Perguntar
Fechar

Saúde da Mulher

Usando pomada vaginal posso ter relação?

Não é recomendável ter relações sexuais durante o uso da pomada vaginal

A pomada vaginal serve para tratar determinada inflamação e/ou infecção e precisa estar disponível na região da vagina para fazer efeito. Com a atividade sexual pode atrapalhar a absorção da pomada, pois desequilibra a flora vaginal normal e altera o pH da vagina. Assim, a ação e a eficácia do medicamento ficam prejudicadas

Por isso, não pode ter relações enquanto estiver usando a pomada vaginal. Se tiver, o tratamento pode não funcionar e a inflamação não será curada, podendo voltar a aparecer.

Você poderá voltar a ter relações sexuais assim que deixar de usar a pomada vaginal. Para saber se a inflamação melhorou, observe se os sintomas desapareceram. Se eles não melhoraram, pode ser que o diagnóstico ou o tratamento não está correto, o tratamento não foi eficaz contra o seu tipo de inflamação ou o tratamento não foi feito de forma adequada.

Use a pomada durante o tempo determinado pelo/a médico/a e evite relações sexuais durante esse período. Se não observar melhora dos sintomas, faça uma nova consulta com o/a médico/a que prescreveu a medicação.

Leia também:

Quanto tempo depois de usar a pomada vaginal posso ter relações sexuais?

Qual o risco de ter relação durante o uso de creme vaginal?

Posso engravidar tomando pílula anticoncepcional?

A mulher que toma pílula anticoncepcional não apresenta ovulação e, por consequência, não possui período fértil.

Nenhum método contraceptivo é 100% seguro e sempre há uma mínima chance de ocorrer a gravidez mesmo usando de maneira adequada.

A pílula anticoncepcional usada corretamente, sem falhas nem esquecimentos, é bastante segura para evitar gravidez, possuindo uma eficácia próxima a 99%.

Quando há falhas no uso, esquecimento de pílulas ou atraso na tomada da medicação, a eficácia diminui, podendo haver risco de engravidar na situação descrita (relação sexual desprotegida).

O uso da camisinha em todas as relações sexuais de quem usa pílula anticoncepcional é importante para prevenir as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

Portanto, se você faz uso correto da pílula tomando 1 comprimido por dia no mesmo horário todos os dias, continue o uso da medicação, bem como o uso da camisinha durante as relações sexuais.

Caso tenha ocorrido alguma falha no uso do anticoncepcional nesse período, procure o/a médico/a de família, clínico/a geral ou ginecologista para uma avaliação.

Leia também: Posso engravidar na troca do anticoncepcional?

Tomei pilula do dia seguinte e a menstruação não desceu?

Se tomou a pílula do dia seguinte e a menstruação não desceu isso é normal e pode acontecer mesmo quanto a pílula do dia seguinte foi eficaz.

A  pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação devido ao desequilíbrio hormonal que ela provoca. Após o uso da medicação, o organismo precisa se readaptar e reajustar o ciclo menstrual. Isso pode demorar algum tempo a depender de qual momento do ciclo menstrual você utilizou a pílula do dia seguinte. 

Leia também:

.Pílula do dia seguinte pode atrasar ou fazer descer a menstruação?

Quando a pílula do dia seguinte é usada próxima do período que viria a menstruação habitual, esse atraso pode ser de mais de 1 semana, prolongando o ciclo menstrual.

Normalmente, depois de tomar a pílula do dia seguinte, a menstruação volta a descer cerca de uma semana depois da data prevista.

Se a menstruação não ocorrer depois de 4 semanas da tomada da pílula, convém fazer um exame de gravidez.

Nos casos de atraso menstrual em mulheres que usam a pílula anticoncepcional, a mulher pode continuar tomando sua medicação regularmente mesmo não vindo a menstruação. Provavelmente no próximo ciclo haverá um reajuste e o ciclo menstrual habitual será retomado. 

Líquido branco saindo da mama pode ser gravidez?

Líquido branco saindo da mama pode ser gravidez, mas pode surgir também em muitas outras situações, associadas ao aumento do hormônio prolactina.

prolactina é um hormônio produzido pela glândula hipófise responsável pela produção de leite durante a amamentação. A produção desse hormônio pode estar aumentada em outras situações como:

  • Uso de certas medicações: antipsicóticos (ex: Clorpromazina, Haloperidol, Risperidona), antidepressivos (Clomipramina), anti-hipertensivos (Metildopa, Verapamil, Reserpina), opióides (Morfina, Codeína) e outros usados para evitar enjoo (Metoclopramida);
  • Tumor na hipófise;
  • Traumas, cirurgias, anestesias.

Entretanto, é importante lembrar que, por volta do 5º mês de gravidez, o líquido que geralmente sai da mama ao apertar o bico do seio é transparente. Trata-se do colostro, o primeiro leite produzido, muito rico em proteínas e anticorpos para proteger o bebê.

Leia também: É normal sair leite antes do bebê nascer?

Portanto, se a mulher não estiver grávida nem amamentando e verificar que está saindo um líquido branco da mama, ela deve procurar um/a médico/a para avaliação.

Estou com caroços dentro da vagina em um dos lados...

Caroço nos grandes lábios da vagina pode ser característico de vários acometimentos como:

  • Bartolinite;
  • Foliculite;
  • Hematoma;
  • Linfogranuloma venéreo;
  • Cisto sebáceo e outro tipos de cistos;
  • Lipoma, etc.

Com as características apresentadas, pode tratar-se de uma inflamação no pelo da região, situação conhecida como foliculite.

Neste caso, não é indicado apertar, espremer ou estourar. Deve-se fazer a higiene local no momento do banho com água e sabão, sem a necessidade de usar nenhum outro produto de limpeza específico.

Caso a inflamação infeccione e transforme em abscesso com dor local, presença de pus, vermelhidão e inchaço, é necessária a drenagem para que o pus saia e alivie a dor, juntamente com uso de antibiótico.  

Se o caroço não regredir em alguns dias e vir acompanhado desses sintomas, a mulher deve procurar o/a ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família para o diagnóstico e tratamento adequado.

O que faz a mulher menstruar duas vezes no mesmo mês?

A mulher pode menstruar duas vezes no mesmo mês quando ela possui um ciclo menstrual curto. Sendo assim, o intervalo entre  uma menstruação e outra é menor de 28 dias e, ocasionalmente pode coincidir das duas menstruações ocorrerem no mesmo mês.

Menstruar duas vezes no mesmo mês não é necessariamente sinal de problema ou doença. Anticoncepcionais, alterações hormonais e estresse são as principais causas.

Alguns fatores podem fazer a menstruação descer duas vezes no mesmo mês são:

  • Estresse e alterações emocionais;
  • Miomas, câncer, ovários policísticos, cisto no ovário;
  • Uso de medicamentos, como anticoncepcionais;
  • Alterações hormonais e emocionais;
  • Cirurgia no ovário;
  • Laqueadura.

Leia também: Sangramento de escape pode ser considerado menstruação?

O uso de anticoncepcional injetável pode ocasionar sangramentos de escape ao longo do ciclo menstrual. Mesmo assim, a mulher deve continuar o uso normal da medicação, devendo tomar a injeção na data programada.

Se você fica menstruada duas vezes ao mês com alguma frequência, consulte seu/sua médico/a de família, clínico/a geral ou ginecologista para avaliação do seu estado de saúde, bem como ponderar uma possível troca de método contraceptivo, caso esses sangramentos de escape estejam causando desconforto.

Estou sentindo meus seios inchados e doloridos, o que pode ser?

Seios inchados e doloridos podem ser causados por diversas situações, sendo as mais frequentes: período pré-menstrual (TPM), alterações hormonais, uso de anticoncepcional, gravidez, etc.

A principal causa de inchaço e dor nos seios quando a mulher não está grávida são as alterações hormonais que ocorrem durante o ciclo menstrual. Esses sintomas tendem a piorar nos dias antes de menstruar, na fase pré-menstrual.

Os próprios anticoncepcionais hormonais também podem deixar os seios inchados, sendo outra causa comum de inchaço nas mamas.

Procure o/a médico/a ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família para uma avaliação completa e detecção da causa do inchaço e dor nos seios.

Leia também:

Seios inchados fora do período menstrual, o que pode ser?

Anticoncepcional deixa os seios inchados?

Quais os sintomas de inflamação no útero?

Os sintomas de inflamação no útero podem ser corrimentosangramento e dor, principalmente durante a relação sexual. Porém, esses sintomas dependem também da localização da inflamação, que pode ocorrer no colo do útero (cervicite) ou na região interna do útero (endometrite).

A inflamação mais comum no útero é aquela que ocorre no colo do útero (cérvix ou cérvice), que é a região mais estreita do útero localizada no fundo da vagina e por onde o sangue menstrual é eliminado. A inflamação do colo do útero não interfere na boa evolução da gravidez desde que seja tratada adequadamente.​

Os sintomas da inflamação no colo do útero são:

  • corrimento vaginal (leucorreia) com mal cheiro e com coloração amarelada,
  • dor para urinar (disúria) ,
  • dor nas relações sexuais (dispareunia),
  • sangramento após a relação sexual,
  • sangramento fora do período menstrual,
  • dor na região inferior da barriga (abdominal baixa).

A cervicite, muitas vezes, não apresenta sintomas, o que pode levar à progressão dessa infecção e inflamação para regiões próximas como os ovários, trompas e região interna do útero (endometrite), causando a Doença Inflamatória Pélvica (DIP), situação mais grave, que além dos sintomas presentes na cervicite pode acompanhar-se de febre, náuseas e vômitos.

O exame Papanicolau é utilizado para diagnosticar as inflamações do colo do útero​ e o ginecologista e/ou obstetra são os especialistas indicados para o tratamento dessas doenças.