Perguntar
Fechar

Sintomas

Quais os sintomas de gastrite?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médica

A gastrite (inflamação da mucosa do estômago) pode se acompanhar de vários sintomas:

  • Dor e distensão no abdome (mais comum na metade superior);
  • Náuseas e vômitos;
  • Sensação de queimação no abdome ou retroesternal;
  • Perda de apetite;
  • Sensação de saciedade precoce, mesmo com pequena quantidade de alimento ingerido.

A gastrite complicada com úlcera pode dar sintomas mais graves e que necessitam de atendimento de urgência: sangramento nas fezes (fezes escuras, muito mal cheirosas e com cor similar à borra de café) ou vômitos com sangue.

No caso de sintomas similares, é importante consultar um médico gastroenterologista ou gastrocirurgião.

Tenho 21 anos e há alguns meses comecei a sentir muito...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

No exame de urina tem um pouco de infecção, mas isso não tem haver com seus sintomas que na verdade são compatíveis com problemas emocionais, não dá para ter certeza, mas parece depressão. Você precisa procurar um médico, pode ser um clínico geral, porém o ideal é um psiquiatra.

O que é enxaqueca com aura e quais os sintomas?

Enxaqueca com aura é um tipo de enxaqueca que, antes da dor de cabeça, provoca sintomas caracterizados por alterações sensitivas ou visuais, sendo os mais comuns:

  • Presença de imagens brilhantes ou riscos luminosos na visão;
  • Perda de parte do campo visual (visão dupla);
  • Flashes luminosos.
  • Visão desfocada;

Uma pessoa com enxaqueca com aura também pode sentir as mãos e os braços adormecidos, podendo em alguns casos apresentar até um adormecimento na língua que dificulta a fala.

Há casos de pacientes que chegam inclusive a perder a visão durante cerca de 30 minutos.

Esses sintomas visuais e sensitivos relacionados com a enxaqueca com aura são curtos e transitórios. Eles indicam que existe alguma área do cérebro que está sendo prejudicada pela enxaqueca.

Porém, tais sintomas podem ser confundidos com um "derrame" (AVC - Acidente Vascular Cerebral). Por isso é recomendável procurar um médico neurologista para diagnosticar a origem desses sintomas e diferenciar uma doença da outra.

É importante lembrar que mulheres que sofrem de enxaqueca com aura devem evitar fumar e usar anticoncepcionais, pois o risco de sofrerem um derrame aumenta significativamente.

Leia também:

Enxaqueca com aura tem cura? Qual o tratamento?

Enxaqueca e Cefaleia

Quem tem enxaqueca pode tomar anticoncepcional?

O que é toxoplasmose e quais os sintomas?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médica

Toxoplasmose é uma doença infecciosa causada pelo Toxoplasma gondii, um protozoário encontrado nas fezes de gatos e outros felinos. A infecção pode ser congênita (quando ocorre dentro do útero materno) ou adquirida.

Não é transmitida entre pessoas, exceto da mãe para o filho durante a gestação (congênita). A transmissão acontece através da ingestão de alimentos contaminados (carnes mal passadas ou cruas, especialmente de porco e carneiro, vegetais), que contenham os cistos do parasita, por terem entrado em contato com as fezes do hospedeiro, geralmente felinos. Há também descrição de transmissão através de transfusão sanguínea e transplante de órgãos.

A toxoplasmose adquirida pode não cursar com sintomas. No caso deles estarem presentes, são inespecíficos e incluem:

  • manchas vermelhas no corpo todo;
  • febre;
  • cansaço;
  • dores pelo corpo;
  • caroços no corpo (ínguas);
  • dificuldade de enxergar e lesões na retina (toxoplasmose ocular);
  • problemas cardíacos (miocardite);
  • alterações neurológicas (convulsões, confusão mental, dificuldade para deambular).

O diagnóstico é confirmado através da coleta de exames de sangue (sorologias). É importante investigar causas de imunodeficiência como AIDS se a toxoplasmose se manifestar com alterações neurológicas (neurotoxoplasmose).

Na presença de sintomas similares, o paciente deve procurar um pronto atendimento para uma avaliação médica.

Quais os sintomas do hímen imperfurado e como é o tratamento?

Os principais sintomas do hímen imperfurado são a ausência de menstruação e as cólicas. Adolescentes com hímen imperfurado podem apresentar também dor no baixo ventre ou nas costas, dificuldade para urinar e dor para defecar.

Os sintomas normalmente aparecem na puberdade. O hímen imperfurado não permite a passagem do fluxo menstrual, que fica retido na vagina e a menina não menstrua.

As cólicas são cíclicas e podem durar vários meses, pois estão relacionadas com o ciclo menstrual. Contudo, o sinal mais evidente do hímen imperfurado é o atraso da primeira menstruação, que não ocorre.

Nos casos mais graves, a menstruação pode se acumular no útero, que se expande e pode comprimir estruturas ao seu redor, causando dor. A retenção do fluxo menstrual no útero também pode favorecer o desenvolvimento de infecções.

O tratamento do hímen imperfurado é feito através de cirurgia. O procedimento cirúrgico é simples e consiste na retirada total do hímen. A realização apenas de um corte pode permitir a formação de uma nova membrana, já que as bordas do hímen tendem a se fundir.

O hímen imperfurado é uma malformação que acompanha a menina desde o nascimento, passando muitas vezes despercebido durante a infância. O diagnóstico pode ser feito logo após o nascimento, embora na maioria das vezes ele aconteça na puberdade ou adolescência.

Há casos de hímen imperfurado que estão associados a malformações no canal vaginal, útero, rins e vias urinárias. Cabe ao médico ginecologista investigar também essas possibilidades ao detectar um hímen imperfurado.

Saiba mais em:

O que é o hímen?

O que é hímen complacente?

Existe cirurgia para quem tem hímen complacente?

Quais são os sintomas da hepatite B?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Os sintomas da hepatite B dependerá da fase da doença: aguda ou crônica.

Na fase aguda, a pessoa pode não sentir nada (o que ocorre em 30% das pessoas) ou apresentar:

  • Febre;
  • Cansaço;
  • Dor abdominal;
  • Náuseas e vômitos;
  • Urina escura;
  • Dor nas articulações e
  • Icterícia (a pessoa fica amarelada tanto na pele quanto nos olhos).

A maioria dessas pessoas se recuperam sem intercorrências. Porém, em torno de 5% desenvolve a fase crônica da doença.

Na fase crônica, a maioria das pessoas não apresentam sintomas. Quando há sintomas, eles são decorrentes da insuficiência e cirrose do fígado:

  • Icterícia;
  • Acumulo de líquido no abdômen (ascite);
  • Inchaço nas pernas e nos pés;
  • Aumento do baço e
  • Confusão mental.

Leia também: Tenho a pele amarela desde que nasci. Posso ter hepatite?

A prevenção da Hepatite B é feita com vacina disponibilizada gratuitamente nas Unidades de Saúde do SUS (Sistema Único de Saúde), com uso de preservativo nas relações sexuais e o não compartilhamento de objetos cortantes e perfurantes como agulhas, seringas e alicates de unha não esterilizados.

Infecção urinária no homem: quais os sintomas e como é o tratamento?

Os sintomas da infecção urinária no homem variam conforme o órgão afetado. Quando a infecção ocorre na bexiga (cistite), as micções são mais frequentes, há dor durante a micção e o paciente tem vontade urgente de urinar. Se a infecção atinge o rim (nefrite), além dos sintomas anteriores, ocorre dor lombar e febre, com ou sem calafrios. Já a infecção urinária na uretra (uretrite) caracteriza-se por dor ou ardência para urinar e corrimento amarelado na uretra.

Outros sinais e sintomas que também podem estar presentes:

  • Acordar durante a noite para urinar;
  • Dor, sensação de pressão ou aumento da sensibilidade na região da bexiga (abaixo do umbigo);
  • Urina escura ou com odor fétido;
  • Presença de sangue na urina;
  • Náuseas e vômitos.

O tratamento da infecção urinária no homem é feito com medicamentos antibióticos e medidas gerais, como ingestão abundante de água e esvaziamento frequente e completo da bexiga.

Dentre os remédios mais usados para tratar a infecção urinária estão o trimetroprim, a nitrofurantoína, o norfloxacin e as cefalosporinas. A escolha do antibiótico depende dos resultados dos exames de urina e da gravidade dos sintomas. 

Infecções urinárias mais graves pode necessitar de internamento hospitalar, com administração de antibióticos pela veia. O tratamento em regime de internamento é indicado sobretudo quando as náuseas e os vômitos impedem o uso de antibióticos por via oral, além de que, juntamente com a febre, aumentam o risco de desidratação.

Se o homem estiver com a próstata aumentada, ela pode obstruir o fluxo de urina. Nesses casos, o tratamento pode incluir também uma cirurgia da próstata.

Grande parte dos casos de infecção urinária ocorre em mulheres. Das infecções urinárias que afetam os homens, apenas uma pequena porção ocorre em jovens. A maioria dos casos atinge homens com mais de 50 anos e uma das principais causas é o aumento do volume da próstata, uma condição conhecida como hiperplasia benigna da próstata​. 

O aumento da próstata pode comprimir a porção inicial da uretra e bloquear o fluxo de urina, impedindo o esvaziamento completo da bexiga. Isso aumenta a proliferação de bactérias e, consequentemente, eleva o risco de infecção.

Em geral, as infecções urinárias masculinas ficam completamente curadas com 7 a 10 dias de tratamento. Se a infecção atingir as vias urinárias altas ou a próstata, pode ser necessário tomar antibióticos por 14 dias ou mais.

O médico urologista é o especialista indicado para diagnosticar e tratar a infecção urinária no homem.

Saiba mais em:

Quais são os sintomas e causas de uma infecção urinária?

Qual o tratamento para infecção urinária?

O que é endometriose profunda e quais os sintomas?

Endometriose profunda é uma forma grave de endometriose, que caracteriza-se pela presença de tecido endometriótico (lesões) com mais de 5 mm de profundidade.

Essas lesões de endometriose profunda normalmente surgem na forma de nódulos e são ricas em fibrose, um tecido conjuntivo endurecido semelhante a uma cicatriz.

A endometriose profunda pode acometer qualquer órgão da pelve, sobretudo os ligamentos uterinos, intestino, reto, vagina, bexiga e ureteres.

Os principais sintomas da endometriose profunda são:

  • Cólicas menstruais (dismenorreia);
  • Dor durante a relação sexual (dispareunia);
  • Dor pélvica;
  • Ciclos menstruais irregulares;
  • Dor à mobilização do colo do útero durante o exame ginecológico;
  • Diarreia durante o período menstrual.

Quando a doença atinge os ovários pode provocar o desenvolvimento de endometrioma, um cisto ovariano preenchido com sangue escuro envelhecido e tecido endometrial.

Leia também: O que é endometrioma?

A presença de endometrioma pode ser um indicador de gravidade da endometriose profunda, uma vez que o número médio de lesões de endometriose profunda é maior em mulheres com endometrioma.

A endometriose profunda não tem cura, mas possui tratamentos que melhoram a qualidade de vida da paciente.

Saiba mais em: Como é a cirurgia de endometriose?

O diagnóstico e tratamento da endometriose é da responsabilidade do médico ginecologista.

Também podem lhe interessar os artigos:

O que é endometriose intestinal? Quais os sintomas?

Endometriose tem cura? Qual o tratamento?

Endometriose pode virar câncer?

O que é atrofia testicular e quais os sintomas?

Atrofia testicular é a diminuição do tamanho do testículo. As células do órgão ficam menores e, consequentemente, todo o testículo fica menor. O principal sintoma da atrofia testicular é a diferença de tamanho entre os testículos. O testículo atrofiado normalmente está menor ou mais amolecido que o outro.

As causas da atrofia testicular são variadas, podendo ocorrer devido à compressão do órgão, falta de estímulos hormonais, distúrbios na circulação sanguínea local, perda da inervação, inflamações, entre outras.

Uma das principais causas de atrofia testicular é a varicocele, que são varizes no testículo. Trata-se de uma dilatação anormal das veias do cordão espermático, responsáveis por drenar o sangue dos testículos. Como resultado, o sangue fica estagnado no testículo e a circulação fica comprometida, podendo levar à atrofia do órgão.

Leia também: O que é varicocele?

A atrofia do testículo pode ocorrer em até metade dos pacientes que durante a infância tiveram orquite (inflamação do testículo) causada pelo vírus da caxumba.

Popularmente se diz que a caxumba "desceu", mas na realidade foi o vírus que chegou ao testículo e provocou uma inflamação, deixando o saco escrotal inchado. Normalmente a orquite afeta apenas um dos testículos, que sofre atrofia em cerca de 50% dos casos.

Outra causa de atrofia testicular é a torção do testículo, que bloqueia o fluxo sanguíneo do órgão. O principal sintoma é a dor intensa, que não melhora com nada. Se não for diagnosticada a tempo, a torção pode evoluir para a necrose (morte) do testículo devido à falta de irrigação sanguínea.

Saiba mais em: Dor no testículo após relação, é normal?

O tratamento da atrofia testicular depende da sua causa e o problema pode ser reversível. O urologista é o médico especialista responsável pelo diagnóstico e tratamento da atrofia testicular.

Síndrome do pânico ou será algum problema cardíaco?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Se você já recebeu o diagnóstico de síndrome do pânico é bem provável que não tenha nada no coração, porque se o seu médico tivesse desconfiado de algo do coração já teria pedido os exames. Como todos (quase todos) os pacientes com síndrome do pânico acreditam que tem um problema no coração, você não poderia ser diferente. Os sintomas que você descreveu podem aparecer mesmo quando você não está com medo ou nervosa. Para saber se tem problemas no coração só fazendo exames para o coração.

Quais são os sintomas da febre reumática?
Dr. Gabriel Soledade
Dr. Gabriel Soledade
Médico

Os principais sintomas da febre reumática são: inflamação e dor nas articulações, manchas vermelhas na pele, surgimento de gânglios, febre baixa e constante, fraqueza, perda de apetite, falta de ar e os movimentos incoordenados conhecidos como coreicos. No exame físico, o médico ainda pode notar um sopro cardíaco.

Esses sintomas são causados pela ação de alguns anticorpos que são produzidos pelo corpo. Em pessoas pré-dispostas, esses anticorpos, que originalmente deveriam combater a infecção causada pela bactéria estreptococo do grupo A, passam a atacar o próprio organismo. Isso leva à doença conhecida como febre reumática.

Quais os sintomas da pressão alta?

Os sintomas da pressão alta geralmente só aparecem quando a pressão está muito elevada. Durante uma crise de hipertensão arterial, a pessoa pode sentir:

  • Dor no peito;
  • Dor de cabeça ou na nuca;
  • Tonturas;
  • Zumbido no ouvido;
  • Fraqueza;
  • Visão embaçada ou pontinhos brilhantes na visão;
  • Sangramento nasal.

O sintoma mais comum e específico da pressão alta é a dor de cabeça sentida na nuca. A dor geralmente é latejante ou pulsátil, começa nas primeiras horas da manhã e vai desaparecendo  ao longo do dia.

É importante lembrar que, na maioria dos casos, a hipertensão arterial não manifesta sintomas. A doença vai se desenvolvendo aos poucos, o organismo vai se habituando à pressão alta e não emite sinais de alerta.

Por isso, grande parte dos pacientes hipertensos não sente absolutamente nada. Somente quando a hipertensão é crônica é que ela irá causar sintomas nos picos de pressão alta, que são as crises.

Quais os sintomas da pressão alta de evolução acelerada (hipertensão maligna)?

Em geral, a pressão arterial está muito elevada e as crises agudas podem durar minutos ou horas. Nesses casos, o paciente apresentar:

  • Sonolência;
  • Confusão mental;
  • Distúrbio visual;
  • Náusea e vômito;
  • Dor de cabeça;
  • Ansiedade;
  • Palpitação;
  • Suor frio;
  • Palidez;
  • Tremor nas mãos;
  • Dor no peito.

A pressão alta provoca alterações nos vasos sanguíneos e no músculo do coração, podendo causar acidente vascular cerebral (AVC), infarto, morte súbita, insuficiência renal e cardíaca, entre outras complicações.

O controle da hipertensão arterial é fundamental para prevenir tais complicações. O tratamento da pressão alta e o acompanhamento do paciente deve ser feito pelo médico cardiologista.

Leia também:

Quais as causas da hipertensão arterial?

Qual o tratamento e prevenção para hipertensão arterial?

7 Maneiras de Baixar a Pressão Alta