancreática, intolerância a carboidratos (como a lactose): podem causar diarreia frequente.

Alguns alimentos podem aumentar a diarreia, como os que contém cafeína (café, chás e refrigerantes), manitol e xilitol (como alguns medicamentos, chicletes e balas). Comer frutas em excesso também pode aumentar a diarreia.

Quando a diarreia for muito intensa, frequente ou estiver acompanhada de cólica ou febre, é importante procurar um médico de família ou um gastroenterologista.

Para emagrecer, não existe nada mais eficaz e seguro que uma dieta adequada e exercícios físicos regulares. Um nutricionista e um educador físico podem ajudar.

Para saber mais sobre o que pode ajudar a emagrecer, leia também:

Referência:

Gotfried J. Diarreia. Manual MSD. Versão para profissionais de Saúde.

Doar sangue engorda ou emagrece?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A doação de sangue não interfere no peso da pessoa, por isso, quem doa sangue não engorda nem emagrece em decorrência do procedimento. 

Durante a doação de sangue, aproximadamente 450 mL de sangue é retirado da pessoa. Após a doação, o organismo é capaz de recuperar esse volume doado, repondo as células sanguíneas e voltando aos padrões hematológicos anteriores. Essa quantidade de sangue perdida não é capaz de provocar a redução ou aumento no peso da pessoa. Portanto, doar sangue não engorda nem emagrece. 

A doação de sangue é uma atitude voluntária e altruísta que depende exclusivamente da disposição da pessoa em doar sangue. Essa atitude pode salvar vidas e deve ser feita com o exclusivo objetivo de doar sangue e não com outros fins como perder, ganhar peso e investigar doenças sexualmente transmissíveis. 

Se você deseja engordar ou emagrecer, procure um profissional de saúde adequado como médico/a de família, clínico geral ou nutricionista.